quinta-feira, 28 de abril de 2016

EDUARDO ESCREVE SOBRE OS 10 ANOS DOS CRIMES DE MAIO E O MOVIMENTO MÃES DE MAIO




RAPPER EDUARDO ESCREVE SOBRE OS 10 ANOS DOS CRIMES DE MAIO E O MOVIMENTO MÃES DE MAIO
<<(...) Nessa data de triste aniversário, a única coisa que podemos e devemos comemorar, é a perseverança das Mães de Maio, em sua incansável batalha. A vitória pode ser incerta, no entanto, o exemplo da luta, gerou um resultado positivo mais do que certo. Essas mães nos ensinaram, que não importa o tamanho do inimigo, temos que enfrentá-lo. Não importa se são PMs, promotores, juízes, governadores ou presidentes da república, em nome da justiça, temos a obrigação moral de declarar guerra contra eles.

Nobres senhoras, as noites e dias em baixo dos relâmpagos das chuvas torrenciais, não foram em vão. Os gritos por justiça até a rouquidão, não foram em vão. As longas caminhadas até a porta de palácios governamentais, não foram em vão. Podem acreditar, que gerações viveram, porque as senhoras não temeram as ameaças dos genocidas e seguiram em frente.
Pode até ser, que as senhoras nunca sejam indenizadas por suas perdas ou que não tenham o direito a memória de seus entes respeitado, porém, por conta de sua bravura, outras mães não precisaram implorar para que o Ministério Público investigue a morte de seus filhos. Nenhum programa social salvou mais jovens nos últimos anos, do que a militância das Mães de Maio. A década do silêncio estatal, é também a década das suas lições de vida.
Em maio de 2006, a última coisa que o sistema poderia imaginar, é que no mesmo segundo que tirava a vida de jovens indefesos, dava luz a um dos movimentos sociais mais importantes da atualidade. Realmente, a reação foi muito adversa! Com perdão da palavra, realmente: o Estado Genocida se f...!
Parabéns Mães de Maio, as senhoras deram um duro golpe no Golias da tirania!
Meu nome é Eduardo e também quero a extinção imediata do Estado Genocida. Assim como todo o povo da periferia, vivo na Era das Chacinas. Sou mais um soldado, feliz por ter sido convocado, para estar no mesmo campo minado que essas espetaculares mulheres.>>
**Trata-se apenas de um pequeno trecho do artigo especial que o rapper Eduardo Taddeo escreveu sobre os 10 anos dos Crimes e as Mães de Maio, artigo e será publicado na íntegra em breve Nós por Nós.
SEM PALAVRAS, GUERREIROS: TÂMO JUNTÃO LADO-A-LADO ATÉ O FIM POR JUSTIÇA, LIBERDADE E REVOLUÇÃO!
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top