domingo, 23 de fevereiro de 2020

Bloco Beat Loko | Jornalista do UOL invisibiliza Cris SNJ e assessoria solta nota


A assessoria da rapper paulista, CRIS SNJ contesta matéria do UOL sobre representatividade feminina no bloco beat loko 


Na última tarde de sábado (23/02), o Bloco Beat Loko (Comandado pelo DJ CIA) puxou um pouco mais de 50 mil pessoas na Avenida Marquês de São Vicente, Barra Funda, zona oeste de São Paulo. 
O Bloco enfrentou problemas e não começou no horário certo, que seria as 14, Tendo que pegar um trio emprestado, só pode começar as 17 horas e terminando as 19 horas, horário que a prefeitura exige que termine. 
Portanto, precisou cortar alguns artistas e Haikaiss, Costa Gold, Consciência Humana, SNJ, Ndee Naldinho, Cynthia Luz e Rincon Sapiência, tiveram 15 minutos cada um. 

A jornalista Carol Martins colaboradora do UOL escreveu uma matéria sobre o Bloco Beat Loko que saiu nesta madrugada. A jornalista escrevendo sobre a representatividade feminina no bloco disse isso: 
"Única representante do sexo feminino a subir no trio, Cynthia Luz, 26 anos, vem crescendo como mulher, jovem, branca, sem ter vindo do gueto, ao contrário do cenário predominante masculino e da periferia."
Porém, a CRIS SNJ subiu no trio junto com seus parceiros de grupo (Rebeld, Sombra, Cabeça) e cantou "Se tu Lutas Tu Conquistas" e "Pensamentos", e uma parte da música "Viajando na Balada"

Não citar a Cris, que é uma das mc’s mais icônicas da cena, referência pra muita gente e dizer que a Cynthia Luz foi a única representante feminina do rap no bloco; fazendo um puta lóbi porque ela é branca e não vem do gueto, só corrobora com o nosso pensamento da tentativa de invisibilização de pessoas pretas pela grande mídia. 

A assessoria da CRIS soltou uma nota neste domingo sobre o ocorrido. 

Confira a nota: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário