quarta-feira, 20 de setembro de 2017

O grupo baiano BaianaSystem, lança o clipe "Capim Guiné", com part. da angolana Titica e a baiana Margareth Menezes

Grupo baiano divulga o vídeo de Capim Guiné, música em parceria com a rainha do kuduro. Parceria poderá ser vista ao vivo no Rock in Rio nesta sexta-feira, 22


BaianaSystem e Titica no Red Bull Studio São Paulo. Crédito: Felipe GabrielRed Bull Content Pool
São Paulo, setembro de 2017 - O grupo BaianaSystem acaba de divulgar o vídeo de sua mais nova faixa, “Capim Guiné”. A música foi gravada em junho no Red Bull Studio, em São Paulo, com participação da cantora Titica, e será apresentada ao vivo pela primeira vez no Palco Sunset do Rock in Rio pelos artistas nesta sexta-feira, dia 22 de setembro.
Misturando kuduro com a sonoridade baiana bem diversa e ampla que consagrou o BaianaSystem, a canção fala sobre educação e igualdade. A origem periférica urbana e as bases produzidas de forma orgânica aproximam mais ainda o kuduro da música baiana. "A parte eletrônica tem muito a ver com o kuduro. Os dois sons casam", diz Titica, angolana considerada a rainha do kuduro.
No vídeo, ambientado na Casa Preta (um espaço cultural do bairro 2 de Julho, em Salvador), o vocalista Russo Passapusso aparece pela primeira vez em um clipe da banda. Além de Titica, ainda há outra baiana que participa dos vocais de “Capim Guiné”, Margareth Menezes.

ASSISTA:


Sobre o Red Bull Studio São Paulo
Desde 2013, o Red Bull Studio São Paulo funciona como um espaço de experimentação e produção musical para artistas dentro do Red Bull Station, onde funcionou a antiga subestação de energia Riachuelo. Com altíssimo padrão técnico, o estúdio é reservado para talentos de estilos diversos, independente de sua abrangência ou tempo de carreira. Por ali, já passaram nomes como Elza Soares, Metá Metá, Nação Zumbi, Emicida e Arto Lindsay.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top