terça-feira, 12 de setembro de 2017

Débora Garcia leva poesia e arte a alunos de escolas públicas em SP



Por meio projeto “Encontro com a Autora – Semear poesia, colher cidadania”, artista visita instituições de ensino 



Na tentativa de valorizar o diálogo e a troca literária, a poetisa Débora Garcia dá sequência à agenda do projeto “Encontro com a autora Débora Garcia – Semear poesia, colher cidadania” faz quatro palestras em três escolas neste mês de setembro, somando cerca de 400 alunos em contato com a poesia. As ações ocorrem entre os dias 12 e 18, são gratuitas e realizadas em escolas públicas.
Os encontros são a forma que Débora Garcia encontrou para partilhar sua experiência de superação pessoal através da literatura e também para divulgar o livro e trabalhar na construção de seu público leitor.
“No encontro com a autora, eu relato um pouco da minha trajetória de vida. Falo sobre a importância dos estudos e de como a literatura abriu meus horizontes. Foi a partir do estudo e do contato com a literatura que eu me reconheci enquanto mulher negra, que eu passei a entender a conjuntura sociopolítica brasileira. Foi o conhecimento que fez eu compreender o meu lugar de fala e o quanto ele é importante para as transformações que almejo enquanto indivíduo e sociedade. É um bate papo bem descontraído, no qual os alunos fazem perguntas e participam ativamente. Os encontros sempre são encerrados com poesia e música, para que a nossa vivência seja completa”, explicou a autora.
O projeto é desenvolvido desde 2014, mas recentemente, há maior procura por unidades de ensino, especialmente na zona leste, região onde a autora reside e atua. “Os encontros tem sido mais requisitados e eu penso que isso reflete-se na consolidação do meu trabalho e atuação na região”, completou.
As palestras geralmente são desenvolvidas em escolas da rede pública municipal que já têm no plano pedagógico atividades que visam o incentivo à leitura, como as Academias Estudantis de Letras (AEL) e o Projeto de Mediação de leitura. Nestes projetos os alunos são envolvidos em ações de leitura dentro e fora das escolas. Mas não há nenhum tipo de restrição já que escolas estaduais e particulares também podem receber a palestra.
“Esse reconhecimento por parte da comunidade reflete o fortalecimento da sua identidade. Antes de a nossa literatura – periférica - entrar na comunidade escolar, os alunos frequentemente escolhiam autores de outras épocas e que integram o cânone da literatura brasileira. Hoje, eles querem homenagear o artista local, pois se reconhecem na sua imagem e na sua obra. Reconhecer o artista local é reconhecer a si mesmo, e eu fico realizada em fazer parte disso”, destacou.
Além da palestra com os alunos, Débora também realiza formação para os professores. Nesta, aborda com os profissionais o contexto da produção literária nas periferias, bem como, a possibilidade de desenvolver o protagonismo dos alunos através da realização de atividades literárias, tais como saraus, slams, feiras e encontros literários.

Serviço
Confira a agenda dos encontros


12.09 às 19h30
Emef Prof. Maílson Delane, Cidade Tiradentes, SP 

13.09 às 12h30 
Emef Dep. Caio de Toledo, Cidade Tiradentes, SP

15.09 às 10h
Emef Dep. Caio de Toleto, Cidade Tiradentes, SP 

18.09 às 19h 
Emef Idêmia de Godoy, Guaianazes, SP


Para agendar uma visita em sua escola, acesse:
(11) 98598-4495

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top