terça-feira, 28 de agosto de 2018

Com uma ideia de prosperidade através do rap e da música latina, Ari ēn lança clipe "La Reza" com part. de Carlos Gallo & Nara Hope

Divulgação

Misturar o rap com ritmo de música latina, transmitindo uma mensagem de positividade, fé e libertação. Essa é a proposta de "La Reza", nova canção do rapper cearense Ari ēn, cujo videoclipe foi lançado no segundo semestre de 2018.

O som é uma releitura da música "Tequila Sunrise", do grupo californiano Cypress Hill. Na versão do artista, como já é de costume em suas produções, ele destila suas influências de ritmos regionais, como o manguebeat e o maracatu, passando pelo rock e, claro, o rap. A experimentação é uma característica do processo criativo e inspirado em outros grupos em que, desta vez, flerta com a pegada mais "caliente" do tango e do bolero.

"Tivemos a ideia de fazer essa releitura, inspirada em nossas vivências, com a linguagem da rua. Essa pegada latina, utilização de metais, casou perfeitamente com o nosso som, sem esforço. E o pensamento é exatamente passar uma ideia mais positiva, dialogar com as culturas, e propagar fé através da arte", disse Ari ēn.

Complementando os vocais, há participação de peso do rapper Carlos Gallo, que já tem um trabalho musical sólido, foi integrante do grupo fortalezense Costa a Costa e em breve lançará um álbum solo. "É um parada legítima, não é uma reprodução de uma fórmula ou algo do tipo, a latinidade também é nossa, então a faixa tem essa liberdade", explica Gallo.

Divulgação

A ideia de não seguir ideais pré-definidos é um dos que fatores que chamam a atenção de Carlos Gallo. Ele cita uma frase que já havia dito em entrevista à revista Genius, em 2017: "Como falei, a música pra mim agrega outras instâncias que não reconhecem ou se detém nas fronteiras geográficas. Essa é a sintonia". A voz suave de Nara Hope no refrão é um diferencial e cria uma atmosfera de calmaria na canção. Cantora de jazz que já lançou músicas autorais com influências do samba de raiz, bossa nova e rap, conheceu Ari e Gallo durante as gravações de seu próprio projeto no Raiz Estúdio. “Foi tudo na base de encontros sem pretensões, simplesmente foi acontecendo. Ouvi o som, fui lá no estúdio, conversei com os meninos e saiu essa sonzeira. Tenho muito orgulho de fazer parte desse projeto, que só tem gente maravilhosa envolvida, ficou um trabalho lindo” , conta a artista.

O próprio Ari ēn, nome artístico de Ariel Gomes, dirigiu o videoclipe. Ele, que também trabalha como fotógrafo profissional, utilizou o olhar diferenciado sobre o Ceará por trás das câmeras para trazer um ar mais intimista, seja nos cenário urbanos, seja perto da natureza. As gravações tiveram tomadas na ponte da Barra do Ceará, na serra de Maranguape, no Centro de Fortaleza, além do Estúdio Raiz.

Se a batida da música eletrônica já é tradicional no som de Ari ēn, aqui a cargo do Coro Mc, em "La Reza" ele se reúne com outros músicos de variados estilos, fazendo da obra uma diversidade rítmica. Matu Miranda ficou

responsável pelo embalo da música latina no violão, ressaltada com o uso de metais por Jordão Luz.

Contando sempre com parcerias de peso, como Artur Luz, que participou também da produção dos clipes anteriores, o processo criativo do novo vídeo contou também com imagens de Germano de Sousa e edição/finalização de Lua Alencar.

Esse é o terceiro videoclipe lançado por Ari ēn. O primeiro foi "Saganacidade", lançado em novembro de 2017, com um tom mais experimental, em que o rapper apresenta a sua forte ligação com o Ceará, estimulando a transgressão através da arte e mostrando um pouco das suas influências, como a capoeira. O segundo foi "Ser um mano", lançado em janeiro de 2018, onde explora um pouco mais de suas raízes, de onde veio, e trazendo um "papo mais reto" em cima da batida do Trap.

Assista:


Ficha técnica

Videoclipe "La Reza"

Artista: Ari ēn

Direção: Ariel Gomes

Imagens: Artur Luz, Germano de Sousa, Ariel Gomes

Edição/Finalização: Lua Alencar

Voz: Ari ēn, Carlos Gallo, Nara Hope

Beat/Bateria: Coro Mc

Violão: Matu Miranda

Trompete: Jordão Luz

Mixagem/Masterização: Edgar Marques (Raiz Estúdio)



Thiago Sampaio