terça-feira, 5 de junho de 2018

Documentário Independente conta a trajetória da Rapper Yzalú com estreia no In-Edit Brasil 2018.


Yzalú figura importante do hip hop brasileiro e da música tem a sua trajetória registrada no documentário independente "Yzalú - Rap, Feminismo e Negritude" uma obra de Inara Chayamiti e Mayra Maldjian, faz sua estreia no In-Edit Brasil 2018, décima edição do Festival Internacional do Documentário Musical.  

O curta será exibido no dia 15/6, às 19h30, na Matilha Cultural, no centro de São Paulo, com pocket show da Yzalú, protagonista da obra, após a sessão. O filme também tem outra sessão durante o festival: dia 7/6, às 15h, no Centro Cultural São Paulo - CCSP. A entrada para ambas é gratuita.

Rapper, negra, com limitação física e periférica, das margens da Grande São Paulo, Yzalú encontrou na música uma ferramenta poderosa de combate ao racismo, machismo e classismo. O documentário conta a trajetória da artista, suas lutas e conquistas tanto na vida pessoal quanto na carreira que começou a decolar depois de mais de 10 anos de caminhada e também da canção “Mulheres Negras”, que se tornou um hino entre as feministas negras assim também como outras músicas fortes.


Assista ao trailer: 

FICHA TÉCNICA
Realização: Rua Filmes
Direção e produção: Inara Chayamiti e Mayra Maldjian 
Direção de fotografia: Inara Chayamiti 
Som direto (entrevista e performance): Flavio Guedes
Montagem e finalização: Inara Chayamiti 
Produção Yzalú: Camila Vaschi
Beleza: Letícia Rocha
Iluminação e câmera adicional (performance): Flavio Guedes


PROGRAMAÇÃO
Estreia no Festival In-Edit Brasil 2018
Site do festival: clique aqui
Evento do festival no Face: clique aqui
Entrada gratuita

15/6, 19h30 - Matilha Cultural
Rua Rego Freitas, 542, São Paulo
* Com pocket show de Yzalú após sessão
** Sessão conjunta com filme "As Mina na Batalha"

7/6, 15h - Centro Cultural São Paulo
Rua Vergueiro, 1000, São Paulo


SOBRE AS DIRETORAS

INARA CHAYAMITI é filmmaker e videojornalista há 10 anos. Ama contar histórias e usa a câmera para sensibilizar e impactar pessoas. Gosta de se envolver em todo o processo e produz formatos como documentário, websérie, institucional e videorreportagem. Antes de começar a Rua Filmes, trabalhou na Folha de S. Paulo, na Editora Abril e na Editora Globo. Criada por ela, a websérie independente “Volta na Quadra” foi premiada pelo concurso e laboratório de roteiros NETLABTV. Ela também foi patrocinada e publicada pela TV Folha, totalizando 10 episódios. Colabora para o Greenpeace desde 2014 e realizou muitos trabalhos em diferentes campanhas, especialmente, na Amazônia. Com a Riot Games, gravou duas temporadas do documentário seriado “Legends Rising” e trabalhou com equipes dos EUA, do Chile, da França e da Inglaterra. Formou-se em jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina e estudou documentário no UnionDocs, em um intensivo coordenado pela premiada diretora Martha Shane. Também fez o Curso Abril de Jornalismo 2008, uma especialização em vídeo, entre outras cursos e oficinas focados em direção de fotografia, documentário, roteiro e empreendedorismo.

MAYRA MALDJIAN é formada em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero, criadora de conteúdo multimídia, diretora artística e DJ. Nos últimos dez anos, passou pelas redações da Folha de S.Paulo e da Veja São Paulo como repórter de música e cultura, e colaborou em projetos para Apple Music, Google e Avon por meio de agências e produtoras. Também assinou o conteúdo de redes sociais para Evoluir, empresa que cria projetos para inovar e transformar a educação brasileira. Com a Rua Filmes, produtora da filmmaker e videojornalista Inara Chayamiti, participou, na produção, da gravação do documentário “Legends Rising”, da Riot Games, e da websérie "Volta na Quadra", publicada pela Folha de S.Paulo. Na mesma época em que dava os primeiros passos no jornalismo, registrando, principalmente, o hip hop, passou a fazer parte dela como DJ. De lá para cá, dedica-se, entre outros, a projetos que envolvem, sobretudo, mulheres: integrou a primeira crew feminina de turntablism, a Applebum, e faz parte do coletivo de rap e r&b Rimas & Melodias. Hoje, também conduz a direção artística de projetos musicais, como os discos da rapper Karol de Souza, da artista de trip hop Lari Pádua e da cantora de r&b Tatiana Bispo.