sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Thaik e sua sátira à propaganda em "Celebre"


Num boombap com uma pegada de blues, que remete às batidas dançantes dos anos noventa, o belo-horizontino Thaik discorre entre versos seus questionamentos e sua reflexão sobre a celebração. O webvideo feito para essa faixa é uma sequência de colagens de trechos antigos da televisão. A introdução mostra um trecho de telejornal onde o Rap é tratado como ícone de exaltação à violência, enquanto o intervalo comercial apresenta pessoas pertencentes a padrões de beleza incentivando atitudes de autodepreciação, como por exemplo o tabagismo. O intuito do vídeo é questionar se é a arte que intensifica o incentivo à violência e mostrar que há mais violência entre os meios de comunicação de massa do que na própria arte periférica. 

Além do webvideo, Thaik aproveitou a oportunidade para anunciar o lançamento de seu site oficial, o www.thaik7.com, desenvolvido pelo selo DNArt Brasil, que contém informações completas sobre o artista e os projetos em andamento.

A música tem instrumental produzida pelo próprio Thaik, com tratamento audiovisual realizado por completo por seu selo de produção artística e digital, o DNArt. Os trechos de vídeo utilizados foram todos retirados da internet. "Celebre" é a quinta faixa do EP Inverno, projeto inspirado nos livros de Bernard Cornwell (de onde foi extraída a citação que acompanha a faixa), que será lançado em breve nas plataformas digitais.


Conheça mais sobre o artista:

A arte de ser humano mesclada à musicalidade herdada do jazz, do blues e do samba: assim pode ser definido o Rap feito por Thaik. Utilizando-se de referências literárias para retratar o mundo a seu redor, o jovem artista de Belo Horizonte não só constrói obras líricas
que poetizam o monótono cotidiano cinza urbano, como produz instrumentais recheadas de sentimento, que proporcionam toda a sensação presente na mensagem da música.

Nos versos de Thaik está a dissertação sobre o indefinido, reflexões sobre a eterna luta entre a busca pelo sentido da vida e a sobrevivência imprevisível na sociedade pós-moderna. Músicas carregadas de uma energia positiva, que vêm para fazer sorrir, dançar ou pular, mas que no fundo carregam a mensagem que a cultura hip-hop prezava em pregar em seus primórdios: valorize a vida e preserve-a.

Share this article

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2014 Noticiário Periférico • All Rights Reserved.
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top