terça-feira, 16 de outubro de 2018

CRONIXTA lança o urgente e furioso single de “Taxi Driver”


Faixa faz parte do EP de estreia “Coral” - com previsão de lançamento para novembro de 2018
 
Foto: Bruno Segantin e Rafael Galafazi
O músico CRONIXTA está prestes a fincar sua marca na cena com o lançamento de seu EP de estreia, intitulado “Coral” (previsto para novembro de 2018). Enquanto o EP não está nas pistas, CRONIXTA apresenta “Taxi Driver”, single (acompanhado de videoclipe) que reflete traços do momento de tensões expostas em todas as camadas da sociedade brasileira. 
“É necessário o artista se posicionar, não dá pra ficar em cima do muro... Taxi Driver é a infelicidade sobre o mundo escroto que NOIX (sic) fazemos parte, acho o momento belo e trágico pra isso...”, diz o artista, natural de Belém do Pará.
Além de abordar o lado “furioso” da alma humana, e trazer um link com a cor do ódio e da guerra, o preto, a track conta com referências “óbvias” do cinema. “O cinema é algo que alimenta minha arte, alimenta minha alma. Trazer um clássico como Taxi Driver é entender que o filme nosso do dia a dia, e a ´ficção´ que nos cerca, estão interligados independente de tempo e espaço”, explica.
Musicalmente, “Taxi Driver” concretiza uma ponte entre artistas como Chico Science, Sabotage e Speed. O instrumental e os arranjos do single são assinados por NeverMind. Já Giovani Felizati é o nome por trás das guitarras presentes na música. 
A direção do videoclipe é assinada pelo próprio CRONIXTA. Rafael Galafazi é o responsável pela edição, ao lado de Guilherme Comparone. As imagens aéreas ficaram por conta da produtora paraense Tupã Filmes. E o figurino foi idealizado por Renata Denver. O elenco do clipe é: Isa Louise, Renata Denver, Rafael Galafazi e Felipe Maddu. Agradecimentos: House of Bubbles.

EP “Coral”
A nova fase da carreira de CRONIXTA abriu portas conceituais para o músico e as cores da cobra coral (vermelho, preto e branco) dão o tom da obra, que conta com 3 faixas: “Taxi Driver”, “Derê” e “Coral”. 

“Esse trabalho representa minha mistura entre as selvas de pedra e a Amazônica. Trazer a cobra coral é entender minha relação com o bicho que somos”, diz CRONIXTA. "O conceito é ligar as cores da cobra coral aos sentimentos, me desafiar visualmente e trazer minha multiculturalidade de cima do mapa e minhas facetas como músico, artista plástico e diretor audiovisual", completa.

Assista:


 
Ainda como Dime Cronista, o músico lançou, em 2017, o bem-sucedido single “Primatas”- boombap com participação de Djonga e Garoá. O clipe atingiu a marca de 500 mil views e deu o pontapé inicial em sua carreira solo (antes ele fazia parte do grupo Cronistas da Rua).
 
Diversos singles foram lançados desde então: “Volta Seca” - com participação dos irmãos e vocalistas do Medulla, Keops & Raony; “Remoso”; “Belhell”; “Hitchcock”, pelo projeto Prefácio (do canal UCLÃ) e o cover de “Zé do Caroço” (Leci Brandão).