quinta-feira, 8 de março de 2018

Com a força da natureza em versos e poesia, Livia Puri, lança o som "O som das águas"


A força da natureza em versos e poesia

Viver a rotina da cidade pode fazer com que nós esqueçamos a importância da conexão com a natureza, de maneira íntima e pessoal. Mas, no que depender da rapper de Volta Redonda (RJ), Livia Puri, o rap também está aí para resgatar nossas memórias e a importância que os elementos como a água, o ar, o fogo e a terra exercem em nossa força e equilíbrio.

O Som das Águas, primeiro single de Livia Puri, é inspirado na lenda indígena da sereia Iara e expõe um estilo de vida em conexão com uma natureza que existe em qualquer lugar, basta criá-lo. Referindo-se também a natureza humana e interior, não somente a exterior.

“Interpretar a vida e seus acontecimentos é um trampo de infinitas possibilidades, e o rap é o meu caminho. A música tem esse nome porque retrata a lenda da Iara, que tem a relação com os rios, e porque a água representa força; é um elemento que pode ser devastador, mas também é um elemento ligado as emoções e adaptações, que estão presentes no nosso dia a dia. Assim como também podemos reparar na interação dos outros elementos, como falo no som, cada um com sua importância. A interação com as ervas, que são elementos terrenos; o ar e o vento, que representam pensamento e criatividade; e o fogo, que gera a energia e nos permite criar”, explicou Livia Puri.

O single o Som das Águas foi totalmente produzido pelo BeatBass HighTech, no estúdio da banda, Quarto da Vó Penga, em Volta Redonda (RJ). Os componentes do beat foram pensados juntos, de forma que o som ficasse característico e único. Beat Bass HighTech é um banda também de Volta Redonda que vem assinando trabalhos de outros rappers da região.

Livia Puri, que é de Volta Redonda e tem 21 anos, viveu um tempo no Rio de Janeiro, local onde teve contato com os movimentos indígenas que a estimularam a buscar mais as origens de sua região e passar um pouco dessas manifestações por meio da música e da poesia. Seu nome vem dessa fase na qual enxergou sua ancestralidade como Puri, os nativos da região da Serra da Mantiqueira. Atualmente, Livia Puri é integrante do Coletivo Rima Sistah, voltado para o desenvolvimento da mulher no Hip Hop e, junto com Mcs e Produtoras, busca promover a maior participação e integração das minas na cultura do Hip Hop.

Ouça: