sexta-feira, 20 de outubro de 2017

"Somos Vanguardistas" é novo single do Barras com part. de Radar (RPK)


Bruno Barreirinhas é o Barras um rapper com alguma História no circuito do rap underground em Portugal. Em 2015, foi a estreia do seu trabalho Discográfico, “ O lugar que não existe”.

Um álbum conceitual visa alertar a consciência social. Os temas abordados nas músicas refletem a experiencia empírica do artista em que procura encontrar uma nova visão do mundo através de uma reflexão profunda sobre a sociedade, onde constata os tempos actuais, em que o desemprego, a austeridade e as crises nas relações humanas provocam uma descrença universal.

A Sonoridade do álbum é uma reminiscência do Hip-hop dos “ Anos 90”, contam com a colaboração de vários “ Beatmaker” do universo lusófono, do Brasil; Nel Sentimentum, Dário e Laudz da Banda “ TropKillaz”. De Portugal; Sam The Kid, M., Condutor da Banda “ Buraka som Sistema “ de Angola; Arkitekto, e entre outros.

As participações do álbum, tem o prazer de ter a forte colaboração dos Mc`s Valete e Radar e especial colaboração da cantora e ativista Andrea Vertessen, e dos cantores de R&B e Soul, Francisco Semedo e BabaSoul e do Carlos Gonçalves e da actriz, Raquel Oliveira.

Este álbum foi gravado nos estúdios BigBit, pós-produção e mistura pelos técnicos M. e Mário Rodrigues e Masterização nos estúdios FatSoundProctions. E está disponível em todas as plataformas: Spotify,Itunes,Amazon…Etc.

Atualmente, Barras, encontra-se a trabalhar no seu 2º álbum, mas devido á sua exigência não prevê-se quando estará concluído.

Entretanto, Barras, irá disponibilizar algumas músicas nas plataformas sociais, esta última chama-se “ Vanguardista” uma música que zela pela integridade artística e criativa do processo evolutivo de qualquer artista que ame a sua Arte. Esta nova faixa tem a participação do Mc Radar, Um amigo que juntos vêm trilhando a mesma estrada desde 1999.

OUÇA: 


Bibliografia:

Barras, começou a ouvir Hip Hop em 1999 mas foi em 2003, que teve o seu grupo de Rap que designavam de (RPK), que teve um bom feedback, as suas músicas chegaram a ser selecionadas para “Revista Hip-Hop Nation”. Esteve envolvido em alguns projectos independentes, nomeadamente com maior relevância foram no álbum“ Entrada Clandestina” (setembro/2005) de Street Soldiers, e no álbum “ Projecto Mary Witch” (Outubro/2006) de Halloween.
Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top