segunda-feira, 11 de novembro de 2019

Dia mundial do Hip Hop | Porque existe duas datas comemorativas?

Da esquerda pra direita: DJ Kool Herc, DJ Grandmaster Flash e Afrika Bambaataa

Todo ano eu fico confuso com isso e vocês? Porque em 11 de agosto comemoramos como o aniversário do Hip Hop e quando chega em 12 de novembro, comemoramos de novo? Bora saber o porquê de cada data. Eu sempre lembro de 11 de agosto, que é o dia da lendária festa do DJ Kool Herc comemorando o aniversário de sua irmã, Cindy. 

Como qualquer gênero musical, o rap tem suas origens em outros ritmos, que com o do tempo foi chegando ao que conhecemos hoje. Porém, podemos dizer que a cultura Hip Hop nasceu mais precisamente no dia 11 de agosto de 1973. 

Se o Kool Herc é o pai do Hip Hop, sua irmã, Cindy Campbell Herc, tem que ser considerava a mãe da cultura. Foi a Cindy quem deu a ideia para que seu irmão fizesse uma festa para ela relembrando os tempos de Sound System na Jamaica. Kool Herc acatou a ideia. A festa aconteceu na Avenida Sedwick, 1520. Este local é um marco histórico e é visitado por pessoas todos os dias. 

Kool Herc e sua irmã Cindy

Nascido e criado até os dez anos de idade em Kingston, na Jamaica, DJ Kool Herc começou a discotecar em festas e tocava entre os sets da banda de seu pai quando ainda era adolescente, no início dos anos 70, no Bronx,Herc começou imitando o jeito dos jamaicanos, mas com o tempo passou a utilizar dois discos para fazer a típica transição caraterística do hip hop. Este movimento foi batizado por ele como Merry Go-Round e, hoje, é conhecido como o "break beat". 

No verão de 1973, o DJ Kool Herc já era o maior nome do “break beat”, mas o aniversário de sua irmã o colocou à frente de seu maior público até então, com o sistema de som mais potente com o qual já tinha trabalhado O sucesso da festa deu início a uma revolução musical e cultural. Pois o termo Hip Hop ainda não tinha sido inventado, mas 3 elementos (Breaking, DJ, rap [break beat]) estavam representados na festa com certeza! Sepah, até os 4 elementos estavam lá, dificilmente não tinha grafiteiros, nem que seja com algum canetão fazendo tags nos prédios e tal. 

Flyer

Inclusive uma fita bem engraçada que vejo sempre o Kool Herc falar é que todos que o encontram diz que estava na tal festa...hahaha tanta gente diz que estava lá que eu acho encheria um estádio de basquete, ou melhor de baseball...hahaha 

LEIA TAMBÉM:

Gangue porto-riquenha, Black Panthers Party e a morte de um jovem negro foi a faísca de criação do Hip Hop?

Gangue porto-riquenha, Black Panthers Party e a morte de um jovem negro foram a faísca da criação do Hip Hop?

_________________________________________________________________________________________

Como dito acima, o termo Hip Hop não existia, só os elementos. 

A Zulu Nation foi fundada em 12 de novembro de 1973, alguns meses após a festa do Herc, porém, o nome HIP HOP e a cultura, foram criados em 12 de novembro de 1974, no aniversário de 1 ano da Zulu Nation. É tipo quando nasce uma criança e só registram um ano depois que nasce, ta ligado? 

O termo HIP HOP não se sabe realmente ao certo o que significa, muitos dizem que é girar e saltar que seriam os movimentos que os b. boys e b. girls fazem e tal. Uns dizem que eram gírias antigas das periferias da costa leste do Estados Unidos. Kool Herc, que foi um imigrante jamaicano (importante dizer isso), trouxe da jamaica muitos elementos da cultura do Sound System. Mas claro que o soul, funk, disco e o blues influenciaram e muito na construção do rap e da cultura Hip Hop. A cultura negra é a origem de todo o movimento, seja com o resgate da percussão tão comum nas manifestações africanas, proibida por um período no EUA, ou como o MC é uma continuidade dos griots, mestres das oralidades, os contadores de histórias. Quando vierem com papo que o rap e o HIP HOP não tem cor, não acredite! O Hip Hop é parte da cultura negra. 

A Cindy Herc é a mãe, Kool Herc é o pai e Afrika Bambaataa é o padrinho da cultura Hip Hop! O irmãos Herc deram a luz, mas quem deu nome a criança foi Bambaataa.


Afrika Bambaataa, fundador da Zulu Nation, foi o responsável pela introdução do que é considerado o quinto elemento do Hip Hop: o conhecimento. Com o lema de “paz, amor, união e diversão” esta organização promoveu o apaziguamento de várias disputas de gangues dos guetos estadunidenses. Naquele período surgiram as batalhas de break dancing e de MC’s, que substituíram o conflito armado pela criatividade artística. 

O Hip Hop possui 46, mas oficialmente 45 anos, se você parar pra pensar é novo ainda. Porém, sua influência no mundo é gigantesca, sendo responsável por elevar a autoestima da juventude negra e periférica, de favelas e quebradas do mundo todo. Um de seus produtos, o rap, é considerado o ritmo mais ouvido e influente no mundo. Está presente em diversos países, abrindo caminhos para setores marginalizados da sociedade através da cultura. 

Segundo seu próprio líder, Afrika Bambaataa, a Zulu Nation apoia o conhecimento, a sabedoria, a compreensão, a liberdade, a justiça, a igualdade, a paz, a união, o amor, a diversão, o trabalho, a fé e as maravilhas de Deus. Essa verdadeira ‘Nação’ também viajou por todo o mundo para pregar a boa palavra do Hip-Hop, fazendo muitos shows e arrecadando fundos para campanhas Anti-Apartheid (Anti-Racista) e chegou a reunir 10.000 membros em todo o mundo. Segundo a Zulu Nation, no espaço descontraído da rua era, e ainda é, possível manifestar opiniões e se divertir. Os jovens excluídos, no contato com seus iguais (o grupo), podiam sentir e vivenciar a rara oportunidade da livre-expressão através da arte, sem repressão. Real Hip-Hop 

VIVA O HIP HOP!


Esse texto contem trechos de textos do Bocada Forte, Esquerda Online e Wikipedia


Nenhum comentário:

Postar um comentário