quarta-feira, 6 de junho de 2018

Rael recebe Drik Barbosa em seu projeto "Rael Convida"


Artistas interpretam a faixa "Inconsequente", de Drik na versão voz e violão

Apaixonado por canções, o cantor Rael criou um programa veiculado em seu canal no YouTube no qual  recebe convidados para interpretar versões voz e violão. Depois de receber Criolo, agora Rael convida Drik Barbosa que juntos, escolheram o rap melódico com pegada R&B, “Inconsequente”, faixa de “Espelho”, primeiro EP da cantora.

Drik conta que quando estava compondo essa música havia  pensando em chamar Rael para uma participação. "Acho que esse tipo de som tem muito a ver com o som dele. Por isso foi a primeira música que me veio à cabeça quando recebi esse convite  para  gravar com ele. Tem tudo a ver com a 'vibe' do Rael”, diz a cantora.

Já Rael comenta que se identifica muito com ‘love songs’ e ficou feliz com a escolha. Influenciado por vozes femininas como Dina Di, que considera uma das artistas mais autênticas do rap nacional, e cantoras como Paula Lima e Ieda Rios, Rael vê Drik Barbosa como integrante de uma nova geração muito talentosa. "Acho o EP “Espelho” maravilhoso. Ela vem numa crescente e é questão de tempo pra grande massa conhecer mais seu trabalho. Me senti muito honrado dela estar no Rael Convida", revela.

Com episódios mensais, "Rael Convida" é bem intimista, mostrando desde a hora em que o convidado chega no estúdio até a gravação."Tenho muitos parceiros, muitos amigos e quis promover encontros para trocarmos ideias, tocarmos juntos, fazermos versões acústicas. É um momento nosso, e tem a dinâmica que a gente achar que tem que ter", conta ele.

O programa é gravado no Lab Estúdio, na zona norte de São Paulo, e o vídeo está disponível no canal do Rael no YouTube e nas plataformas digitais.

Para assistir:



Ficha técnica:
Projeto idealizado por: Rael e Marina Santa Clara Yakabe
Roteiro: Marina Santa Clara Yakabe
Direção executiva: Evandro Fióti
Produção executiva: Raissa Fumagalli
Assessoria jurídica: Tiago Barbosa e Guilherme Nunes
Imagens: Adilson MP e Carol Basílio
Montagem, edição e finalização: Henrique Silva

Sobre Rael
Nascido e criado na zona sul de São Paulo, no Jardim Iporanga, o cantor e MC Rael começou a construir sua história no rap com o grupo Pentágono, que se tornaria referência no rap nacional. Em 2010, lançou seu primeiro disco solo, "MP3 - Música Popular do Terceiro Mundo", com o qual teve a chance de rodar o Canadá em turnê. Em 2013 veio “Ainda Bem que Eu Segui as Batidas do Meu Coração”, o primeiro pelo selo Laboratório Fantasma, produzido pelo duo norte-americano K-Salaam & Beatnick. Em 2013, Rael também viu seu “Ainda Bem” indicado ao prêmio de melhor álbum de música compartilhada no Prêmio Multishow. Em 2014, colocou nas ruas o EP “Diversoficando”, do sucesso “Envolvidão”. No final de 2016, o álbum “Coisas do Meu Imaginário”, com produção de Daniel Ganjaman,  rendeu a Rael o Prêmio da Música Brasileira de Melhor Cantor Pop/Rock/Reggae/Hip Hop/Funk e uma indicação ao Grammy Latino de melhor álbum na categoria Urban com Rael como único concorrente brasileiro.

Sobre Drik Barbosa
A rapper paulistana Drik Barbosa começou sua carreira nas Batalhas de MC da estação Santa Cruz. Como além de rimar também canta, Drik foi chamada para cantar em muitos refrãos de outros rappers. Em 2013 participou da música de Emicida “Aos Olhos de uma Criança”, trilha do filme “O Menino e o Mundo”, um longa metragem de animação feita por Alê Abreu. Ela também está em representando a força feminina no rap em “Mandume”, música de Emicida, tanto na versão do álbum “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa” como na versão ao vivo do DVD “10 Anos de Triunfo”. Em 2018 ela lançou seu primeiro EP “Espelho” (Laboratório Fantasma). Além de seu trabalho solo, Drik Barbosa é integrante do coletivo Rimas e Melodias, que reúne 7 mulheres (DJs, cantoras e MCs) e lançou seu primeiro disco em setembro de 2017.