segunda-feira, 20 de outubro de 2014

VIDEO - Com discurso anti-Alckmin, Emicida critica legado dos protestos de 2013




"Junho serviu pra quê?", questiona Emicida.


O rapper, que já declarou votar em Dilma Rousseff (PT) no segundo turno, investe contra o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), a quem responsabiliza pelo abuso policial e pelo "extermínio na periferia".



Prestes a lançar um novo show, Emicida diz que não tem como "desconectar política e música".



E lamenta que as manifestações de 2013 tenham virado "micareta" e não dado em nada, em sua opinião, já que os paulistas reelegeram Alckmin ainda no primeiro turno.


Nenhum comentário:

Postar um comentário