Mulher negra e empoderada, a multiartista Flávia Souza lançou em 16 de abril, pela gravadora GRV, seu segundo single “Cansei”, produzido pelo DJ Fábio Broa, nas mais importantes plataformas como Spotify, Deezer, Amazon Music e Apple Music, além do Youtube. 

O rap autoral reforça o cansaço perante o contexto contemporâneo da herança colonial e a persistência da lógica escravista, trazendo reflexões que atravessam o cotidiano dos desfavorecidos economicamente e da população afrodescendente. “A sociedade nos coloca na posição de precisar militar o tempo todo. Isso nos desumaniza e aprisiona. Estamos cansadas e cansados de ver pessoas morrendo sufocadas, seja pelo coronavírus ou asfixiadas por policiais. Chega dessa violência contra a gente”, enfatiza.

Com versos como "rico, branco, preto e pobre somos todos humanos", " a cor é causa de dor" e "filho que mata pai e irmão que mata irmão", a música retrata um panorama atual de diferenças sociais e econômicas, além de um mundo de incertezas e pouca liberdade. 

Pela sua contribuição ao movimento, Flávia Souza também será homenageada pela Frente Nacional de Mulheres no Hip Hop, que realiza sua 8ª edição em 2021. Em votação promovida pelas redes sociais, com mais de 700 indicações, a artista está entre as três mais votadas. “Neste momento, ser homenageada e premiada é uma loteria. Nós, artistas, estamos sendo afetados com força e, como uma artista independente, isso faz uma diferença muito grande”, diz a cantora.

Assista:


O que tem a dizer?