quinta-feira, 30 de maio de 2013

Vale Apena Ver de Novo - SSP - Quem é que me faz feliz


Os SSP foram criados inicialmente na Alemanha onde residia Big Nelo, a partir do convívio dos jovens integrantes da banda, e surgiram depois em Angola em 1992, sob liderança do referido músico. Influenciados pelo Rap e por vários estilos musicais (Jazz, Soul, Funk, [[Salsa e Ragga). Na altura a sua actividade incidia principalmente em actuações ao vivo para comunidades, escolas, etc., utilizando a música e a dança como elo entre as culturas africanas e ocidentais.
99% de Amor (1996) 

Após alguns anos de actividade, foi firmado em 1996 um contrato com a editora Vidisco, que levou à gravação do seu 1º trabalho discográfico intitulado “99% de Amor”, cujo som era caracterizado pela fusão de ritmos aliados ao rap. Os SSP transformaram-se assim no primeiro grupo de rap angolano a conseguir editar um trabalho discográfico, um marco importante na história do rap em Angola.
Odisseia (1998) 

O segundo álbum, lançado em 1998, levou os SSP a uma digressão internacional que passou por Angola, África do Sul, Cabo Verde, Inglaterra, Portugal e Moçambique, país onde as vendas atingiram o disco de prata.
Alfa (2000) 

É o terceiro álbum do grupo lançado em Fevereiro de 2000, com um notório amadurecimento profissional e musical, e com algumas agradáveis surpresas. A nova versão do tema “Sempre que amor me quiser” surge no álbum Alfa com um sentido muito especial, uma vez que encerra a homenagem dos SSP e Lena d´Água a Ramiro Martins, produtor do 1º álbum do grupo e ex-marido de Lena d´Água, que faleceu durante as gravações do 2º álbum. Neste trabalho discográfico os SSP contaram com as participações de vários artistas convidados, como: TC, Boss Ac, Gutto, African Voices. O álbum foi inicialmente apresentado em Angola, num belíssimo espectáculo em Março de 2000, tendo sido o primeiro grupo a conseguir lotar o pavilhão da Cidadela. A tournée seguiu depois com igual sucesso para Portugal, Macau, Moçambique, Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe, Inglaterra e Brasil.
Amor e Ódio (2003)

É o álbum que marca o regresso do melhor grupo de Hip hop/Rap angolano do séc. XX, e um dos mais premiados e internacionais grupos de música moderna angolana. Os SSP sofreu também algumas mudanças: do alinhamento inicial ficaram apenas Big Nelo e Jeff Brown. Este álbum foi gravado em Portugal e no Brasil e vêm mais uma vez mostrar-nos que os “SSP não vão parar”. É um álbum com varias sonoridades e fusões musicais, e mostra uma vez mais o talento e maturidade do grupo. Entre as várias composições que podemos encontrar em Amor e Ódio, estão algumas participações de luxo como a do conceituado músico e compositor brasileiro Djavan, que dispensa apresentações, no tema “Meu bem querer”, Max Viana no tema “Samurai” e do musico luso-caboverdiano Tó ”TC” Cruz no tema “Dime porque (tu te vás)”. Este trabalho conta ainda com dois samples de músicas do conceituado musico angolano Teta Lando(Descansa em Paz). Assim, Amor e Ódio é considerado, até ao momento, o melhor álbum do grupo tendo em conta as criticas e a qualidade sonora e artística que nele podemos encontrar em termos de produção, sem esquecer a maturidade e o palmarés que os SSP conseguiram alcançar em Angola e no resto do mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário