terça-feira, 4 de setembro de 2018

Emicida lança livro Infantil #Amoras


Em seu primeiro livro infantil, Emicida conta uma história cheia de simplicidade e poesia, que mostra a importância de nos reconhecermos nos pequenos detalhes do mundo.

Na música “Amoras”, Emicida canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também”. E é a partir desse rap que um dos artistas brasileiros mais influentes da atualidade cria seu primeiro livro infantil e mostra, através de seu texto e das ilustrações de Aldo Fabrini, a importância de nos reconhecermos no mundo e nos orgulharmos de quem somos - desde criança e para sempre.

O lançamento de “Amoras” acontece no dia 12 de setembro, a partir das 19h30, na Feira Literária da Zona Sul – FELIZS- no Sesc Campo Limpo, com o bate-papo “Produção Literária para Crianças e Identidade Afro-abrosileira”, com Emicida e Kiusam de Oliveira. A mediação é de Rodrigo Casarin e intervenção artística de Jenyffer Nascimento.


Serviço
Data: 12 de setembro (quarta-feira)
Horário: das 19h às 21h30
Local: Sesc Campo Limpo (na Tenda da Comedoria)
Endereço: Av. Nossa Senhora do Bom Conselho, nº 120 - Campo Limpo - São Paulo/SP
Acesso para o público: entrada gratuita, sem retirada de ingressos (a atividade acontece em um espaço aberto)
Classificação indicativa: Livre
 Venda de livros: haverá 3 mesas para vendas de livros: "Amoras", de Emicida, dos livros da escritora Kiusam de Oliveira, e de livros do selo Sarau do Binho que traz escritores e escritoras da região
Autógrafos: A partir das 21h, após o bate-papo, Emicida e Kiusam receberão no palco as pessoas que estiverem com livros de algum dos autores para dar autógrafos e tirar fotos

AMORAS
Páginas: 44
Formato: 20.50 X 20.50 cm
Peso: 0.161 kg
Acabamento: Brochura
ISBN: 9788574068367
Selo: Companhia das Letrinhas

EMICIDA nasceu Leandro Roque de Oliveira, em uma casinha bem pobre na parte norte da cidade de São Paulo. Sua imaginação foi sua melhor amiga e o fez visitar mundos incríveis transformando-se em astronauta, desenhista, guerreiro, pirata, rei, pintor, samurai e muitas outras coisas. Tudo sem sair de casa. Foi brincando com sua imaginação e com as palavras que Emicida descobriu a habilidade que tinha de contar histórias através da poesia, e desde então não parou mais de fazer isso. Durante muito tempo, ele acreditou que várias coisas eram impossíveis, mas hoje acredita no contrário e, através das histórias que conta, prova que tudo é possível.

ALDO FABRINI nasceu em 1988, em São Paulo. Desde cedo devora quadrinhos e assiste a filmes. Designer, trabalha em agência de propaganda e ilustra por obsessão.

Emicida na internet