segunda-feira, 31 de julho de 2017

Ugo Duarte "Sempre Que Os Teus Olhos Brilham" (2015)


No início de 2015, Ugo Duarte morava no centro de Recife, um terceiro andar ao lado do velho e famoso cinema pornô da Rua da Saudade. Preparava-se para migrar ao Sul, então decide largar um cargo público e enfurnar-se no apartamento para as gravações do seu primeiro álbum. Uma despedida, uma separação, uma dose de loucura. Assim surge “Sempre que os teus olhos brilham”. Não à toa as canções soam antigas. 

A música tema tem linha de baixo que lembra Roberto Carlos de 70. “Amor quieto” e “Embora” são bossas com órgão em timbre de rock progressivo. “O céu” (colagem da 5° faixa) é quase New Age, com uma vocalização aguda, estilo Jeff Buckley. As 8 faixas são ligadas (mais uma referência ao progressivo) formam uma narrativa sonora, uma atmosfera nostálgica, poética, profunda. Um disco para se ouvir em casa depois de um longo dia, ou num sábado durante a faxina... Com vocês “Sempre que os teus olhos brilham”

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top