quinta-feira, 8 de novembro de 2018

Espetáculo “Lótus” apresenta afetividade e solidão da mulher negra


Mulher negra é poesia, possui um mundo particular de amor, superação, beleza e vida, dentro de um contexto de solitude. Neste mês da Consciência Negra, o Espetáculo “Lótus”, protagonizado pela atriz Danielle Anatólio, apresenta o universo de mulheres que trazem em suas afetividades histórias invisibilizadas pelo imaginário social. Com exibição nos dias 16 e 17, às 20h e no dia 18, às 19h, no Teatro Municipal Ziembinski, na Tijuca.

Lótus  é um espetáculo que tem como ponto de partida a linguagem poética feminina. A peça trata sobre hiper sexualização do corpo negro feminino, beleza, superação, amor e vida, dentro de um contexto de solidão em que está inserida a mulher negra contemporânea. Além disso, mostra os caminhos que essas mulheres encontram para resistir e reexistir.

Dados apontam que mulheres negras são as que menos casam. Segundo levantamento do Censo de 2010, 52,52%, mais da metade das mulheres negras não vivem em união, independentemente do estado civil. Esse dado é composto por diversos contextos históricos e afetivos que o espetáculo se propõe a fazer o público refletir.

A peça é que já circulou em Salvador, Belo Horizonte e Rio de Janeiro, se baseia no contexto de mulheres de diferentes faixas etárias. “Lotus” é acima de tudo um espetáculo sobre a sensibilidade das mulheres negras.

Danielle Anatólio - Atriz e Mestra em Artes Cênicas/UNIRIO, pesquisadora de Corpos Negros Femininos nas Performances. Militante pelas causas raciais, em especial dos direitos das mulheres negras artistas. É mineira, de família Matriarcal e atualmente reside no Rio de Janeiro onde faz parte da Curadoria do CORPAS - Encontro de Performances de Mulheres Negras-RJ.


O Teatro Municipal Ziembinski fica localizado na Rua Urbâno Duarte, número 30, Tijuca, Rio de Janeiro.


SERVIÇO:

LÓTUS
Teatro
Datas: 16 e 17 de Novembro às 20h, 18 de Novembro as 19h.
Valor: R$ 20 inteira e 10,00 meia
Classificação: 16 anos

FICHA TÉCNICA:

CONCEPÇÃO, DRAMATURGIA e ATUAÇÃO: Danielle Anatólio
POESIAS: Cristiane Sobral, Lívia Natália, Mel Adùn
PRODUÇÃO: Coletivo Taculas
PERCUSSÃO: Dai Ramos
DIREÇÃO DE MOVIMENTO: Valéria Monã
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Laís Monteiro
FIGURINO: Renato Carneiro
ILUMINAÇÃO: Jaqueline Calazans
DESIGN GRÁFICO: Amanda Nascimento
FOTOGRAFIA: George Magaraia
EDIÇÃO DE VÍDEO: Naira Évine