terça-feira, 4 de abril de 2017

Azizi MC acaba de lançar o lyrics-video do single copycat, sua parceria com DJ Zeu.

Cena do video - Rap de viado (freestyle)

Na tarde do ultimo domingo (01/04) o rapper Azizi MC lançou em seu canal no Youtube o vídeo lyrics de ‘copycat’ seu primeiro single desse ano em parceria com DJ Zeu. A faixa foi lançada oficialmente pela gravadora Produto Novo no dia 31/3 (sexta-feira), no programa Hora Rap da rádio UFMG Educativa 104.5 FM, que esta em campanha de financiamento coletivo (https://www.catarse.me/hora_rap_temporada_2017_9375). Azizi é um MC em ascensão no rap mineiro, conhecido por suas rimas provocativas e um flow característico de seu dialogo como gay negro de periferia, recentemente ele tem se apresentado em diversos festivais e eventos em Minas Gerais como o Duelo de Vogue vs Duelo de Mcs (2015), Semana Hip-Hop (2015 e 2016),  e Temporada Festival de Arte Negra (2016). Seu trabalho vem ganhando destaque nos últimos meses por suas discussões políticas e mobilização na cena cultural de sua cidade, através do Projeto Periféricxs, no qual foi um dos idealizadores, além disso o rapper trabalha pesquisas sobre o afrofuturismo nas suas composições e suas performances visuais, reverenciando sua ancestralidade e demarcando aspectos comuns entre os jovens de sua geração.

Em trechos da música e no título, ele faz referência a palavra “copycat” retratando uma obsessão doentia de alguém que tenta copiar características de sua personalidade.  O termo, originado do inglês, foi criado por usuários da internet com a justaposição das palavras “copy” que significa “cópia” e “cat” que quer dizer “gato”, sendo assim, essa expressão diz sobre o comportamento dos gatos, que quando filhotes, copiam o comportamento da mãe. A música foi composta na linguagem da internet, fazendo uso de bordões e termos populares entre os jovens na rede, voltando críticas e olhares para as questões em aberto sobre o uso malicioso de exposições na internet, que tem ganhado cada vez mais adeptos à pratica virtual e divide opiniões polêmicas à respeito do quanto as pessoas se sentem promissoras por trás de uma tela ou de um teclado, e acabam banalizado esse ato sem pensar nas suas consequências e pretensões prejudiciais.
 
A produção do single ficaram por conta do Dj Zeu e do produtor musical Clebin Quirino da Produto Novo, que já produziu diversos trabalhos do artista. Zeu é um DJ reconhecido na cena Hip-Hop nacional e iniciou seus trabalhos em 2003, quando lançou o seu primeiro projeto Undergorung Movement, logo no inicio já imprimiu o seu estilo descontraído e divertido em suas performances e viradas musicais. Em dez anos de carreira ele já dividiu palco com nomes de peso, como FloRida, Ja Rule, Mims, Lil Jon, dentre outros. No final de 2005, Dj Zeu foi consagrado com o Prêmio Bambaataa de Hip Hop e participou, também, do projeto Hip Hop in Concert, em Belo Horizonte. É um dos precursores do Open Format no Brasil e já se apresentou em grandes centros como São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Curitiba, Blumenau, Florianópolis entre outras cidades. Atualmente, faz parte do primeiro reality show de DJs do Brasil, “Batalha de DJs”, no canal Multishow, sendo o único representante mineiro entre os dez finalistas do programa. Zeu é residente da festa Pimp My House, há um ano, e CEO da festa Classics Hip-Hop. O produtor Clebin Quirino também é rapper, educador e artista plástico, fundador da gravadora Produto Novo, que desde 2005 realiza produções independentes de artistas em diversos estilos musicais e audiovisuais. Ele possui forte atuação na cultura Hip Hop, tendo participado de grupos musicais como o Rep em Fatos e coletivos como o Hip Hop Chama. Clebin foi militante de radio comunitária, atuando em diversas rádios entre 1997 e 2006, é Licenciado em Educação Artística e Bacharel em Artes Plásticas, ambos pela Escola Guignard (UEMG). Além de ser um dos vocalistas do Coletivo Dinamite, e atualmente é um dos coordenadores do projeto Rede Jovem de Cidadania, da Associação Imagem Comunitária em Belo Horizonte. 

 
O lyrics vídeo foi feito pelo designer gráfico Dedé SantaKlaus, que também é músico e produtor musical, fundador da banda Absinto Muito e participa do projetos Filhos de Sandra e SuperBABY. Ele trabalha pesquisas sobre psicodelia digital contemporânea, aplicando em seus trabalhos audiovisuais. No vídeo lyrics de copycat, ele usa elementos característicos da internet, tendo referências no vaporwave, na interface de vídeo games antigos (Mario e Top Gear), e no pixel art 2D, como o RPG Habbo Hotel. A arte de capa da música foi feita pelo artista digital e também designer gráfico Xand Fernandes, que trabalhou referências do pixel art e dos primeiros modelos de interfaces digitais apresentadas à humanidade antes da revolução do Windows 98. 

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top