segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Cine Matilha recebe 12a Mostra de Cinema e Direitos Humanos


Cine Matilha recebe 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos com todas as sessões gratuitas. Nesta edição, a Mostra terá como tema os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Abertura oficial no Cine Matilha
Data: 27/11/18, a partir das 18h.
Com a exibição dos filmes "Nós" e "Do Outro Lado".
Entrada gratuita.

A Mostra centra-se no reconhecimento da conjunção entre audiovisual e os Direitos Humanos como um instrumento efetivo na construção de uma cultura de Direitos Humanos, baseada na reflexão e na participação da sociedade.

Realização: Ministério dos Direitos Humanos
Produção: ICEM
Produção Local: Grão Filmes

Terça-Feira 27/11

15h - Programa 7 - Mostra Panorama - À Espera (Moçambique, 2016, 22 min) + Chega de Fiu Fiu (Brasil, 2018, 73 min) - 14 anos

17h - Programa 4 - Mostra Temática - Heróis (Brasil, 2018, 70 min) - Livre

18h - Coquetel de Abertura

19h - Abertura Oficial - Programa 11 - Mostras Panorama - Nós (Brasil, 2016, 5min) + Do Outro Lado (Brasil, 2018, 14 min) - Livre

Quarta-Feira 28/11

15h - Programa 16 - Mostra Panorama - Menina de Barro (Brasil, 2018, 97 min) - 16 anos

17h - Programa 2 - Mostra Temática - Eduardo Galeano Vagamundo (Brasil, 2018, 72 min) - Livre

19h - Programa 3 - Mostra Temática - Henfil (Brasil, 2018, 74 min) - 12 anos

Quinta-Feira 06/12

15h - Programa 17 - Mostra Panorama - Sociedade Etiquetada (Brasil, 2018, 5 min) + Tente Entender o que Tento te Dizer (Brasil, 2018, 85 min) - 12 anos

17h - Programa 1 - Mostra Temática - Café com Canela (Brasil, 2017, 100 min) - 14 anos

19h - Programa 5 - Mostra Temática - Histórias da Fome no Brasil (Brasil, 2017, 52 min) - Livre

20h - Debate de encerramento.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA
Terça-Feira 27/11

15h - Programa 7 - Mostra Panorama - À Espera (Moçambique, 2016, 22 min) + Chega de Fiu Fiu (Brasil, 2018, 73 min) - 14 anos

À Espera

Em Moçambique, 39% de meninas se casam antes dos 15 anos com homens mais velhos que elas, fazendo com que o país se encontra em 10 lugar entre os países mais afetados pelos casamentos prematuros, negando seus direitos como o da Educação e de serem o que elas quiserem.

Chega de Fiu Fiu

O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres?

17h - Programa 4 - Mostra Temática - Heróis (Brasil, 2018, 70 min) - Livre

A judoca Rafaela Silva foi a primeira atleta da delegação brasileira a ganhar uma medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016, levando toda nação as lágrimas. Popople Misenga, o congolês convidado a participar da delegação composta por refugiados, fez o mesmo. Além disso, como esquecer de Rogério Sampaio e o ouro no mesmo esporte durante as Olimpíadas de Barcelona em 1992. A partir de uma abordagem heroica, a carreira desses desportistas é transformada em filme.

18h - Coquetel de Abertura

19h - Abertura Oficial - Programa 11 - Mostras Panorama - Nós (Brasil, 2016, 5min) + Do

Outro Lado (Brasil, 2018, 14 min) - Livre

Nós

O filme mostra a trajetória cíclica dos refugiados através dos tempos, uma reedição de

acontecimentos passados.

Do Outro Lado

Às vésperas de uma importante decisão, a juíza da Corte Suprema de Taiwan recebe uma carta inesperada.

Quarta-Feira 28/11

15h - Programa 16 - Mostra Panorama - Menina de Barro (Brasil, 2018, 97 min) - 16 anos

A jovem Diana é uma garota habilidosa e especial. Na aurora de seus 12 anos de idade já carrega uma bagagem de conhecimento e talento que se mostra difícil de lidar: ela traz a estigmatizada e dadivosa marca de ser superdotada. Entre a solidão e a curiosidade, entre a agressividade e o carinho, Diana vai tecendo uma auto-crítica minuciosa ao passo que descobre a força do conhecimento e da amizade para liberar seus impulsos mais solidários. Ao mesmo tempo que busca "combater" o Bullying em sua escola, Diana precisará estar pronta para enfrentar seus problemas de família, seu coração e uma fúria típica daqueles que não se contentam com a apatia alheia. Demais para uma garotinha? Sinta-se convidado para descobrir de qual barro são feitas as guerreiras.

17h - Programa 2 - Mostra Temática - Eduardo Galeano Vagamundo (Brasil, 2018, 72 min) - Livre

Amigos e profissionais do mundo artístico contam suas lembranças do escritor e jornalista uruguaio Eduardo Hughes Galeano, que faleceu em 2015. A trajetória de Galeano, autor do livro "As Veias Abertas da América Latina", foi fortemente marcada pelo seu desejo de conhecer o mundo sempre buscando estar em contato com as belezas da vida.

19h - Programa 3 - Mostra Temática - Henfil (Brasil, 2018, 74 min) - 12 anos

O documentário registra uma proposta curiosa feita a uma turma de jovens

animadores: tentar trazer para a atualidade as obras do cartunista, jornalista e ativista

brasileiro Henrique de Souza Filho, o Henfil. Além desse processo, o filme traz

depoimentos de amigos e revelações sobre como o artista hemofílico lidava com sua

doença e utilizava seus desenhos como instrumento de luta contra a censura política de sua época.

Quinta-Feira 06/12

15h - Programa 17 - Mostra Panorama - Sociedade Etiquetada (Brasil, 2018, 5 min) + Tente Entender o que Tento te Dizer (Brasil, 2018, 85 min) - 12 anos

Sociedade Etiquetada
Fernando, um homem gay, vive em uma sociedade que os rótulos sociais, que são dados a nos por outras pessoas, são vistos a olho nu, e ele tem que suportar o dia a dia dentro dessa sociedade cada dia mais cansado.

Tente Entender o Que Eu Tento Dizer

Tente Entender é um documentário sobre a força do coletivo e da militância na transformação das pessoas e de uma realidade marcada pelas barreiras impostas pelo HIV. Um contraponto à desinformação, o filme mostra que a vida é rica em possibilidades ao acompanhar a vida de 6 personagens soropositivos das mais variadas classes sociais, profissões, orientações sexuais e religiosas em seu cotidiano.

17h - Programa 1 - Mostra Temática - Café com Canela (Brasil, 2017, 100 min) - 14 anos

Após perder o filho, Margarida (Valdinéia Soriano) vive isolada da sociedade. Ela se separa do marido Paulo e perde o contato com os amigos e pessoas próprias. Um dia, Violeta (Aline Brunne) bate à sua porta. Trata-se de uma ex-aluna de Margarida, que assume a missão de devolver um pouco de luz àquela pessoa que havia sido importante pra ela na juventude.

19h - Programa 5 - Mostra Temática - Histórias da Fome no Brasil (Brasil, 2017, 52 min) - Livre

“Histórias da Fome no Brasil” mostra uma cronologia da fome no país. Do Brasil Colônia, onde foram plantadas as sementes das desigualdades sociais, até as políticas públicas recentes que culminaram na saída do Brasil, em 2014, do Mapa da Fome divulgado pela ONU, retratamos como se deu o enfrentamento deste mal por parte da sociedade e do governo. A importância da superação da fome pode ser dimensionada quando consideramos que este flagelo perdurou durante séculos em nosso país e que até recentemente não se vislumbrava a história da crença de que ela era uma fatalidade que nunca reverteríamos, o filme nos aponta o pensamento daqueles que “nadaram contra a corrente”, como Josué de Castro, Dom Helder, Betinho e tantos outros, que acreditaram que a fome era um mal reversível, ocasionada pelos próprios homens e suas políticas.

20h - Debate de encerramento.

Sobre o Cine Matilha:

O Cine Matilha é um ambiente "pet-friendly" e recebe constantemente o público com seus pets . O espaço possui 68 lugares, além de 2 lugares para cadeirantes.

Programação gratuita mediante a doação de 1 kilo de alimento não perecível, roupas, brinquedos, livros e produtos para higiene pessoal para crianças e adultos.

Sobre a Matilha Cultural:
Com nove anos completados em maio de 2017, a Matilha Cultural é uma entidade independente e sem fins lucrativos instalada em um edifício de três andares, localizado no centro de São Paulo. Integra um espaço expositivo, sala multiuso, café, além de um cinema com 68 lugares. Fruto do ideal de um coletivo formado por profissionais de diferentes áreas, a Matilha foi aberta em maio de 2009 e tem como principais objetivos apoiar e divulgar produções culturais e iniciativas socioambientais do Brasil e do mundo.

MATILHA CULTURAL - www.matilhacultural.com

Rua Rego Freitas, 542 - São Paulo - Tel.: (11) 3256-2636

Horários de funcionamento: terça-feira a domingo, da 12h às 20h/ exceto sábados: 14h às 20h

Wi-fi grátis. Cartões: VISA (débito/ crédito)

Entrada livre e gratuita, inclusive para cães