Foi durante sua tour na América do Sul, realizada em junho deste ano, que Emicida conheceu Guanaco, rapper do Equador que fez uma participação no show do brasileiro em Quito. A parceria saiu dos palcos e virou uma participação de Emicida em  "Cholonización",  novo single do rapper equatoriano Guanaco, que dá nome a seu novo álbum, que será lançado em 2019. Emicida participa tanto da música como do clipe, que estreia hoje, 5 de novembro, no YouTube. 


O clipe foi dirigido por Javier Salazar, da Nación Films que com o vídeo quer mostrar como latino americanos se apropriam da palavra “cholo”, que na região é sinônimo de discriminação, mas que em sua origem faz referência a população mestiça, filhos de índios da América do Sul com europeus. "Procuramos reconhecer o 'cholo' e empoderá-los de nossa identidade mostrando através  das imagens força e orgulho desse povo, diz o diretor” O videoclipe também traz imagens da instalação do artista Fidel Eljúri, que reinterpreta os rituais indígenas.



A música foi produzida por Guanchaka que, com samplers e sintetizadores constroem um esquema de seis oitavos, ritmo pouco usado   no rap, mas muito comum na música ancestral equatoriana O tema tem ares musicais de cumbia e conta também com sonoridades como a do berimbau brasileiro. A canção é uma abraço sul-americano entre o Pacífico e o Atlântico, que mesmo estando relativamente próximos, muitas vezes não se comunicam.
Assista:

O que tem a dizer?