sábado, 23 de setembro de 2017

Hebreu Indica #10 - Apimentando seu rap com: Dub, Afrobeat, Jazz, Rock Negro e Samba. Este é Oquadro, conheça!


Demorou, mas estou de volta com o quadro "Hebreu Indica"
Como esta claro no nome do quadro, eu Anderson vulgo Hebreu, indico um grupo ou Mc que eu gosto, para que mais pessoas conheçam e quem sabe goste.

O grupo de hoje vem da Bahia que tanto amo!



O grupo Oquadro, conheci por acaso a uns 2 ou 3 anos atras. 
Gosto sempre de ouvir coisas novas, e navegando por um site famoso por ter vários álbuns de rap brasileiro, me deparo uma das melhores capas de rap, que eu havia visto, que é a do álbum "Oquadro" lançado em 2012.
A capa deste álbum, tem a imagem de um homem preto de cabelo branco, que é a representação descrita em Apocalipse de Jesus Cristo.
Isto me motivou a baixar o álbum destes baianos zica!!

O diferencial do grupo é ser rap sem perder a "brasilidade", eles aproveitam e utilizam muito bem outros tipos de musica negra.
Mesmo que eles misturam rock ou Jazz que não são musica brasileira sem seus sons, a musicalidade fica com a cara do Brasil. Sou fã destes caras.


Recentemente, mas recentemente mesmo, o grupo lançou o single "Muita Onda" com participação do Emicida. (você vai vê-lo mais abaixo) E uma fonte quente já me disse que vem álbum novo.


Capa do álbum "Oquadro" lançado em 2012 

O grupo baiano Oquadro literalmente é uma banda de rap, eles buscam inovações estéticas a partir do diálogo com outros estilos musicais e movimentos culturais. Apesar das composições do grupo ser de rap, eles oscilam entre outros ritmos musicais como: Dub, Afrobeat, flertam com Jazz, Rock Negro e Samba. Mesmo com toda esta mistura eles não deixam de ser rap.


Clipe oficial da musica "Evoluem" (Bem aventurado)
"Bem aventurado os que não morrem estagnados, bem dito sejam os que evoluem"


Ouça o álbum "Oquadro" lançado em 2012.



O álbum conta com participações especiais de: Guilherme Arantes - tocando seus teclados e interagindo com a banda durante sua estada na Coaxo - da rapper paulistana Lurdez da Luz e do Mc Dimak ajudaram a abrilhantar ainda mais o trabalho. A capa do disco é assinada pelos conceituados artistas plásticos Izolag e Ananda Nahu. 


Manos e Minas recebeu a banda OQUADRO, diretamente de Ilhéus - BA. 



Show completo do OQuadro no projeto Conexões Sonoras, realizado no dia 21 de maio de 2017, na Concha Acústica do Teatro Castro Alves, em Salvador. Imagens da TVE Bahia!





Recentemente, mas recentemente mesmo, o grupo lançou o single "Muita Onda" com participação do Emicida.

O clipe e a musica foram gravados no estúdio Casa das Máquinas, em Salvador pelo Conexões Sonoras. 







Sobre o grupo:

OQuadro é uma das bandas, na Bahia, que representa essa tendência do Hip Hop, intitulada Nova Escola (New School), que busca inovações estéticas a partir do diálogo com outros estilos musicais e movimentos culturais. Ou seja, as composições do grupo oscilam entre a bravura e a brandura, o local e o universal, vão do ijexá ao afrobeat, sem deixar, por isso, de ser Rap.
Por esse diferencial e pela riqueza de referências em suas letras, OQuadro carrega o mérito histórico de ter sido:
-a primeira banda de Hip Hop a se apresentar no Teatro Castro Alves em Salvador (2008), através do projeto Segundas Musicais da FUNCEB – Fundação Cultural do Estado da Bahia;
-indicado ao prêmio Hutuz (maior festival de Hip Hop da América Latina), concorrendo na categoria melhor banda norte/nordeste 2008;
-a banda de abertura da VI Bienal de cultura da UNE, em Salvador (Janeiro de 2009), juntamente com o Cordel do fogo encantado;
-selecionado para participar dos Trios Independentes da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (2009), no projeto BahiaS.S – Sound System, primeiro trio pautado nesse conceito de origem jamaicana a se apresentar no carnaval de Salvador.
-selecionado no edital de circulação de música da FUNCEB – Fundação Cultural do Estado da Bahia, com o projeto “O Quadro em 3”, por meio do qual produziram o documentário: “Na fé, e no flow”, sobre o Hip Hop e a diversidade da cultura na Bahia.
-citado em um dos mais importantes cadernos culturais do Brasil, a revista Bravo! na matéria “Os Novíssimos Baianos” (2010) que fala do cenário atual da música baiana.
-a banda cabeça do festival Bahia Sound System (2011), Conexão vivo, convidando Lucas Santtana, Bnegão, Lurdez da Luz e Buguinha dub no mesmo palcco.
-selecionado para participar do projeto “Conexão Vivo na Sala do Coro” no TCA, ocasião em que foi produzido um DVD exibido nacionalmente e na TVE Bahia. (2011)
-convidado a abrir o projeto “Conexão Vivo na Sala do Coro” (2012) na concha acústica do TCA, juntamente com Lucas Santtana e Moraes Moreira.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top