quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

DESCONTRAÇÃO E EXPRESSÃO ARTÍSTICA: AGENDA DE SARAUS DA MOSTRA MOTUMBÁ REÚNE POESIA, MÚSICA E DEBATES EM JANEIRO


Enquanto o Sarau da Kambinda promove o encontro de três gerações descendentes do artista e militante do Movimento Megro Solano Trindade, as mulheres do coletivo Pretas Peri mostram sua força criativa e contestadora


Família Trindade e as integrantes do coletivo de mulheres Pretas Peri
Já bateram os tambores para a contagem regressiva para início da nova programação de saraus que integram a mostra Motumbá - Memórias e Existências Negras em janeiro. O evento, que ocorre no Sesc Belenzinho desde novembro e segue até março de 2017, inicia o ano com nomes de destaque da manifestação artística livre em sua agenda de atividades gratuitas.

A primeira delas é o projeto Sarau da Kambinda (11/1), que agrega cultura e lazer. Histórias, poesias e música conduzem o público a um momento de vivência único por meio do contexto histórico das experiências e da vida de Solano Trindade (1908-1974), poeta, pintor e militante do Movimento Negro, e de toda a sua família.

Quem abre o evento é Raquel Trindade, filha de Solano, que cantará a música Carregadores de Piano. Na sequência, Zinho Trindade faz interpretação musical de um dos poemas de seu bisavô. Em seguida, um bate-papo com a família Trindade conduzido por Raquel com muita alegria e poesia. A atividade também apresentará músicas e poesias pelo filho de Raquel, Vitor da Trindade, que musicou os poemas de seu avô, além de mais performances de seus netos: o rapper Zinho, o percussionista Manoel Trindade, a cantora Maria da Trindade e o professor, administrador e produtor Marcelo Tomé.

Para fechar a agenda de saraus, um grupo de mulheres da nova escola de manifestações culturais periféricas estará presente em uma noite de muita arte. As meninas do Pretas Peri (18/1), coletivo responsável por uma série de ações relevantes na periferia de São Paulo, trarão o famoso sarau que promovem todo último domingo do mês no Itaim Paulista.

A poeta Jô Freitas, a dançarina Juliana de Jesus, a atriz e poeta Tayla Fernandes e a pedagoga Janaina Cintia abrirão seus microfones para intervenções artísticas e debates. O principal objetivo é valorizar e fortalecer a arte e as ideias que ainda estão à margem na sociedade.

A mostra Motumbá - Memórias e Existências Negras integra diversas linguagens artísticas e ações culturais com o objetivo de apresentar um panorama das poéticas, estéticas e temáticas produzidas e interpretadas por grupos e artistas negras, negros e periféricos. O evento segue até março no Sesc Belenzinho, com programação variada, oficinas, debates, apresentações de teatro, performance, dança, shows musicais, saraus literários e muito mais.




SOBRE O SARAU DA KAMBINDA

O Sarau da Kambinda traz a artista Raquel Trindade, a Kambinda, comendadora do Brasil na área cultural, em um bate-papo com sua família que evidencia o legado de Solano Trindade com muitas histórias, poesias e músicas. Com ela estão seu filho, Vitor da Trindade, e seus netos Zinho Trindade, Marcelo Tomé, Manoel Trindade e Maria da Trindade. Juntos, se propõem a transmitir saberes, a beleza e o encanto da cultura afro-brasileira.
Dia 11/1, quarta, das 20h às 22h
COMEDORIA/APRESENTAÇÃO
Não recomendado para menores de 16 anos
Grátis - Sem retirada de ingressos



SOBRE O COLETIVO PRETAS PERI

Pretas Peri é um coletivo de mulheres negras que desenvolvem diversas ações na periferia de São Paulo, como oficinas, debates e mostras artísticas. A principal delas é o Sarau Pretas Peri, que acontece todo último domingo do mês no Itaim Paulista, Zona Leste, com microfone aberto para intervenções artísticas e tem como proposta valorizar e fortalecer a arte periférica.Em cada sarau, artistas de diversas áreas de atuação são convidados a discutir questões como machismo e racismo e a compartilhar sua poesia.  Idealizado pela atriz e poeta Jô Freitas, o sarau conta com artistas residentes: a dançarina Juliana de Jesus, a atriz e poeta Tayla Fernandes e a pedagoga Janaina Cintia.
Dia 18/1, quarta, das 20h às 22h
COMEDORIA/APRESENTAÇÃO
Não recomendado para menores de 16 anos
Grátis - Sem retirada de ingressos


M O T U M B Á – Memórias e Existências Negras
Data: até março de 2017
Local: Sesc Belenzinho  
Endereço: Rua Padre Adelino, 1000, Belenzinho, São Paulo (SP)
Agendamento de grupos: pelo email agendamento@belenzinho.sescsp.org.br  ou (11) 2076-9704. Atendimento das 10h às 17h.
Estacionamento: Credencial Plena - Primeira hora: R$ 4,50. Adicional por hora: R$ 1,50.
Outros - Primeira hora: R$ 10,00. Adicional por hora: R$ 2,50. Preço promocional para espetáculos – Credencial Plena:  R$ 5,50.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top