sexta-feira, 6 de julho de 2018

One Punch Man: Slim Rimografia é Mr. Dinamite em novo EP

One Punch Man: Slim Rimografia é Mr. Dinamite em novo EP
“Mais flow que 10 MCs numa cypher”

(Capa por César Martins)

18 anos com “rima nova ainda no plástico(1) é o que Slim Rimografia mostra no repertório inédito que está apresentando desde o final de 2017.

No segundo EP que lança neste ano, Mr. Dinamite, seu (auto)nomeado alter ego, a graça é trazer as punchlines de volta à linguagem do gueto.

Frase de efeito, inclusive, é o que não falta na extensa discografia do MC. O mesmo sobre ‘versatilidade’ levada a sério: rimar no boombap ou dancehall, passeio east coast, west coast, Wakanda, Jamaica, M’Boi Mirim.

Entre letras proibidas para menores, explícito mesmo é o ritmo quente, o baixo bate, ragga no sotaque carregado.

Trap lírico grave”,
Faísca pra botar fogo na pista.

Estilo é fazer da mesmice uma novidade,
Cada verso um strike”.

E não é de hoje, quem lembra sabe:
Não preciso de academia, minha rima tá em forma”. (2)

Mandar xaveco ou a real. Aqui a métrica desafia a lei da gramática do rap + reggae, coloca Figueira Grande em Kingston, Porto Rico, Miami, Ibiza.

Mr. Dinamite é reggaeton fever.

Playlist motivacional:
Performance extrema igual crossfit”.

Playlist pro flerte:
Corpos em alta voltagem”.

Conquistar o topo,
A mais gata na festa,
O beat mais preza,
Até trilha pra massagem.

Mr. Dinamite é Black Establishment antes disso existir.

Todo alvo é preto, talvez seja coincidência
Que os mesmo pretin são exterminados
Com tanta frequência”.

Preto nunca sai de moda mas é o que menos tem nos desfiles.
Tecnocultura,
Era de views, visus.
Apropriação cultural não é detalhe.
Afrofuturismo na tela dá muito mais like,
Na rua, outra realidade.

Herói preto nunca deu ibope”,
Mas agora ganha destaque.

Slim Rimografia é assim, unidade entre tradicionalismo e inovação atravessando a nova, a velha e a próxima escola com “beat simples no flow mais louco que existe”.

Mr. Dinamite é o segundo título da série de EPs que ele mostra em 2018. SinGo, o primeiro, foi lançado em maio e adiantou a tendência moderna do MC.

Veterano das Batalhas de Rimas, Recortes e Batidas, Slim Rimografia prepara mais dois lançamentos para o ano, junto a clipes, shows e o que mais vier de improviso.



Ficha técnica:
Músicas e letras: Slim Rimografia
Produção, gravação e mixagem: Slim Rimografia no Studio Mokado Records (SP)
Masterização: Luís Lopes no Studio C4 (SP)
Scratch: DJ Gio Marx
Faixa 2 produzida por LR
Faixa 3 produzida por E-Cologyk
Faixas 4 e 5 arranjos de Jhow Produz
Faixas 4 e 5 backing vocals por Dee & Talita Amorim
Capa: César Martins

Rimas:
Todas em Mr. Dinamite, exceto:
(1) na letra de “Meidei”, SinGo, 2018.
(2) verso cantado por Slim na primeira batalha em que participou, CINB - Campeonato Individual Nacional de Breaking, 2000.