terça-feira, 30 de maio de 2017

ENTREVISTA - Conversamos com o angolano residente no Brasil Troglobio Mc. Confira!


Daniel Edgar Lufupa : Conhecido no movimento Hip Hop como Troglobio Mc, nasceu em Angola na província do Huambo. Graduado no curso superior de Análise de Sistemas em 2015 Pós-Graduando em Engenharia de Sistemas no (Brasil). Começou os seu primeiros contactos com o rap em 2005 e em 2006 se juntou a um amigo que também era apaixonado pelo rap e juntos formaram o grupo Bibliotecas De Rimas, passando alguns anos por motivos acadêmicos foi para o Brasil, distante do seu grupo decidiu então continuar a fazer rap mas dessa vez sozinho e lançou 3 Cd Digitais, Mixtapes: (Troglobiomestria Vol1, Vol2 e HomeWork). Conhecido também por muitos por fazer parte de um dos melhores Remix"s do Hit Fuba o chamado (Fuba Internacional) dono também de umas das músicas mais popular nos sites de rap em 2013 (Selecção Das Tartarugas) "Beef pra seleção de futebol Angolana", reconhecido pelo trabalho foi convidado para vários projetos de renome no Brasil, como Álbuns e Mixtapes. 

Pra começar bem o mambo (sempre quis usar esta palavra..rsrsdahora, se apresente, quem é o Daniel ..? E onde ele pretende chegar..? 
 
R: .Salve mano Anderson obrigado eu pelo convite. Daniel é um jovem Angolano, nascido dia 30 de janeiro de ???  (risos) . Filho de pais Angolanos. Minha mãe nasceu na província do Huambo (Professora) e meu pai na Província do Moxico (Economista) . Sou  um jovem apaixonado por computação e é claro pelo Rap também, ambos fazem parte do meu dia a dia.  
 
 
Como o rap chegou aos seu ouvidos e quando pensou, vou ser rapper..? 
 
R: O rap chegou aos meus ouvidos por causa dos meus irmãos mais velhos eram muito ligados a música. Foi ai que passei a ouvir o Gabriel o Pensador porque um deles era muito fã.  A partir dai  vi que era possível  rimar em português, porque naquela altura em Angola se consumia muita música Americana, e na minha cabeça de adolecente rap só podia ser feito se fosse em inglês ..(risos). Pensei em ser rapper quando um amigo meu me emprestou uma cassete do Bow Wow artista americano. Escutei e me abriu a mente (Afinal adolescentes também podem fazer rap). E como eu já gostava , então comecei a escrever as minhas primeiras rimas do meu jeito mas era legal.  
 
Como foi sua infância em angola mano..? de que província é..? 
 
R: A minha infância em Angola foi boa,  os bons e maus momentos  foram importantes. Nasci na Província do Huamboconhecida também como Nova  Lisboa, mas cresci em Luanda (Capital de Angola) com os meus pais e mais 4 irmãos 
 
 
Explique para nós o que significa seu vulgo "Troglobio Mc" 
 
R: Troglóbio São animais que se especializaram para vida dentro das cavernas .  
E naquela altura do rap mais pesado se usava muito termos como, underground  e subsolo nas letras , achei interessante esse vulgo.  

 
Quem é sua influencia no rap angolano e porque..? 
 
R: No rap Angolano sou fã de muitos artistas. Mas como tudo  e todos têm os seus preferidos  o meu é o Kid Mc. É o rap Angolano mais parecido comigo em termos de atitude no mic(Gosto disso). E não só, gosto do Kid por ele ser muito cuidadoso na escrita é a minha cara.  
 
 
Como e quando você resolve vir morar no Brasil..? 
 
R: Desde pequeno eu ouvia a minha mãe a falar muito do Brasil . Quando eu nasci depois de 2 anos a minha mãe teve que viajar para o Brasil  para um seminário. E quando a minha mãe voltou trouxe para mim e para os meus irmãos muita coisa do Brasil, então crescemos com essa curiosidade de conhecer o Brasil que a minha mãe tanto falava. Em 2009 terminei o médio em informática e o meu sonho e da minha mãe era eu fazer o faculdade fora de Angola. Foi ai que em 2010 eu vim para o Brasil me formar .  
 
Pretende ficar aqui em definitivo bro..? 
 
R:  Essa é uma pergunta difícil  difícil  de responder (risos). Acho que só  o tempo dirá, mas  no momento não penso voltar porque tenho projetos e ambições profissionais por terminar aqui .  
 
Pra aliviar a tensão da próxima pergunta, vamos falar de futebol, percebo que você adora este desporto e é um grande fã do Real Madri...hahahah zuera. Sei que torce pelo Barça. 
Percebo que entre os fãs de futebol em angola, é dividido entre Real e Barça.. o que forte é o futebol em angola...? 
 
R: hahahah.... Eu gosto muito de futebol, amo esse desporto. Cheguei até a jogar como júnior durante um tempo num clube Angolano chamado Santos Fc. Mas infelizmente pra mim e felizmente  para quem gosta de Basquetebol, é o desporto mais forte em Angola e não o futebol. Mas o povo lá assiste bastante futebol nacional e europeu  

 
Politicamente como esta Angola mano..? Existe mesmo uma ditadura..? 
 
R:  Politicamente Angola se parece muito com Brasil.. (risos) .Você já pode imaginar como funciona o sistemas lá, é bruto. Para mim é uma ditadura sim,  ninguém pode governar um país a mais de 20 anos e fazer do mesmo como se fosse quintal de sua casa .  
 
Perguntar se você sofreu ou sofre racismo no Brasil é chover no molhado..rsrs. 
Vou tentar fazer diferente, qual a imagem que chega no brasil em angola..? tanto em relação ao racismo e outras fitas.. 
 
R: Eu como vivo numa cidade pequena no Brasil  praticamente todo mundo se conhece, e os Brasileiros de longe já sabem distinguir esse cara é Angolanoe somos bem tratados por  aqui, graças a Deus.  Agora uma coisa que eu notei no Brasil, o pessoal é mais racista com o próprio negro Brasileiro. Até o negro Americano aqui é tratado diferente, não consigo perceber bem isso. O Brasil em Angola tem a mesma imagem que tem nos outros países, é visto como um país legal para visitar e ao mesmo tempo um país onde o indicie de criminalidade é muito elevado 
 
Como você definiria o seu estilo de "répar" (fazer rap).? 
 
R:  Agora que estou mais maduro dentro do rap tenho evitado rótulos. Eu faço apenas  boa música. Não tenho um padrão nem estilo do tipo, Underground ou comercial.  
 
Mano, vou pratica capoeira e acho pertinente esta pergunta, Já vi vários angolanos questionando o numero de brancos que abrem "escolas" de capoeira em angola... Sabe dizer o motivo..? 
 
R:  O problema está nas nossas mentalidades, por exemplo: Se tiver um branco e um negro a fazerem a mesma coisa, ainda que o negro fazer melhor a preferência quase sempre é dada ao  branco e em Angola a regrinha é a mesma. Eu prático capoeira a mais de 10 anos, sou Graduado(Corda Azul) e não vejo problema nenhum em um branco praticar a arte ou abrir uma academia por exemplo. Importante é que a capoeira é cultura e arte dos negros, e todos deviam saber disso principalmente os negros  para num futuro próximo ela  não perder a sua verdadeira origem 
 
Eu sou bastante fã do rap angolano a pelo menos quase 10 anos, e o rap angolano não deixa nada a desejar ao rap de qualquer pais de língua lusa... Como você analisa o cenário do rap angolano hoje..? falo de produção, letras, eventos, cyphersdiss e etc.. 
 
R: O rap Angolano evoluiu bastante nesse aspectos citados na pergunta, mas ao mesmo tempo evoluiu as  rodinhas de amigos no movimento. Talvez sem isso estaríamos bem melhores.  
 
Recentemente você lançou a mixtape "O Cronista", fale-nos um pouco sobre este seu trampo.. 
 
R: O Cronista é um trabalho que eu escrevi as letras e gravei em 2 semanas. Foi para sair no meu aniversário e deu tudo certo mesmo lançando de forma surpresa  o pessoal consumiu bastante fiquei até surpreendido pelo feedback do pessoal . 

 
O que podemos esperar do Troglobio mc daqui pra frente..? 
 
R: Daqui pra frente vem muita coisa boa. Eu sou muito vou gravar algo agora ai me tranco no quarto e já era sai Cds  novos(risos) Mas podem esperar que já tenho algo pronto para sair, é o meu primeiro EP com o título 24/24,  projeto esse que é colaborativo com outro artista, o Guelsony Quistão. E toda produção ficou nas mãos do meu produtor  Sérgio Beats .  
 
 
Obrigado por aceitar o convite da entrevista, deixo este espaço para voce deixar seu salve para os leitores e mensagens finais.. 
 
Primeiramente queria agradecer ao seu blog e especialmente a vc pelo trabalho que tens feito para o  rap Angolano e Brasileiro. Muito obrigado pela oportunidade mais uma vez. 
 
E ao pessoal que quiser conhecer mais o meu trabalho eu tenho meu facebook oficial é: Troglobio Mc e a minha pagina web oficial é www.troglobiomc.webs.com . Sem mais, Troglobio Mc diretamente da cidade perdida  a.k.a Mr work . 
 
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top