quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Emicida compõe música inspirada em League of Legends ( LoL)


Considerado um dos artistas mais importantes da atualidade, o rapper surpreendeu a plateia na final do Campeonato Brasileiro de League of Legends com faixa exclusiva cheia de referências à comunidade de jogadores.



(Crédito: Divulgação/Riot Games)

A Final da Segunda Etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends, o CBLoL, realizada no dia 8 de setembro, em Porto Alegre, surpreendeu os fãs de esportes eletrônicos e a comunidade hip hop. A abertura do evento contou com a performance do cantor e compositor Emicida. O rapper, que também é aficionado pela cultura gamer, compôs a música “Disseram que era só um joguinho”, inspirada nos jogadores de League of Legends. A canção traz ainda os principais jargões de streamers e atletas profissionais de LoL.

Desde que recebeu o convite, Emicida levou a tarefa a sério. Assistiu documentários, passou a jogar o game para entrar no clima da batalha, trocou ideias com o time da Riot e mergulhou no universo da comunidade do LoL. Tratou também de escrever em primeira pessoa para dar o poder para o ouvinte se sentir como o personagem principal. “A partir dessa pesquisa monstra, eu levantei essa rima aí, pensando em fazer um hino de homenagem mesmo, porque eu me vejo muito na trajetória dos moleques e a gente também vem de um lugar que foi muito desacreditado”, explica.

E nesse processo, o rapper pôde conhecer a trajetória de nomes que ele descobriu estarem em evidência, como Revolta e BRTT. Apesar da diferença entre um MC e um gamer, Emicida viu a similaridade de sua caminhada com a deles: “Quando a gente começou a fazer as batalhas de MC, muita gente riu, debochou e minimizou como se fosse uma coisa passageira, uma brincadeira de moleque. Daí quando eu canto no refrão que “É só um joguinho”, que é um dos motes mais velhos da comunidade, de certa forma eu tô me remetendo a um universo do qual eu vim quando falaram coisas parecidas pra gente. Hoje, olha a proporção que a gente tomou e, sinceramente, cadê as pessoas que criticaram nóiz? Todas elas desapareceram ao longo da história. Quinze anos depois, somos um divisor de águas não só do rap, como da música brasileira”.

Para o diretor de Esports da Riot Games no Brasil, Carlos Antunes, a homenagem aos jogadores em forma de música apenas reforça a importância dos Esports e do universo gamer como plataformas de entretenimento para o público jovem. "Descobrimos por meio de pesquisas e interação direta, em redes sociais e no nosso fórum, quais são os estilos musicais, artistas e outras referências culturais que são significativas para os jogadores de League of Legends. O Emicida é um dos nomes da música mais admirados pelo nosso público. Ele curte games e compartilhou com a gente a vontade de homenagear a comunidade, os streamers e os jogadores profissionais de LoL", comenta Antunes.

Assista:



Confira a letra abaixo:


No foco do que quero,
Tendeu neguim?
Vim lá do baixo clero
E num vim sozim
Em cada passo, prospero
Abro's camim
E eles disseram (o quê?!)
Que era só um joguim


Tô grande, rei do crime, saca? Wilson fisk
Carros fora do alcance tipo Elon Musk 
Mato a festa do inimigo estilo grinch,
Surreal, David Lynch,
É igual sibéria, eu vim soltando os rusk (peks,peks)
quebrada vino, é cilada bino,
De espada o franzino, guarda, o fino do fino (uhul)
Senhor do meu destino mano, é lógico,
Sem fada, mas cada play dos menino é mitológico

É só um joguinho, eles disseram
Brincadeira, lero-lero, 
quis me prender na estaca zero!
É só um joguinho, eles disseram
Pra ser sincero e severo
O zé povinho, eu desconsidero
É só um joguinho, eles disseram
Hoje tão igual bobo, 
enquanto  eu pelo globo, reverbero
É só um joguinho eles disseram,
ok, é só um joguinho
Pérae…


É o novo padrão que indexo
Starto a missão, busco dragão, barão,
O chão traga os corpo, perplexo?
Solta o monstrão bolado, tô bravão solado
Sambando em campo minado,
Só pra testar meus reflexo
Marrudo igual 2pac jão, rajada de quack irmão
Tá safe, então, o gold anexo
Ninguém tá salvo, summoners rift é palco
Ajusto alvo e PEI! num campo circunflexo
Tankano as torre doidão, tô pelo time,
Essa união sublime encaixa o côncavo e o convexo
Aqui é favela, quer testar? Tenta tio,
tomar logo um pentakill - esfarelo seu nexo!

Dale dele dele doooly
Vim dando engage, q degola, pistola
Enquanto o fogo engole.
Sem breque, boto pra rodar tipo ah lelek
Do pc, do mac, hashtag hoje tô mec
Problemático no rank ou no rinque
Fiz eles tomar tanto dano que os mano já pensa que é um drink
Porrada assim mano, nem no Killer instinct
Deixei tiltado esses coitado, até o dia seguinte
Semblante tipo beemo, da paz
Tô tipo teemo, cramunhão, eu ein deus é mais
Então respeita, (rexpeita) o nível do game play meu bom
Tá achando que tá na disney… hã - fon! 

É só um joguinho, eles disseram
Brincadeira, lero-lero, 
quis me prender na estaca zero!
É só um joguinho, eles disseram
Pra ser sincero e severo
O zé povinho, eu desconsidero
É só um joguinho, eles disseram
Hoje tão igual bobo, 
enquanto  eu pelo globo, reverbero
É só um joguinho eles disseram,
ok, é só um joguinho
Pérae…


Direção de Arte: Riot Games
Composição: Riot Games, Emicida, Felipe Junqueira e Samuel Ferrari
Produção e Direção Musical: Felipe Junqueira e Samuel Ferrari
Arranjo Metais: Marco Antonio Santos
Metais: Reginaldo 16 Toneladas, Joabe Reis, Itamar Souza e Renato Batista
Backing Vocals: Nina Oliveira e Rita Bastos

League of Legends (LoL) é um game de estratégia que conta com mais de 100 milhões de jogadores em todo o mundo. O CBLoL é realizado no Brasil desde 2012, com duas etapas por ano, e já passou pelo Maracanãzinho (RJ), Arena Allianz Parque (SP), Ginásio do Ibirapuera (SP) e Mineirinho (MG), onde mais de 8 mil pessoas acompanharam a Final, no ano passado. A audiência da decisão, em 2017, foi de 2,6 milhões de espectadores.

Neste ano, a Final realizada no dia 8 de setembro, em Porto Alegre, na arena Araújo Vianna, contou com a presença de mais 3 mil pessoas, que viram a KaBuM! e-Sports  eliminar o Flamengo eSports e se consagrar a melhor equipe brasileira de LoL. O time recebeu o prêmio de R$ 70 mil e ainda garantiu uma vaga no Campeonato Mundial de League of Legends, que acontece em outubro, na Coreia do Sul.

Sobre a Riot Games
A Riot Games foi criada em 2006 por Brandon Beck e Marc Merrill com a intenção de mudar a forma como os games são desenvolvidos para os jogadores. Em 2009, a companhia lançou seu primeiro título, League of Legends, aclamado mundialmente. O game de PC se tornou o mais jogado no mundo e um dos principais impulsionadores do crescimento explosivo dos Esports. Os jogadores são a base da comunidade da Riot e é para eles que a empresa continua a evoluir e a melhorar a experiência em League of Legends. A Riot Games está sediada em Los Angeles, Califórnia, e tem 23 escritórios em todo o mundo.

Sobre Emicida
Da zona norte de São Paulo, Emicida começou a se destacar em 2006 nas batalhas de freestyle e, já em 2009, lançou a mixtape “Pra Quem Já Mordeu um Cachorro por Comida Até que Eu Cheguei Longe”. O trabalho marcou a estreia da empresa que fundou com o irmão, a Laboratório Fantasma, como um selo musical. Seguiu lançando duas mixtapes e dois EPs, até seu primeiro álbum, “O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui” (2013), considerado o disco do ano pela revista Rolling Stone. Em 2015 veio “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, inspirado em uma viagem por Angola e Cabo Verde, e em 2017 gravou seu primeiro DVD, 10 Anos de Triunfo, lançado no mês de maio de 2018.

Emicida na internet