quinta-feira, 29 de maio de 2014

As mina do RAP e do R&B #DicadoHebreu



Já faz uma cota que eu atualizo o quadro Dica do Hebreu, neste quadro geralmente eu compartilho, musica e videos que eu acho interessante ou artistas bons que eu acho que as pessoas precisam conhecer.
Hoje vou mostra alguns sons de 5 minas com estilos e formas diferentes de fazer rap, que eu creio que quem curte boa musica tem que conhecer. São duas estadunidense, uma moçambicana, uma nigeriana e uma chilena.
As minas são: Signif, Nneka, Akua naru, Iveth e Ana Tijoux. Cada artistas vou deixar 2 clipes para vocês assistirem.


Vamos começar pela Akua naru, norte americana residente na Alemanha



Akua Naru é uma cantora e rimadora americana (residente na Alemanha) de talento raro. Em 2011 ela lançou seu álbum de estréia intitulado “The Journey Aflame” que foi aclamado pela crítica em todo o mundo. E não foi a toa. O álbum agrada os ouvidos da primeira a última música apresentando um rap orgânico nos moldes de The Roots, Bahamadia e Lauryn Hill, com produções de nomes da cena alemã como TheDrumKidz, JR & PH7 e 7inch. Em 2012 ela lançou o álbum ao vivo “Live & Aflame Sessions” apresentando a sua banda The DIGFLO, que levam as músicas a um nível ainda mais elevado.

Para saber mais no SóPedradaMusical

Akua Naru - The World Is Listening 



Akua Naru - The Backflip



Vamos agora com a Ana Tijoux rapper e cantora Chilena



Anita Tijoux é uma cantora chilena. Embora seu início tenha sido no hip-hop, Anita Tijoux rompeu essa e outras fronteiras, graças à sua quase intuitiva inquietação. Instada no Chile em 1993, depois de viver na França o exílio de seus pais, se tornou conhecida como grande rapper e cantora do Makiza, um grupo com a qual ela gravou três álbuns entre 1998 e 2005.

Para saber mais entre no Noticario Periferco mesmo

Ana Tijoux - Volver


Ana Tijoux - Sacar La Voz (ft. Jorge Drexler)


Agora vamos com a nigeriana erradicada na Alemanha Nneka



Nneka tem uma belíssima voz. Seu marcante acento e sua rebelde cabeleira, penteada em estilo black power, revelam suas origens africanas, declaradas também em letras e rimas. Rimas essas que versam ainda sobre as mais íntimas aflições da moça, embaladas por reggae, rap, jazz, funk, trip hop, soul.
Com tudo isso, dá para entender porque publicações como o jornal inglês "Sunday Times" e os franceses "La Marseillaise" e "Libération", entre outros, a apresentam como "a nova Lauryn Hill".

Para saber mais entre no link do Noticiario Periferico

Nneka - Africans


Nneka feat. Ms. Dynamite - Sleep



Agora vamos da cantora norte americana Signif



Em um meio dominado por homens, onde muitas vezes vê mulheres usando sua sexualidade para fazer sucesso a emcee Signif é muito talentosa e escolheu canalizar sua artes atravez de sua lirica no rap, em vez de reafiar o esteriotipo de que rapper bonita tem que mostrar sua sexualidade.
O morador de Nova York, nasceu e cresceu em Milwaukee, Wisconsin, foi frst ligada ao Hip-Hop por seus irmãos mais velhos. Aos 8 anos, seu amor pela música foi explorada através da expressão escrita e suas reflexões poéticas progrediu para uma participação activa na Freestyling.

Signif "Drifting"


SIGNIF "VANDAL"



E para terminar vamos com a rapper Iveth de Moçambique



Iveth uma das melhores rapper de moçambique, uma mulher forte, inteligente, batalhadora.. que lutou muito contra o preconceito e machismo do rap.

Para conhece-la melhor entre neste link do Noticiario Periferico

Iveth Karinganas do Rap Moz( Mc Moçambique) ft Hawaio, Rage & Sgee


Iveth- Dia Lindo Feat Bhaka


Como eu me considero o fã numero 1 no brasil desta mc tomo a liberdade de publicar mais 1 clipe dela.

Iveth -"Afro Feat Mi-Mãe"

Nenhum comentário:

Postar um comentário