quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Drik Barbosa, Don L, Preta Rara, Rico Dalasam e Flora Matos são alguns dos artistas do Favela Sounds 2018


Favela Sounds 2018 anuncia a programação
A 3ª edição do festival de Brasília traz a cultura e a música de periferias do Brasil em programação gratuita

A 3ª edição do Favela Sounds - Festival Internacional de Cultura de Periferia - acontece no Distrito Federal, de 19 a 24 de novembro de 2018, sob a temática do Afrofuturismo. Totalmente gratuito e democrático, o evento promove shows e leva oficinas e debates para as escolas públicas e quebradas do DF, suas regiões administrativas e inclusive para o sistema socioeducativo, a fim de propor novas perspectivas profissionais na cadeia da cultura para menores em privação de liberdade.

“Mais uma vez estamos ocupando o centro político do país com uma programação que não costuma chegar neste local. E agora, assumindo a estética do Afrofuturismo, desde a brilhante identidade visual criada pelo artista gráfico @pomb, até a representatividade dos artistas elencados”, comemora a coordenadora geral do festival Amanda Bittar.

Nos dias 23 e 24/11 a programação é musical. O Baile acontece na região central e turística de Brasília, em frente ao Museu Nacional da República, promovendo a circulação das favelas pelo centro político do país. Haverá 20 ônibus realizando transfers periferia-centro e todos os shows são abertos, livres e gratuitos.

O Baile apresenta 26 artistas do país. Esse é o lineup do festival com mais representações de estados brasileiros: vai ter artista do Pará, Ceará, Pernambuco, Bahia, Espírito Santo, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. Do exterior, vem o DJ Marfox de São Tomé e Príncipe, radicado em
Lisboa, responsável pela festa “Noite Príncipe”, uma das principais noites de afrohouse da Europa (na Music Box).

“São todos nomes vindouros da música brasileira e grandes referências nas quebradas de onde vêm, representando cenas legítimas para a produção musical”, aponta Guilherme Tavares, diretor artístico e coordenador geral do festival, ao lado de Amanda.

Na primeira edição do Favela Sounds compareceram 12 mil pessoas, na segunda o público foi de 25 mil. Para essa terceira edição, a expectativa é de que 30 mil pessoas compareçam nos dias do evento.

Este ano, o festival ainda homenageia o Mr. Catra que foi o primeiro incentivador do Favela Sounds. 

Atenção para o super lineup, que conta com tradução em libras dos shows):


Bia Ferreira (MG)
Deize Tigrona (RJ)
DJ Janna (DF)
DJ Kashuu (DF)
Donas da Rima (DF)
Don L (CE)
Drik Barbosa (SP)
Fabríccio (ES)
Flávio Renegado (MG)
Flora Matos (DF/SP)
Forró Red Light (DF)
Hiran (BA)
Hodari (DF)
Juliana Borges (SP)
Keila (PA)
La Furia (BA)
Marfox (STP/POR)
Marmitos (DF)
MC Tha (SP)
MC Tocha(PE)
Na Batida do Morro (DF)
Pepita (RJ)
Preta Rara (SP)
Rico Dalasam (SP)
Sandrinho Contexto (RJ) 
DJ de Mr. Catra
YoruBeat (DF)


Favela Sounds é realizado pela Um Nome Produção e Comunicação (empresa do DF), com patrocínio da Oi e Ambev, por meio da Lei de Incentivo à Cultura do DF, além de apoio da Oi Futuro.