sábado, 8 de abril de 2017

Hebreu Indica #6 - O griot do rap angolano, Flagelo Urbano

Já estamos na sexta edição do quadro "Hebreu Indica".


Nesta edição venho indicar um dos grandes rappers de angola, o griot contemporâneo Flagelo Urbano.
Se você vem acompanhando o quadro, ja reparou que realmente indica pessoas que eu gosto, não é a "babassão" de ovo.

Conheci o trampo do Flagelo Urbano por acaso, pois estava pesquisando novos álbuns para baixar, entrei no site "Marginal latino" que era e creio que ainda seja um ótimo site para baixar álbuns de rap.
Dai vi que eles tinham uma seção de rap angolano, e vi um álbum com este titulo "Cansei de ser eco passei a ser voz", e eu fiquei como quando li isto..? curioso pra ouvir né pai!!! baixei na hora. tenho este álbum até hoje em meus arquivos.
Não lembro como mais descobri que ele tinha Myspace, pra quem não sabe mas Myspace era um tipo de rede social musical, havia um interação e etc, entrei em contato com ele para entrevista-lo e ele topou foi uma das minhas primeiras entrevistas.

Entrevista Com o Rapper, Produtor e Jurista Angolano "Flagelo Urbano" (Leia clicando aqui)


A minha musica preferida do Flagelo é a musica "Louco por opção (Elogio a Loucura)", que esta no EP "Entre o tempo e a memória" de 2009.
O modo que ele rima sobre o que é ser louco num pais onde não merece nossa lucidez.

Dizem que sou louco,Sou louco sim!Sou! talvez pense que seja estupidez, mas pra min é um prazer ser louco, num pais que não merece a minha lucidez,prefiro ser louco um demente por opção, que escolheu a demência do que ser são, como esta geração, que prefere ganhar o mundo do que ter mais sabedoria alienar a sua identidade e deitar fogo a livraria...Sou Louco sim! e porque não..? ao menos tenho consciência da minha Loucura!



Vamos avançar no tempo, pois em 2015 após alguns anos sem lançar um álbum, o rapper lançou o álbum "Ermo".
Sinceramente eu nem tenho capacidade de descrever este álbum, pois o Flagelo rima sobre muitos assuntos, ele aquele tipo de rapper que você tem que ouvir o álbum dele prestando atenção na letras, ele é um tipo de cronista taligado..?




Para ouvir outras as musicas do Flagelo Urbano entre em seu SoundCload.


FLAGELO URBANO EM "O ERMO" O DOCUMENTÁRIO.




Biografia:
(Biografia escrita com um português tipico de angola)

Flagelo Urbano aka Mein sana in corpore sano, aka Saint oficci, aka o Eremita Urbano. Rapper e productor, nascido aos 6 de outubro de 1981, na provincia de Benguela, Angola. Ao contrário do que muitos pensam este jovem começou no hiphop como dançarino de house, técno e funky, isto em 1993/94, nessa altura era o que estava em voga um pouco por toda parte. Ficou nisso até mais ou menos finais de 96, quando conheceu um amigo chamado salesso que lhe falava muito em Câmbio Negro, Racionais Mcs, Kris kross, Ice of Bass, salt..n pepa e muitos outros grupos que faziam sucesso na altura, fazendo com que ganhasse mais interesse por esse assunto. Nesse mesmo ano formam os Ney Company grupo do qual faziam parte Vadney, hoje flagelo urbano, Eliney, e Chidney. 

Em 97 formou um grupo chamado NCC com um primo seu Sacondongo, este grupo não teve sucesso, sequer chegaram a gravar e tiveram que se separar. Em 98, já com o nome de Bone Bone e com dois amigos, small zig zag e Protocolo Norte, formou o grupo Tribo Urbana, dai o nome que mais tarde viria a adoptar. foi a mesmissima merda gravaram uma música que foi multiplay da semana no programa Fm Expresso. depois disso gravaram outra música no estúdio do Makunge, irmão do Father Mack, que nunca tocou nas rádio, quase que ninguem ouviu porque não chegou de ser lançada. Em 98 resolve então seguir uma carreira á solo e em 2001 grava 3 músicas no estúdio da raiva (Kamikaze) 1 das quais fez parte da colectânea do raiva ( 3ª Visão) o som chama-se "sentimento nacionalista" e outras fizeram parte do 4º volume da Masta k. (Música é... e 1º Compromisso), pode-se afirmar que este foi o ponto de partida para que fosse reconhecido dentro do circuito underground.

Nessa época já tinha mudado o nome de bone Bone para Flagelo Urbano. È importante dizer que parte desse processo gradual contou com a ajuda de dois grandes Mcs e percursores do movimento underground em Angola que são Mc k e Keita mayanda, que sempre não mediram esforços em convidá-lo aos shows que a Masta K produsons realizava no Teatro elinga e não só. Esses shows o ajudaram bastante e fizeram com que de certo modo Flagelo urbano granjeasse algum respeito do pessoal que curti a cena underground. Em 2003 iniciou-se na produção com a ajuda do Raiva e Bony aka Diferencial que nessa altura fazia parte da Raiva produções. Fazia beats mas não tinha o reconhecimento que desejava, isto deveu-se também ao facto de ser um productor under e não fazer beats para damas mexerem o rabo. A sua grande aparição como productor foi no álbum de Mc K, "Nutrição espiritual" e no album dos favelados "Tragetória". Desde então tem vindo a trabalhar com muitos e bons artistas como Keita mayanda ( O Homem e o artista), Phay Grande ( Pão Burro 2ª via), Arséniko, Gladiador, Kita mc, Mona, Absinto e outros manos não menos influentes do movimento under. Neste momento está a trabalhar em conjunto com Mc k num progecto simulado de Rádio em Cd que se chama circuito fechado "Educar com a Música", que sai todos os meses. Com fortes influencias em The Roots, 9th wonder, Common sense, Juaninaka, Nach, CL Smooth, Illmind, Kev Brown, Little Brothers e outros bons artistas, Flagelo Urbano é um artista cheio de talento. Daqueles preocupados com a preservação do HipHop consciente. Radical defensor do rap under e da música com conteúdo, fez carreira em circuito fechado e elém de Mc é um excelente productor que nesse momento está bumbar o seu primeiro album nas calmas, tranquilo sem pressão de nenhuma puta de editora sugadora de sangue dos artistas. O album provavelmente sairá num esforço conjunto entre a sua label Zoológico e a Masta K Produsons. 
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top