quinta-feira, 21 de julho de 2016

Malcolm X morreu no momento mais pacifico de sua vida



Al Hajj Malik Al-Shabazz, mais conhecido como Malcolm X (originalmente registrado Malcolm Little; Omaha, 19 de maio de 1925 — Nova Iorque, 21 de fevereiro de 1965).
Malcolm dispensa apresentações todos sabem que ele foi um nacionalista negro que lutou pelos direitos civis e por um período de sua vida acreditava que a unica solução para a ascensão do povo preto norte americano era a separação.

Acabei de ler a autobiografia do Malcolm X escrita com a colaboração do grande jornalista e escritor ALEX HALEY, o autor do Livro RAÍZES (A historia de Kunta Kinte). 



Gostaria de deixar a minha impressão sobre Malcolm.




Resumindo bem a historia...

Malcolm X cresceu em um ambiente difícil, pois sua mãe aparentemente era "branca" (aparentemente) pois ela nascera fruto de um estupro, o avô de
Malcolm era branco, e sua mãe nutria um ódio mortal deste seu lado sanguíneo. A mãe de Malcolm fez questão de casar com o homem mais escuro que conhecia para que seus filhos nascessem negros com a pele mais escura possível, deu certo pois Malcolm era o filho mais claro.
O Pai de Malcolm era um garveysta, uma pregador cristão e ativista pan-africanista seguidor dos ensinamentos de Marcus Garvey. O pai do Malcolm foi morto a marteladas e deixado na linha do trem por membros da Klu Klux Klan.
Com a morte do pai, a mãe do Malcolm teve que ir trabalhar, como ela tinha a pele bem clara ela arrumava emprego de empregada domestica facilmente, quer dizer até descobrirem que ela era negra ai ela perdia o emprego. 

Pra alguns não ficarem perdidos, nos Estados Unidos ser preto esta ligado a sua origem, se a pela tem sangue de preto é preto, independente de seu tom de pele. A mãe do Malcolm era muito clara, assim como muitos negro aqui no brasil.

Mas vamos adiantar o processo, por pressão de órgãos do governo que achava que a mãe do Malcolm não tinha condições de criar seus filhos, ela ficou com problemas psicológicos ao ponto de ser internada numa clinica psiquiátrica com isto os filhos mais novos foram levados para adoção. 
Malcolm cresceu num num orfanato, em um lar adotivo e depois foi morar com sua irmã mais velha ELLA que era filha de outro casamento do pai. dai por diante todos já sabem pois deve ter lido ou visto no filme.

O Islã e a doutrina pregada pelo Elijah Muhammad e a vivencia do
Malcolm X fez com que o Malcolm fosse aquele ativista extremamente extremista inclusive com outros ativistas negros, Malcolm chamava ativistas como Martim Luther King de "Pai Tomas" seria um tipo de negro pacifico o tal "escravo da casa".
Malcolm despertou ódio principalmente em brancos, pois Malcolm tinha a língua afiada, ele sabia muito bem defender seus ideias, inclusive Malcolm despertou ódio em alguns negros tambem, Malcolmarrumou muitos "inimigos". O próprio FBI investigava Malcolm ele achavam que ele tinha alguma ligação Comunista.

Mas o que sempre me incomodou que tudo o que Malcolm pregava ele dizia o "Elijah Muhammad nos ensina". Tudo ele começava com esta frase, parecia que Malcolm não pensava e só reproduzia as ideias deste homem, mas depois lendo o livro vi que Malcolm dizia isto pois não queria ganhar os créditos, queria sempre mostrar que ele era um porta voz de Elijah Muhammad. Mas Malcolm era muito mais que isto, pois quando o Malcolm se convertera a Nação do Islã do Elijah Muhammad tinha cerca de 400 membros que ja tinham idade avançada, e quando Malcolm saiu tinha mais de 40 mil e em sua maioria jovens. Foi ele quem levou o Fruto do Islã a enorme ascensão nos Estados Unidos.

Malcolm X venerava o seu mentor ele achava que o Elijah Muhammad era um profeta enviado a América por ALAH, Malcolm o considerava como um pai e o Elijah Muhammad dizia que malcom era como um filho. Durante alguns anos surgiram boatos que o Elijah Muhammad havia adulterado e engravidado mais de uma secretaria da nação do islã, mas a principio ele não acreditou por causa de sua veneração a o Elijah Muhammad.
Porem com o tempo Malcolm descobriu que era verdade e ainda descobrira que o seu mentor tinha ciumes dele, pois Malcolm estava em todas as capas de jornais e programas de TV.


Malcolm foi oficialmente afastado do "Fruto do Islã" por uma declaração após a morte do Robert Kennedy o presidente querido dos americanos, mas ficou claro que foi só um motivo para afastar Malcolm.

Malcolmrompe com Elijah Muhammad e o Fruto do Islã" e parte pra Meca na arabia saudita, la Malcolm viu como realmente era a religião Islâmica, ele percebeu que a doutrina pregada por Elijah Muhammad era muito diferente do islã original. Em meca Malcolm viu pessoas de etnias diferentes na peregrinação todas no mesmo proposito louvando e se submetendo a ALAH.
Meca mudou praticamente a visão do Malcolm ele viu que nem todo homem ou mulher branca é racista ou "demônio" como ele fora ensinado por Elijah Muhammad. Nesta peregrinação Malcolm entrou em contato com muçulmanos árabes,europeus,asiáticos e africanos que claro foi os que ele mais se identificou e criou laços.

Malcolm quando volta para os Estados Unidos concede uma entrevista e já demonstra uma outra visão dizendo que não era mais contra os brancos e sim contra os brancos racistas, confirma seu rompimento com o fruto do islã do Elijah Muhammad e diz que criaria sua própria organização e mesquita.


Em sua volta de meca Malcolm se aproxima de outros lideres negros os que antes ele atacara como Martim Luther King e outros lideres integracionistas.
Malcolm deixa claro no livro que mesmo ele dizendo a imprensa que havia mudado e que muitas coisas que ele havia dito como por exemplo: teve uma certa vez que uma moça branca chegou em Malcolm e disse "Senhor Malcolm como eu poderia fazer pra ajudar na sua luta, Malcolm diz nada!e sai. a mulher sai triste e chora" Malcolm diz claramente no livro que se arrepende de atitudes assim, que agora que ele acreditava que algumas pessoas brancas poderiam sim ajudar na luta a favor dos direitos civis do negros. Mas a imprensa não dava atenção a estas declarações, só as declarações polemicas, pois a imagem dele já era ligada ao extremismo. 




Malcolm morre no momento mais pacifico de sua vida, ele não morreu quando era traficante,apostador, por se envolver com mulheres brancas, por "incitar" ódio ao brancos ou atacar negros que pensavam diferente dele. Mas morreu no momento em que ele havia encontrado sua paz interior que era o verdadeiro islã e no momento em que não era mais separatistas e acreditava que branco e negros poderia viver no mesmo ambiente.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top