terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Grupo Zumb.boys encerra a programação do ano com apresentações em Perus e na Zona Leste


 Encerrando a programação do ano do Projeto REDES, no próximo fim de semana o Grupo Zumb.boys apresenta “Dança por Correio” na  Praça Inácio Dias - em Perus e “Ladrão” no Teatro Flávio Império, com entrada gratuita!
 Zumb.boys – um dos destaques da dança em 2017 - faz últimas apresentações do ano!
 Um dos mais importantes grupos de dança contemporânea da atualidade – o Grupo Zumb.boys realiza as três últimas apresentações do ano no próximo fim de semana e convida a população para 2017 com muita dança!  
 No sábado, dia 16 de dezembro, às 11h00, os carteiros/dançarinos irão invadir a Praça Inácio Dias, em Perus para apresentar o espetáculo Dança por Correio, com o qual o grupo foi vencedor do Prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, de Melhor Espetáculo (Não Estreia) de 2016.
Os bailarinos irão transitar pela praça distribuindo cartas e interagindo com os transeuntes. O público será surpreendido com passos de breaking que serão realizados na forma de improviso a partir das mensagens lidas em cada uma das cartas.
A intenção é interferir nos fluxos cotidianos, na paisagem urbana, fazendo com que as pessoas escolham uma carta, e a partir dessa escolha seja determinado o que será dançado. O interprete-criador traduzirá os sentimentos e sensações que a carta expressou, com o intuito de transformar e interferir no trajeto das pessoas que por ali passam, diluindo a arte no cotidiano.
No mesmo dia, o grupo segue para o Teatro Flávio Império, em CangaíbaZona Leste, onde apresenta o espetáculo Ladrão, às 20h00. No domingo, no mesmo local, acontece a última apresentação do ano do grupo.
“Ladrão”, que foi criado a partir do interesse do grupo em aprofundar as pesquisas realizadas para a criação do seu primeiro espetáculo B.E.C.O [B-boys em construção original].
A partir das pesquisas e entrevistas em bairros periféricos da Zona Leste de São Paulo para a criação do espetáculo B.E.C.O, surgiram os contatos com ex-detentos, que apresentaram linhas de raciocínio e comportamentos diferentes dos demais entrevistados.
Com o interesse de aprofundar esta pesquisa, o grupo iniciou o processo de criação do espetáculo “Ladrão”, transformando o tema em uma reflexão física, na busca de trazer o ser humano para a cena, com suas fragilidades e deficiências apresentadas ao viver em sociedade.
Sendo assim, foram pesquisados o contexto social, as emoções e os sentimentos como: amor, ódio, medo, solidão.
Com “Ladrão”, investiga-se as sensações e estratégias para cada furto ou golpe. A forma de pensar, a forma de escolher a vítima, o medo do inesperado e o arrependimento. A montagem é uma reflexão sobre o comportamento humano. Um impasse dos momentos racionais e irracionais, impulsionados pela emoção. São dois desejos em um só corpo. A racionalidade que trama, entrelaçada com a irracionalidade de fazer algo fora dos padrões da “normalidade”. Tudo se origina na mente, que governa todas nossas ações - criatividade, engenhosidade, medo, potencial, lealdade, entusiasmo, emoções e sentimentos. 
O Zumb.boys vem se destacando por realizar um trabalho inédito. Formado exclusivamente por b-boys, o grupo vem realizando intervenções urbanas, estudos de campo e interagindo com outras linguagens artísticas, com o objetivo de aprimorar o seu trabalho e sua pesquisa. O resultado são espetáculos potentes, sensíveis e que propõe importantes reflexões sobre o comportamento na sociedade contemporânea, através da dança.
A partir da proposta do diretor Márcio Greyk de criar uma linha de pesquisa nas danças urbanas, a ideia de ser uma dança apresentável apenas nas ruas foi transformada para ser levada aos palcos, através de uma estrutura de pesquisa, produção e criação.
O grupo traz em sua formação atual os bailarinos Danilo Nonato, David Xavinho, Márcio Greyk, Eddie Guedes, Igor Souza eGuilherme Nobre, que possuem diferentes históricos na dança contemporânea, participando do processo criativo de importantes companhias como OMSTRAB, Cia. de Dança, Teatro Ivaldo Bertazzo, Gumboot Dance Brasil, Núcleo Luz, Fragmento Urbano entre outros.
Em 2016 o Grupo Zumb.boys ganhou o Prêmio Denilto Gomes em Produção em Dança e Melhor Design de Luz com o espetáculo “O que se Rouba” e também o Prêmio APCA – Associação Paulista de Críticos de Artes, de melhor espetáculo (Não Estreia) com a intervenção “Dança Por Correio”.
Recentemente o grupo foi vencedor na categoria Melhor Intervenção Urbana do Prêmio Denilto Gomes 2017, da Cooperativa Paulista de Dança, pelo projeto Mané Boneco.
É também um dos indicados ao Prêmio APCA de Dança 2017 com o espetáculo “O que se rouba” na categoria de Melhor Espetáculo (Não Estreia) – prêmio que será entregue nos próximos dias.
Agora, contemplado pelo 21° Edital de Fomento à Dança de São Paulo com o projeto REDES, o grupo dá continuidade ao seu trabalho e busca explorar novas possibilidades no que diz respeito à criação, produção e continuidade da pesquisa na área de dança.
Ótima oportunidade de conhecer o trabalho deste grupo que segue resistindo bravamente com seus projetos, buscando caminhos para visibilidade/protagonismo periférico e das culturas marginais. Mais informações em:  www.facebook.com/grupozumbboys / www.instagram.com/zumb.boys
Espetáculo Dança por Correio
Dia 16 de dezembro - Horário: 11h
Praça Inácio Dias, Perus - em frente à estação.

Espetáculo Ladrão
Dias 16 e 17 de dezembro - sábado às 20h / domingo às 19h
Onde: Teatro Flávio Império - R. Prof. Alves Pedroso, 600 – Cangaiba - Indicação: Acima de 10 anos
Todas as apresentações são gratuitas!
Produção: Cazumbá Produções