segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Festival Rap Conect apresenta show do Emicida


Evento que revela artistas anônimos do rap carioca acontece sábado no Terreirão do Samba

O Festival Rap Conect, que com etapas online e de rua chegou para revelar artistas anônimos do rap carioca, comemora o sucesso de sua 1ª edição com show do rapper Emicida, que desembarca no Rio para apresentação no próximo sábado, dia 14 de outubro, no Terreirão do Samba. Para o show final, além da atração principal da noite, o evento também reúne os quatro elementos do rap –  Mc´s, grafiti, breakdance e DJ’s, além do espaço quinto elemento, que chega como representação da consciência e identidade cultural transmitida pelo estilo musical. No local haverá barber shop, estúdio de tatuagem, turbantes e grifes de moda hip hop.    

Os ingressos para a apresentação final estão à venda no site – www.rapconect.com.br/show - e também em pontos de venda físicos distribuídos nas zonas norte, baixada fluminense, zona oeste e centro do rio. A venda do 1º lote já está no final. Com o valor de R$30,00, acompanhado de 1 kg de alimento não-perecível no dia do show, o público pode adquirir o chamado ingresso social. O 2º lote tem ingressos a R$ 60,00. No dia do show, a venda acontece no local e o valor sobe para R$ 80,00.

Site do festival: www.rapconect.com.br


ETAPAS ONLINE

Com foco na revelação de artistas anônimos, o festival começou no dia 1º de agosto com uma primeira etapa online que foi até o dia 25 de agosto. “Cada artista ou grupo ganhou sua própria página no site do festival e é o responsável por buscar votos, como, por exemplo, através de suas redes sociais”, resumiu Sergio.

A etapa 1 contemplou 72 selecionados a partir de votação popular. A partir da seleção inicial, os competidores seguem no projeto de forma independente. Os seis grupos ou Mcs femininos mais votados, sendo dois de cada zona, assim como os três grupos ou Mcs masculinos mais votados, sendo um de cada zona, pulam direto para a etapa 3 de nova votação online, não passando pela banca julgadora.

A etapa 2 foi formada pelos 63 competidores restantes da etapa 1, que foram submetidos à banca julgadora formada por 3 embaixadores do rap – Mc Oz (Zona Sul/Centro), Mc Ghetto ZN (Zona Norte) e Mc Tony Boss (Zona Oeste). Realizada de 26 de agosto a 10 de setembro, a segunda fase contemplou 27 grupos ou Mcs, sem distinção de gênero, que seguiram para a última etapa com votação online, de 11 a 30 de setembro, quando foram selecionados apenas 15 para as apresentações de rua, sendo 5 de cada zona. 


ETAPAS DE RUA

As etapas de rua, com realização das apresentações dos 15 finalistas, aconteceu nos dias 6, 7 e 8 de outubro, nas três zonas do Rio e em três diferentes palcos, quando mais uma vez a votação popular definiu os três vencedores, um de cada zona, que serão anunciados no dia do show.  

EMICIDA

Cria da zona norte de São Paulo, Emicida cresceu ouvindo rap em casa. Mas a caminhada que o levaria de fã a ídolo do gênero começou a ser construída quando mandou suas primeiras rimas nas batalhas de freestyle (rimas de improviso) da capital paulista.
 
O talento fez com que se destacasse e logo se tornou um nome conhecido na cena paulista. Em 2008, já com algumas composições guardadas, resolveu lançar a primeira: o single “Triunfo” ganhou as ruas, e estava dado o primeiro passo de uma trajetória que poucos anos depois levaria o MC mundo afora.  
 
Em 2009, veio a primeira mixtape, “Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida Até que eu Cheguei Longe”. Embalado pelo sucesso de “Triunfo”, prensado em esquema caseiro e comercializado a R$ 2, o trabalho vendeu em poucos meses mais de 10 mil cópias. Assim, fez o nome do MC correr todo o Brasil.

 
Em abril de 2011, veio a primeira viagem internacional, para os EUA, quando recebeu pela crítica o apelido de Jay-Z brasileiro. A tour começou pela Califórnia, onde Emicida se apresentou no festival Coachella, um dos mais tradicionais do mundo. De lá, seguiu para Nova York para gravar o EP “Doozicabraba e a Revolução Silenciosa”, idealizado ao lado dos produtores K-Salaam e Beatnick.

 
No fim de junho, embarcou para sua primeira turnê pela Europa, com shows no festival Back2Black, em Londres, no Montreux Jazz Festival, na Suíça, e em Berlim. De volta ao Brasil, mais um prêmio: “Melhor Música” no VMB 2012, com “Dedo na Ferida”, além de uma indicação no EMA (Europe Music Awards).

Emicida começou 2013 já dedicado aos trabalhos de seu primeiro álbum de estúdio, e encerrou o primeiro semestre com duas turnês pelos EUA, uma pela Europa e um DVD com o parceiro Criolo, além de uma nova indicação ao EMA. 
 
O segundo semestre de 2013 ainda rendeu dois encontros musicais muito especiais: com Caetano Veloso no Prêmio Multishow e com Alcione no sorteio da Copa do Mundo deste ano.


Em março de 2014, lançou durante nova turnê pelos EUA, no festival SXSW, a música “Obrigado, Darcy! (O Brasil que Vai Além)”. Com participação de Rael e produção de Nave, a faixa foi a música tema da Casa Brasil, espaço montado para divulgar o país no evento.

Às vésperas da Copa do Mundo do Brasil, o rapper teve “Hino Vira-Lata”, canção do “Glorioso”, incluída na trilha sonora do jogo 2014 Fifa World Cup Brazil.

No final de junho, embarcou para sua terceira turnê pela Europa, com shows na Alemanha, em Portugal e na Dinamarca. Em setembro, foi anunciado embaixador mundial do jogo de videogame Fifa 15, com a música “Levanta e Anda” na trilha.

O rapper começou 2015 se preparando para uma viagem de 20 dias por Angola e Cabo Verde, realizada em março, e que resultou no seu mais recente trabalho, “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos de Lições de Casa”. Entre as participações, Caetano Veloso e Vanessa da Mata.

O disco inspirado na África já rendeu a ele o prêmio de artista do ano pela APCA e uma indicação ao Grammy Latino na categoria música urbana. Até o fim de 2016, ganha as ruas um documentário inspirado no álbum.

Na moda, depois de estrear em 2015 como estilista assinando um desfile para a marca West Coast na Casa de Criadores, em 2016, sua marca, a LAB, marcou presença pela primeira vez na SPFW, com um desfile histórico. Atualmente, o rapper se prepara para desfilar novamente com sua marca no evento, o maior da moda na América Latina.

PREMIAÇÃO

A premiação do festival aconteceu a partir da segunda etapa, quando os 36 participantes selecionados gravaram sua música em estúdio, gerando uma playlist do evento no Spotify com 36 faixas. Já os 15 finalistas da etapa 3, gravam um vídeo clipe como prêmio.

Para os 3 vencedores, além dos prêmios anteriores, a premiação final será uma consultoria musical associada à experiência e à imersão cultural, quando eles abrem o show do Emicida e sobem ao palco para um  freestyle com o artista.    

SERVIÇO:



ETAPA 1 – inscrição e votação online: 1º a 25 de agosto (ENCERRADA)

Inscrição na plataforma online e envio da música em vídeo. Votação popular

Classificação: 72 mais votados, sendo:

- 6 grupos ou Mcs femininos mais votados, dois de cada zona, que seguem direto para etapa 3
- 3 grupos ou Mcs masculinos mais votados, um de cada zona, que seguem direto para etapa 3
- 63 competidores restantes que seguem para etapa 2


ETAPA 2 – seleção embaixadores do rap: 26 de agosto a 10 de setembro (ENCERRADA)

Seleção a partir de banca formada por três embaixadores do rap – Mc Oz (Zona Sul/Centro), Mc Ghetto ZN (Zona Norte) e Mc Tonny Boss (Zona Oeste).

Classificação: 27 selecionados, sem distinção de gênero

ETAPA 3 – votação online: 11 a 30 de setembro (ENCERRADA)
Retomada dos vídeos iniciais pelos 36 selecionados em busca de nova votação popular, sendo 27 da etapa 2 e 9 que seguiram direto da etapa 1. 

Classificação: 15 mais votados, cinco de cada zona (Centro/Sul, Norte e Oeste)

ETAPA 4 – apresentações de rua (Madureira – Zona Norte, Lapa – Zonas Centro/Sul e Campo Grande – Zona Oeste), respectivamente nos dias 6, 7 e 8 de outubro (ENCERRADA)

Promoção de 3 grandes rodas de rua, uma em cada zona da cidade, com votação popular presencial para eleição do representante de cada zona.

Classificação: 1 participante de cada zona, 3 vencedores

Zona Norte: viaduto de Madureira
Zonas Centro/Sul: Arcos da Lapa
Zona Oeste: viaduto de Campo Grande


SHOW FINAL

Emicida: 14 de outubro (Sábado)
Terreirão do Samba: Rua Benedito Hipólito, 66 – Centro – Rio de Janeiro
Horário: a partir das 16h

Valor

Ingresso Social 1º lote ( R$ 30,00 + 1Kg de alimento não-perecível) 
2º lote (R$ 60,00) 
Dia 14 de Outubro (sábado) - 3º lote na hora (R$ 80,00) - venda nas bilheterias do Terreirão do Samba.
Ingressos antecipados pelo site: www.rapconect.com.br/show


PONTOS DE VENDA: 

ZONA NORTE: 

Madureira
Madureira Shopping - Loja KINGS
Estr. do Portela, 222 - 2º piso loja 293
Telefone: (21) 3172-1787


Inhaúma
Shopping Nova América  - Loja 55RJ
 Av. Pastor Martin Luther King Junior, 126 - Loja 206
Telefone: (21) 3595-0116


Méier
Loja Inside Rock
Av. Amaro Cavalcanti, Loja 1. Próximo  a loja da Honda.
Telefone: (21) 39850-8040


Guadalupe
Shopping Jardim Guadalupe - Loja 55RJ
Av. Brasil, 22150 - Guadalupe
Telefone: (21) 3512-9100


Vicente de Carvalho
Shopping Carioca - Loja 55RJ
Av. Vicente de Carvalho, 909 
Telefone: (21) 2430-5120


lha do Governador
Shopping Ilha Plaza - Loja 55RJ
Av. Maestro Paulo e Silva, 400
Telefone: (21) 2463-1899



BAIXADA FLUMINENSE: 

São João de Meriti
Loja 55RJ
Shopping Grande Rio - Rua Maria Soares Sendas, 111 
Telefone: (21) 3799-8212


ZONA OESTE:

Bangu
Bangu Shopping - Loja 55RJ
Rua Fonseca, 240


MaffiaMix
Rua Silva Cardoso, 152 - 413


Padre Miguel
MaffiaMix
R. Figueiredo Camargo, 157,Loja 25 e 26


CENTRO DO RIO: 

Loja Outlawz
 Rua do Ouvidor 130,Lj K Centro - GALERIA ONIX
Tel: 21 2242-1119


Apoiadores e parceiros

Bob´s
Play Taxi
Novotel Rj Porto Atlântico 
Bblender

Rio Criativo
Secretaria de Cultura


Rádio oficial: Rádio Mix 
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top