segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Grupo Cone Crew Diretoria se destaca na cena 'underground' e grava com Marcelo D2

O Rap é Compromisso Não é Viagem




Depois de muitas madrugadas regadas a fumaça e cervejinha, o ‘bonde’ da Cone Crew Diretoria cresceu e já faz parte da cena ‘underground’ do hip-hop carioca. Em busca da erva maldita — o próprio nome do grupo faz alusão ao formato do baseado —, as músicas falam das viagens deles com a planta na mente e dos perrengues que já passaram atrás de um tapinha (“Sem a planta não dá mais pra viver em paz”, diz uma das letras).
“A galera ficava fumando e andando de skate. Ia escrever sobre o quê? Não tinha outra parada. No segundo álbum, mudamos, mas sem tirar essa origem”, explica o ‘beatmaker’ Papatinho, que não fuma.
Por causa da temática polêmica, eles são comparados ao saudoso grupo Planet Hemp. “Não é nem pelo estilo. É por falar de maconha mesmo. Mas já tem um tempo que acabou e boa parte da galera de agora não os conhece. A gente é o Planet Hemp para eles”, compara Ari, um dos vocalistas.
E quem é fã declarado do grupo é Marcelo D2 que, além de gravar ‘Falo Nada’, participou do clipe ‘Chama os Moleques’, que ainda não foi divulgado.
Com média de 25 anos de idade, eles se animam a cada nova apresentação marcada. A próxima é no Planeta Atlântida, dia 4 de fevereiro, no Rio Grande do Sul. “De longe, será nosso maior show”, diz Papatinho. Por causa dos flagrantes nos shows, as duras eram constantes. “A polícia já chegou cortando os cabos e cancelando tudo. Isso aconteceu várias vezes”, diz Papatinho. Para se prevenir, hoje, ninguém fuma mais na rua.
Vivendo na marola, na manguaça e sem nada para fazer nos intervalos dos espetáculos, eles sempre aprontam e acabam expulsos dos hotéis em que se hospedam. “Começamos em hotel cinco estrelas, depois pousada, e acabamos em camping. Em Blumenau (Santa Catarina), estávamos em um hotel de luxo e o Cert (um dos vocalistas) foi encontrado pelado no telhado, fazendo o homem-aranha nu. Já teve café da manhã de cueca com uísque na mão também”, diverte-se.


By HHDiario