terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Rap de verdade, rap é compromisso,O que é rap de verdade, e até onde vai o seu compromisso..?

"Isto que você ouve nem é rap", "Eu só ouço rap de verdade', "Rap é compromisso", estas frases talvez sejam as mais ditas no rap brasileiro de uns tempos pra cá.

Por Anderson Hebreu


De alguns anos pra cá estas frases tem sido usadas demasiadamente pelos fãs do rap gangsta, pois na mente de alguns deles o único rap que representa a favela é o gangsta, pois só eles que batem de frente com sistema e seus ídolos não estão no rap por dinheiro. (Abraçaaa!!)

Primeiro quero deixa bem explicado, eu sou fã do gangsta rap, mesmo não concordado com a postura de alguns rappers em relação aos rappers de outros sub-generos, minha critica é direcionado a alguns fã do gangsta rap.
 O que me incomoda e incomoda a muitos, é este racha um quase apartheid criador por eles dentro do rap,alguns fãs do gangsta rap são meio extremistas quase separatistas, pois só o que ele curte presta e só o tipo de rap dele é o que fala as verdades e bate de frente com o sistema, ou seja o resto não é rap,no meu ver isto não passa de pura ignorância da parte deles, sim esta é a palavra ignorância, não no sentido de burro, e sim no sentido de não parar para ouvir outro tipo de rap com uma batida diferente quem tem as mesmas ou até mais ideia que o gangsta, pois no meu ver o rap chamado de underground tem um alto teor lirico.


Porem para eles o rap gangsta que é o verdadeiro rap.
Mas peraiiii o que veio primeiro o Gangsta ou rap..? claro que o rap veio antes né parças!!!

O fã do gangsta rap precisa estudar melhor a origem do rap, saber que ele surgiu de uma mistura, o rap em si já é misturado, por tanto se ele mistura com reggae,samba,rock ele não deixa de ser rap.
E como todos sabem,e eu espero que saibam mesmo que RAP significa Ritmo e Poesia, e poesia é livre, você pode falar do assunto que quiser.

Mas então o que é rap de verdade..??

Gangsta,underground,trap,jazzrap ou qualquer outro subgênero não é "rap de verdade", não existe rap de verdade, existe a verdade que você poe no seu rap, todo rap que é feito com amor, trabalho e dedicação é de verdade, seja ele para contestar o sistema, para animar as pessoas, ou simplesmente para dançar, para confrontar o racismo,sexismos ou qualquer tipo de preconceito.

Antes de eu criar o Noticiário Periférico e ele ter se tornado um veiculo onde grupo novos enviam seus materiais para divulgação e também ter ser tornado um site conceituado, eu tinha a mente muito fechada achava que o rap não tinha que ir na TV, que o rap não era som pra dançar a não ser que fosse break, que eu não podia curte os mano que pinta o cabelo amarelo, que é normal ser machista no rap.. eu reproduzia muita coisa errada..eu tinha uma visão que o rap tinha que ficar preso no gueto, e por morar em São Paulo muitas vezes nos condicionamos a ser bairrista, achamos que só no nosso rap presta.

Porem quando eu passei a receber muito material de artistas novos e bons eu pensei,carai existe um mundo alem do gangsta rap (não que eu não ouvia outros tipos de rap eu não tinha noção destas divisões de rap e eu tinha este preconceito dentro de min), eu passei a ouvir todo tipo de rap sem medo do que os outros iriam dizer ou me chamar, como costumam dizer que sou modinha, ou que não ouço "rap de verdade", eu passei encontrar mensagens loucas ideias revolucionarias e mensagens diversas nestes artistas que não são ouvidos pela maioria do publico.


Rap é compromisso ..? claro, mas até onde vai o seu compromisso com o rap..?

Você já se perguntou o que é compromisso no rap...? quando o sabota disse e eternizou esta frase, ele nunca disse esta frase usando o contexto que ter compromisso com o rap era não ganhar dinheiro com sua musica, o compromisso era com a verdade, e não a verdade A ou B, e sim a verdade que você acredita, a verdade que você quer passar na sua musica.
Mano hoje em dia eu dou mais valor num rap que passa umas ideias consciente com positividade, eu estou cansado de só, eu disse só ok..? estou cansado de só ter rap com historia triste, eu acredito que as letras de rap também tem que passar uma perspectiva de vida positiva de isentivos, taligado..?
Como disse o Sabotage "Se eu for falar só de sofrimento, meu tempo não da, olha só ao meu redor" (entrevista dada na favela do canão).
Uma das letra que marcaram minha adolescência foi a musica "Eu não pedi pra nascer" do facção central, a historia desta musica é triste pra carai, a primeira vez que ouvi eu choverei carai.. musica triste pra carai, e eu acredito que este tipo de musica é necessário, mas não só este, tem momentos que nós já estamos pra baixo e queremos ouvi algo mais alegre, algo positivo, ai que entra grupos como Doctors Mcs,Ndee Naldinho no seu começo de carreira, Thaide e Dj Hum com a musica "Senhor Tempo Bom" SP Funk,Pentagono,Emicida,Negra Li, e por ai vai... o rap sempre teve os dois lados da moedas, ou melhor o rap sempre teve vários lados tipo um cubo magico.

Foto Ilustrativa (O rap pelo rap)


E outra fita que me incomoda, são os fãs cobrarem compromisso dos Mc's, mas e você ja parou pra pensar..... em que eu contribuo com o rap..? eu compro cd..? eu vou em shows..? eu sou participativo na cultura..? eu sigo os "ensinamentos" que tem nas musicas..? e etc.
Antes nós cobrarmos algo que eu acho errado cobrar mc, nos temos que ver se nós somos exemplo para ficar cobrando ou julgando o outro.
Muitos fãs adoram arrotar a frase do MV BILL "só deus pode me julgar", mas vivi na internet de zé povinhage, falando da vida do MC, que rapper tal fez isto, que rapper tal gravou com fulano.
Você que faz isto não tem compromisso nenhum com rap, só tem compromisso com a zé povinhagem!

O publico do rap anda sabotando o próprio rap, pois se ele não gosta de um determinado rapper ou musica ele ja diz que não é rap, ele ridiculariza na internet e o pior que vejo pagina de rap no facebook, compactuando com esta onda, as pessoas que tem estas pagina não tem noção da arma que é um meio de comunicação com mais de 10 mil seguidores no facebook, estou falando 10, mas estas pagina tem mais de 30 mil seguidores, isto viraliza e no meu ver isto esta "minando" o rap, pois enfraquece a estrutura da cultura. 

Acabei de ver o documentário "O rap pelo rap" dirigido pelo mano Pedro Favero e o documentário começa com um discurso do Mano Brown e ele diz "Profeta mc ..? não existe meu parceiro,não abraça, todos querem a mesma coisa,raça infeliz, mc's, seres humanos com um microfone na mão,vaidosos por natureza, cuidado com eles"

Achou ofensivo né parça..??? mas é a realidade ladrão, ser humano quer dinheiro, MC não é diferente, claro que existe exceções, não irei citar nomes cada um que escolha suas exceções, mas só digo o rapper que sobe no palco e diz "ai jão nóis é que somos a rua, nóis é que faiz o rap de verdade na porra do bagulho" te cobrou 30,40 conto no ingresso, te vendeu uma bombeta por 100 conto, camisa por 80 e etc. (não estou dizendo que é errado, sou favorável de ganhar dinheiro, estou só passando uma visão)
Mano rap de verdade não existe!! existe a verdade que você poe no seu rap! e compromisso..?? procure ser útil pro rap e pra cultura hip hop fortalecendo a cultura, sabe como..? não é chamando mc de vendido é indo no show do grupo que você gosta, é comprando o cd do seu MC favorito , e o mais importante absorvendo o que a de bom nas letras de rap,pois eu garanto que nas letras do seu rapper favorito não te ensina ser intolerante.

E pra terminar deixou uma frase do Brown no Documentário "O rap pelo rap.

"O Mano Brown não é verdade absoluta e o Racionais nunca foi a verdade absoluta, nunca será, não existe verdade absoluta, não existe profeta!
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top