domingo, 9 de fevereiro de 2020

Nate Dogg, a voz mais icônica do rap estadunidense


Nate Dogg é um dos meus cantores favoritos, isso é inegável. Mas se analisarmos o RAP, talvez o Nate Dogg seja o maior cantor do gênero. Não deve existir outro cantor que emplacou ou participou de tantos clássicos nos anos 90' e 00'. Nate Dogg trabalhou com artistas diversos e de todas as gerações, era muito requisitado, já que um som com um refrão seu era sucesso quase que garantido.
Muitas das informações muita gente deve conhecer, mas o ícone como Nate deve ser homenageado sempre. 
Abaixo você vai conferir um pouco sobre a carreira solo do cantor e ator, suas participações sobre o 213, seu grupo.


Nathaniel Dwayne Hale vulgo Nate Dogg, nasceu em Long Beach onde foi criado num lar evangélico, já que seu pai Daniel Lee Hale, era pastor da igreja 'New Hope Trinity Baptist Church Choir', em Long Beach, Califórnia. 

Com pai Pastor e mãe Ministra na mesma igreja que o pai, Nate Dogg amava música, mas pensou que seu caminho seria a música Gospel. Aos dezesseis anos deixou a escola em Long Beach, Califórnia, para servir a Marinha dos Estados Unidos, onde serviu por três anos. 

Aos 21 anos de idade, em 1990, Nate resolve entrar no mundo do Gangsta Rap, onde permaneceu até 2011, ano de sua morte. (Nate Dogg morreu por complicações devido a dois derrames). 

Mesmo se você não o conhece, com certeza já ouviu sua voz, pois o rapper, cantor e ator estadunidense teve sua voz imortalizada em diversos clássicos da costa oeste. Não que ele se prendeu a costa leste, já que trabalhou com Mos Def, Jadakiss, Eminem, 50 Cent, Ghostface Killa e outros. Quando se pensa numa música da costa oeste com um refrão foda! Certeza que tem Nate Dogg envolvido. 

Nate Dogg é primo do Snoop Dogg, mas no começo dos anos 90, Nate começou a trabalhar com Warren G, no que resultou no clássico “Regulate” 



Regulate, foi lançado em 1994, o som aparece na trilha sonora do filme ‘Above the Rim’ e mais tarde no álbum do Warren G “Regulate... G Funk Era”. O som ficou em segundo lugar da Billboard Hot 100 e na sétima posição na Billboard Hot R&B/Hip-Hop Song e na primeira posição na Billboard Hot Rap Songs. O som também ficou na posição 98° na lista das 100 melhores canções de rap da VH1 e na posição 108 da lista das 200 melhores canções da década de 1990 pela Pitchfork Media. Este som que marca a estreia de ambos no rap, resultou também uma indicação ao MTV Awards e ao Grammy. 


Sua estreia como artista solo só aconteceu em 1998 com o lançamento de seu álbum G-Funk Classics, Vols. 1 & 2. 


Este álbum que é duplo, foi produzido por Nate Dogg e começou a ser produzido e gravado em 1995 e terminou em 1998, no ano de seu lançamento. 

É difícil citar quais músicas desse álbum são clássicas, pois o Nate, não faz música de brincadeira. Foram praticamente 3 anos de trabalho e esse álbum pra mim é 10/10. Zero defeitos. Mas as faixas: G-Funk, These days, Me and My Homies, Scared of Love, Just Another Day, Almost in Love, Friends São acima de 10.

G-Funk Classics, Vols. 1 & 2. | OUÇA



Em 2001, Nate lançou Music & Me, que conta com participações bem diversas como: participações dos rappers Dr. Dre, Xzibit, Kurupt, Fabolous, Ludacris, Pharoahe Monch, Snoop Dogg, Tha Eastsidaz, Jermaine Dupri, B.R.E.T.T. e Lil Mo. 

Não tem o mesmo peso e pegada do primeiro, mas é um grande álbum. 

Music & Me | OUÇA



Dois anos depois, Nate Dogg lançou o álbum que leva o seu vulgo. Lançando em fevereiro de 2003, esse álbum tem bem a pegada do começo dos anos 00'. Aquela pegada bem de clube, festa e curtição. O álbum conta com participação bem plurais como: Armed Robber, Redman, Eve, Fabolous, Lil Mo, Icarus, Timbaland, Ms. Jade, Dj Quik, Warren G, Snoop Dogg, Xzibit, Mariah Carey, Butch Cassidy e Shade Sheist. (Incluímos as participações do álbum com a versão com 3 faixas bônus.) 

Nate Dogg (álbum) | OUÇA

Foi feito o álbum póstumo "Nate Dogg: It's A Wonderful Life" que foi lançado na metade de 2014 e tem participações de rappers de como: Dr. Dre, Snoop Dogg, Eminem, Rihanna, Redman e Obie Trice. 



The Next Episode 

The Next Episode é um single do rapper Dr. Dre lançado em 2000 do seu álbum 2001. A versão explicita conta com as participações de Snoop Dogg, Nate Dogg e Kurupt. Foi o terceiro single do álbum 2001, lançando em 1999. 

A parte rimada por Dre foi escrita pelo então artista da Aftermath, Hittman. O título da canção remonta ao clássico sucesso da dupla Dr. Dre e Snoop Dogg, "Nuthin' but a 'G' Thang", do primeiro álbum solo de Dre, The Chronic, de 1992, no qual Snoop Dogg orienta o ouvinte, no fim do refrão, a "ficar frio, até o próximo episódio" ("just chill, 'til the next episode," - verso que, por sua vez, já é uma referência à canção "It's My Thang," do álbum Stricly Business, do EPMD), "episódio" este que, no entanto, não se referia originalmente a este single, mas sim a uma canção de 1993 gravada originalmente para o álbum Doggystyle, e que não chegou a ser incluída na versão final do disco. Listada originalmente na contracapa de Doggystyle como "Tha Next Episode", a versão original da canção seria do próprio Snoop Dogg com participação de Dr. Dre, e tinha uma batida e letra totalmente diferentes. Esta versão original, com 4 minutos e 36 segundos de duração, havia sido referenciada em "Nuthin' but a 'G' Thang" diversas vezes, e seu fundo foi utilizado posteriormente por Warren G em "Runnin' Wit No Breaks", do álbum Regulate...G Funk Era. 

A canção foi indicada para um Prêmio Grammy de melhor performance de rap por uma dupla ou grupo, em 2001; o prêmio, no entanto, acabou indo para a parceria entre o próprio Dre e Eminem, em "Forgot About Dre". 

A versão lançada em rádios e canais de música foi muito alterada, e muitos dos versos tiveram que ser regravados. 

A canção foi listada na 306ª posição na lista de melhores canções da década de 2000 compilada pela revista Pitchfork

A canção também é conhecida como "Smoke Weed Everyday" na cultura popular, frase dita no último verso da canção por Nate Dogg na versão explicita. 

No clipe oficial o Nate não diz a famosa frase, mas ai vai o clipe:



213 

Nate Dogg, Snoop Dogg e Snoop Dogg são amigos desde a juventude e o 213 existe antes mesmo de todos ficarem famosos. 

Mas, após o álbum clássico ‘The Chronic’ do Dr. Dre no qual o trio teve forte participação, eles decidiram focar em suas carreiras solo, e tiveram grande êxito. Portanto o primeiro e único álbum do 213 foi o ‘The Hard Way’ lançado em 2004. 



The Hard Way trouxe o trio de volta as suas raízes, pois ambos em seus trabalhos solo, estavam fazendo sons de acordo com o que estava sendo tocado no momento da época. Neste álbum o grupo pode novamente nortear seu trabalho com o G-Funk. O álbum teve 2 singles lançados; ‘Groupie Luv’ e ‘Fly’ e foi lançado pela Doggystyles Records e TVT Records 3 meses antes do álbum R&G (Rhythm & Gangsta): The Masterpiece do Snoop, que teve sucesso graças ao hit "Drop it Like it’s Hot”



Escrito em sua maioria pelo trio, o álbum tem produções de artistas como Fredwreck, Hi-Tek, Quaze, B Sharp, Battlecat, Tha Chill, Kanye West, DJ Pooh, Nottz, Josef, Missy Elliott, Lil' Half Dead entre outros. 

The Hard Way | OUÇA


Nate Dogg morreu no dia 15 de março de 2011, aos 41 anos, em Long Beach, na Califórnia, devido a complicações dos seus múltiplos derrames cerebrais. Ele estava com sérios problemas de saúde, inclusive havia sofrido dois AVCs.



Nate Dogg foi enterrado no dia 26 de março de 2011, no Forest Lawn Memorial Park, localizado em Long Beach, Califórnia.


Playlist com alguns sons do Nate Dogg ou com sua participação.




Esse texto contém informações tirada de artigos do Wikipedia 

Um comentário:

  1. Realmente os refrões de Nate Do'double G' eram foda, de arrepiar! Sem contar que ele é primo do Snoop Dogg!!

    ResponderExcluir