segunda-feira, 22 de maio de 2017

Conheça o rapper angolano Marshall Liricista


Marshall Liricista aka Mc De Essência, aka Kamba Dya Muenhu, aka Irmão João Carlos, aka Detroit, aka Uaffele. Rapper e ativistas político, nascido aos 16 de julho de 1980 na província de Luanda, Angola.

Marshall Liricista, começou a dar os primeiros passos, na Cultura Hip Hop em 95/96, ouvindo Tupac, Racionais Mc's, Pobres Sem Culpas, Black Buda, Facção Central, Mond Line, Cléo Patra, Fox Brown, The Roots, Kriss Kross, Dead Press, Public Enemy e Krs One, neste período estes grupos já tinham um grande destaque e relevo, isso foi suficiente para eu entrar na estrada do Hip Hop, foram os meus verdadeiros impulsionadores, ou seja grandes fontes de inspiração, para começar a dropar, apesar que já possuía um forte espírito  de rebeldia dentro de mim, fruto dos grandes condicionalismos sociais e políticos  que eu e a minha família enfrentamos até hoje, crescer longe do Pai, e a Mãe ser responsável por tudo, nem sempre ter o que comer, passar fome, ficando na condição de escolher, ou as ruas, ou os estudos.

Neste mesmo ano de 1996, formei um grupo, com os meus parceiros, Lágrimas Profundas e Rei Mix aka MJB, grupo este da qual denominamos por "Tha JMC".

No ano de 2000, fruto do empenho da Mãe, fui para "África Do Sul" na perspetiva de dar continuidade aos meus estudos, e o grupo terminou, os manos formaram os "Consciência Negra" infelizmente as coisas não correram como previstas, tive de ficar na condição de "Refugee" trabalhei na obra, e passei a ensaiar com o grupo "Pobres Sem Culpas" que já residiam lá desde o ano de 1997, confesso que bebi alguma experiência deles, Mestre Ngadyama Wkambasonhe obrigado pelo suporte, Mestre Nay Wang Mono R.i.p.

Por ser um homem inconformado com a realidade, decidi deixar à África Do Sul" e regressar para pátria Mãe "Angola" fui detido e julgado pelas autoridades sul africanas, porque estando na condição de asilado, não podia deixar o país, sem autorização das autoridades, cumpri uma pena de três meses, numa cadeia de alta segurança, "Mother B" em Benoni "Johannesburg" o meu dia a dia dentro do presídio era compor letras e fazer free style, realmente foi o meu passa tempo, confesso que foi duro, mas lá dentro do penal, pra mim foi uma grande escola da vida e de Hip Hop, conheci grandes parceiros. 

Finalmente dezembro de 2002, consigo sair da África Do Sul e regressar para terra Mãe "Angola" e decidi fazer carreira à solo, participei na primeira edição, do concurso de free style, do Big Show Sprit da Rádio Luanda, cheguei até a última eliminatória, mas não passei para fase final, confesso que foi uma maravilhosa experiência, props para o phather Mak pelo convite.

Em 2004, Marshall Liricista grava as primeiras músicas à solo, no estúdio do Victor e Hélio Morison (MotherSongs), os sons tocaram apenas no circuito fexado, pois tinha uma ideologia, que o Rap consciente não se faz marketing, e também por ser alérgico a fama não divulgava as músicas, então é a razão, do meu rap, ser de difícil acesso até hoje.

Em 2006 com Lágrimas Profundas, nesta altura o mesmo já era membro dos "Rapper Illegaiz" fundamos à "Rede Zero Fundação" e nesta altura decidi alterar o meu nome artístico, deixei de apresentar-me por Marshall Kamba Dya Muenhu e passei apresentar-me por Marshall Liricista aka Mc De Essência.

Em 2007 na minha única aparição em concerto no Elinga, quase que deixei cair a casa, o público vibrou com bastante explosão, 2008 passei a trabalhar com uma nova gravadora e um novo produtor Dimensão aka Mágico  (Beko Xtranho) da qual produzimos primeiro um Single "O primeiro milho é para os pardais" ficou também apenas no circuito fexado underground pela falta de divulgação.

Em 2010 começamos a gravar o álbum "Até Que Enfim" mas em 2011, tive que parar as gravações  do álbum, por causa do ativismo político, estava engajado no movimento revolucionário ou seja nas manifestações contra o regime do ditador "José Eduardo Dos Santos" porque sempre acreditei, que em ditaduras não se perdem eleições, e os ditadores perdem eleições, só com  grandes manifestações populares, o lugar do povo é na rua, fui visado em 2013 pelos serviços de segurança de estado do regime ou seja pela baixa visibilidade, fui alvo de buscas e apreensões na residência da minha Mãe no "Marçal" prenderam-me tudo para tentar intimidar e parar a marcha revolucionária. 

Ainda em 2013 regresso para apresentar dois grandes temas na Universidade Hip Hop, o público também recebeu com grande explosão, 2014 volto a dar sinal com o meu primeiro concerto e único, que contou com as participações  dos meus parceiros Intelektu, Pobres Sem Culpas, Lil Jorge, Simimi ni moyo, Black Historiador,  Yung D, Mano António, Lágrimas Profundas, Legezinfin ao som do Dj NKappa.

Ainda no ano de 2014, recebo um convite da Velha escola do Hip Hop nacional, para parcipar do primeiro Cd e único da "Velha Escola Do Hip Hop Nacional "A Luta Contínua" Volume1, soltei uma música "Angola Profunda" o pessoal recebeu muito bem o som.

Em 2015 volto a receber um convite de um grande mestre de Hip Hop e do liricismo angolano, "Intelektu" para participar no do seu projeto, "Boom In Bap Bons Liricistas" Volume 3, participei com à faixa número 14 "A Mudança Está Em Nós" e é de reconhecer que este convite foi um grande impulso, para eu terminar o álbum "Até Que Enfim".

Março de 2015 volto a entrar em estúdio, com um único objetivo, concluir a produção do meu primeiro e único álbum "Até Que Enfim" captamos quase todo álbum, mas não foi possível terminarmos, porque o meu produtor oficial, Dimensão aka Mágico converteu-se as testemunhas de Jeová e parou de produzir, confesso que naquela altura, isto foi um balde de água fria pra mim, fiquei sem forças perdi a inspiração. 

Setembro de 2015 já recuperado da perda do meu produtor, eu sem perceber que a voz de Deus falou mais alto no seu coração do que a música, já mais motivado sacudi a poeira e a inspiração regressou, bati à porta do "Boni Diferencial" produziu-me dois beat's e captou-me duas faixas, obrigado Diferencial pelo suporte.

Novembro de 2015 bati à porta da Zoológico Produsons "Flagelo Urbano" produziu-me um beat e captou-me uma faixa da qual conta com a participação dele e do Kamesu, à música chama-se "África" grande som, obrigado pelo suporte mano, em Janeiro de 2016 bati à porta da Def Records "Dj Dagex" captou-me uma faixa e misturou três faixas, obrigado pelo suporte meu puto Dagex.

Tenho dois vídeos clipes gravados até ao momento, um da música Será e o outro da música Auto Reverse, os dois vídeos foram bem recebidos pelo povo em geral.

30 de abril  de 2016 à "Rede Zero Fundação" da qual possui todos os direitos reservados do álbum "Até Que Enfim" sentiu-se no direito e dever de editar o álbum e lançar, assim começou-se por fazer o lançamentoe e a venda nas lojas on line, e posteriormente, no mês de maio efetuar à venda do Cd físico no parque da "ditadura" vulgo parque da independência em Luanda "Angola" não fomos autorizados a venda em território nacional, foi assim que achamos por bem fazer à venda do Cd físico em "Portugal" em algumas lojas Fnac e já esgotaram.

Nós Rede Zero, estamos a criar formas, de fazermos a venda do Cd físico em Angola, porque as solicitações são  muitas dos parceiros, que precisam adquirir o álbum, "Até Que Enfim" ou seja o manual de instrução, o álbum já completou um ano deste a data do seu lançamento, vamos disponibilizar embreve para downloads free.

É de referir que os grandes suporte da minha vida e desta obra foi sempre Deus, claro que também tive um grande suporte da minha Mãe que aguentou-me por muito tempo de baixo do seu teto, sem esquecer os meus parceiros Dimensão e Dei Gonça que deram o seu melhor nesta obra obrigado manos, está é a verdadeira minha história ou seja meu percurso no Hip Hop.

Neste momento Marshall Liricista, encontra-se a residir na Alemanha, estando a fazer formação superior ou seja licenciatura em Direito e também a prepar um próximo álbum que já havia cancelado, MLES The Avalanche.

Rede Zero Fundação 2017

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top