segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Raphael Warlock, MC assumidamente gay, lança o seu segundo álbum de estúdio, "Versos Oníricos do Ontem"


Raphael Warlock, MC assumidamente gay de Florianópolis, lança o seu segundo álbum de estúdio, "Versos Oníricos do Ontem"


Concebido em um cenário hostil às minorias, tanto LGBT+ quanto não-brancas, o segundo álbum de Raphael Warlock é uma extensão do seu disco de estreia, o Vilão Órfão de Vilania, lançado em janeiro deste ano. Em Versos Oníricos do Ontem, o rapper sulista sintetiza em 19 faixas assuntos que lhe tiram o sono, e pra isso traz convidados como JuPat, Elito, Faustino Beats, Siamese e Rodrigo Zin entre outros.

O título é oriundo da história em quadrinhos “Sandman” de Neil Gaiman, onde há um arco intitulado “Contos Oníricos do Ontem”. Influenciado por álbuns como “4:44” de Jay-Z, “Lemonade” de Beyoncé e “Laila’s Wisdom” de Rapsody, Warlock mostra o seu lado mais íntimo e agressivo ao longo do disco.

“A ideia era continuar na pegada suja do primeiro álbum, só que agora com temas variados. Você ouve por exemplo as músicas Injúria e Metflix, que são completamente diferentes, mas ao mesmo tempo igualmente agressivas, por exemplo.”

Passeando entre temas, o disco aborda principalmente o racismo e a homofobia da forma mais cru possível, isso no meio de diversas críticas ao cenário do rap na perspectiva LGBT+.

Ouça agora o segundo álbum de Raphael Warlock, Versos Oníricos do Ontem:



instagram: rapha_warlock
twitter: @raphaelwarlock