segunda-feira, 26 de novembro de 2018

Companhia Antropofágica estreia EMERGÊNCIA no Espaço Pyndorama


EMERGÊNCIA é a mais nova peça da

Companhia Antropofágica que reflete sobre o momento atual da Humanidade e em como a arte se comporta diante dele. As apresentações serão no Espaço Pyndorama com ingressos gratuitos

Companhia Antropofágica apresenta temporada de estreia de novo espetáculo 

No dia 04 de dezembro de 2018, a Companhia Antropofágica de Teatro estreia seu mais novo espetáculo: EMERGÊNCIA, uma sigla para Espasmos Mnemônicos Extra Reacionários Geradores de Experiências sobre Natureza e Cultura de Ilações Anti-capitalistas. “A relação entre Humanidade e Natureza nos conduzindo a uma História que está em Estado de Emergência”. A temporada acontece na sede do grupo, o Espaço Pyndorama, com apresentações de 04 a 21 de dezembro, com entrada gratuita. 

Partindo da urgência em se pensar outros projetos de Humanidade, a montagem faz alusão ao momento caótico em que o mundo se encontra, caminhando para o limite da finitude do globo - o colapso das relações de natureza e subjetividade.

Para a criação de EMERGÊNCIA, o grupo se debruçou sobre os processos e procedimentos artísticos de movimentos do final do Século XIX e início do Século XX - Expressionismo, Dadaísmo, Surrealismo, Pop-Art, entre outros - a fim de devorar na prática seus mecanismos de resposta à realidade. Este período foi escolhido por conta das profundas rupturas que trouxe ao universo da arte, expressas nas obras e nos diversos manifestos publicados pelas muitas correntes artísticas coexistentes - muitas vezes opostas entre si.

Trazendo contribuições valiosas do teatro épico de Bertolt Brecht e do teatro de memória de Tadeusz Kantor, e da dramaturgia imponderável de Gertrude Stein, neste processo criativo a Antropofágica optou por se distanciar do teatro como referencial primário. O grupo buscou inspiração em outras linguagens, para entender como os artistas do período respondiam artisticamente aos acontecimentos de seu tempo e como foi estabelecida a relação direta entre a história do período com a história da arte. 

A peça foi construída e referenciada em artistas como Mary Wigman, com sua obra "Hexentanz" (1914 - 1930), Kazimir Malevich, e seu "Quadrado branco sobre fundo branco" (1918), Marcel Duchamp, com a “Fonte” (1917) - considerada por muitos críticos a maior obra do século XX - e trechos de entrevistas do artista sobre a obra. 

Nesse processo a Antropofágica identifica uma linha histórica que remonta ao Romantismo, de movimentos artísticos que estabelecem uma tensão com o que está dado e destilam a arte como disparadora de expressões críticas. Com isso o grupo almeja refletir sobre o teatro atual e o seu próprio fazer artístico, para mais uma vez reinventar-se através de uma provocação que questiona o próprio coletivo, com todos os desafios, percalços e contextos históricos inerentes ao período em que vivemos.

Além da estreia de EMERGÊNCIA, no dia 22 de dezembro, a Companhia Antropofágica convida o público para uma atividade especial de encerramento. Neste dia acontece o Kabaré Antropofágico e também o lançamento de mais uma edição da Revista Bucho Ruminante, no Espaço Pyndorama. 

Estas ações fazem parte da programação do projeto [D.E.T.O.X] - Devising Experimental da Toxicologia do Objeto X contemplado na 31ª Edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, que parte da necessidade da Companhia de aprofundar as pesquisas sobre questões eco-ambientais contemporâneas, a fim de operar a ponte entre um pensamento desenvolvido no início do século XX e os processos de devastação do planeta atualmente em curso. 

Uma proposta de pesquisa sintetizada no conceito de Modernidade Tóxica: uma ampla toxicologia dos muitos projetos modernos que coabitam no país, abrangendo desde questões do manejo ecológico do solo como oposição aos agrotóxicos industriais até a dimensão metafórica do conceito de tóxico presente na arte, na literatura, no teatro e em manifestações diversas da indústria cultural.

A Companhia Antropofágica é um grupo criado em 2002 que tem a antropofagia como princípio motivador de seu processo sócio-artístico, com um histórico que envolve inúmeros processos de criação, estudo e experimentação, reconhecidos por prêmios e indicações. Desde sua criação, o grupo opta por pesquisar procedimentos, gêneros, autores e textos ligados à tradição das formas híbridas, muito propícias ao ideal antropófago que o move.



SERVIÇO – EMERGÊNCIA

Sinopse: A Antropofágica apresenta sua nova peça E.M.E.R.G.Ê.N.C.I.A: Espasmos Mnemônicos Extra Reacionários Geradores de Experiências sobre Natureza e Cultura de Ilações Anti-capitalistas. Uma máquina teatral que estabelece um jogo permanente entre a História da Arte e a História da Humanidade, buscando responder à urgência da realidade cotidiana, histórica, individual e coletiva, sob a égide de uma modernidade tóxica.

Estreia: 04 de dezembro de 2018

Temporada: 04 a 21 de dezembro de 2018

Horários: De terça a Sexta-feira às 20h / Sábado e Domingo 19h e 21h (duas sessões)

Kabaré Antropofágico e Lançamento da Revista Bucho Ruminante: 22 de dezembro de 2018 - 20h



Preço: Gratuito - Classificação Indicativa: 18 anos

Local: Espaço Pyndorama - Endereço: Rua Turiassú, 481 – Fundos – São Paulo - SP



Mais informações: 11 38710373 / contato@antropofagica.com