sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

Última edição do ano do "Rael Convida" promove reencontro do cantor com seu antigo grupo, Pentagono




A última edição de 2018  do programa do cantor Rael no YouTube, que promove encontros com outros artistas, traz um momento especial: a reunião com o Pentagono, primeiro grupo do cantor e MC. Eles reinterpretam seus antigos hits, agora em formato acústico com voz e violão. Surgido em 2001, o Pentagono foi um dos responsáveis por mudar o cenário do rap no Brasil, trazendo mais melodia ao gênero, assim como variações de levadas na rima que eram pouco conhecidas, como o speedflow (rima em alta velocidade) e o rap mais cantado, que lembra muito o estilo ragga, da Jamaica. Após lançar quatro discos, o grupo decidiu pausar a operação e cada integrante seguiu com sua carreira solo.

"Quando a gente tocava essas músicas para  pessoas que não eram do rap, elas ficavam atraídas e começavam a trazer outro público para os shows", relembra Rael. Dentre as diversas músicas compostas pelo Time do Loko, como também eram conhecidos, a escolhida para ser reinterpretada no “Rael Convida foi pelo clássico “O Moio", que colocou o Pentagono na cena, inclusive ganhando as rádios. Ganhou versão acústica também a faixa “O Q”, uma love song criada a partir de um conselho do DJ KL Jay, que disse aos MC's que as músicas deles eram muito rápidas, que nem um foguete, e que elas não dariam certo, então o foco deveria ser nas músicas de amor. Fechando a série, a música "Se Mova", leve e inspiradoraque coube como uma luva no formato voz e violão.

Além de Rael, o Pentagono era formado pelos MC's Apolo, que lançou o disco “Apologia” e segue criando novas músicas; Massao, que se prepara para lançar o projeto “Original Marginal Rap” como artista independente e M’Sário, que lançou "Sangue de Leão" (2015) e o EP "Indefinido" em 2017. Também faziam parte do grupo o DJ Kiko e o MC Dodiman. 

Sobre uma possível volta do Pentagono, a questão fica no ar, mas todos  seguem amigos e se encontrando sempre que possível, cada um com sua "parada". "A galera sempre pergunta porque parou, mas a gente teve uma escolha em conjunto. Isso aqui é um grupo, mas cada um tem sua parada. A gente sempre quis fazer isso. O Dodiman falava 'então faz um disco ceis dois, depois faz outros dois, eu faço um solo e pá", conta M'Sário.

Rael Convida é um programa mensal que já contou com as participações de Criolo, Drik Barbosa, Negra Li, Black Alien, Thiaguinho Di Ferrero e Mariana Nolasco. Os vídeos estão disponíveis no canal do Rael no YouTube e as músicas nas plataformas digitais.

Para assistir:



  
Ficha Técnica
Projeto idealizado por: Rael e Marina Santa Clara Yakabe
Roteiro: Rael e Marina Santa Clara Yakabe
Direção executiva: Evandro Fióti 
Produção executiva: Raissa Fumagalli
Assessoria jurídica: Tiago Barbosa e Guilherme Nunes
Imagens: Victor Balde 
Montagem, edição e finalização: Victor Balde

Motion: Adilson MP

Todas as faixas foram gravadas por Tofu Valsechi no Lab Estúdio
Todas as faixas foram mixadas por Maurício Cersosimo no Lab Estúdio
Todas as faixas foram masterizadas por Maurício Gargel no estúdio Gargel Mastering


Uma produção Laboratório Fantasma Produções 

Sobre Rael
Nascido e criado na zona sul de São Paulo, no Jardim Iporanga, o cantor e MC Rael começou a construir sua história no rap com o grupo Pentágono, que se tornaria referência no rap nacional. Em 2010, lançou seu primeiro disco solo, "MP3 - Música Popular do Terceiro Mundo", com o qual teve a chance de rodar o Canadá em turnê. Em 2013 veio “Ainda Bem que Eu Segui as Batidas do Meu Coração”, o primeiro pelo selo Laboratório Fantasma, produzido pelo duo norte-americano K-Salaam & Beatnick. Em 2013, Rael também viu seu “Ainda Bem” indicado ao prêmio de melhor álbum de música compartilhada no Prêmio Multishow. Em 2014, colocou nas ruas o EP “Diversoficando”, do sucesso “Envolvidão”. No final de 2016, o álbum “Coisas do Meu Imaginário”, com produção de Daniel Ganjaman, rendeu a Rael o Prêmio da Música Brasileira de Melhor Cantor Pop/Rock/Reggae/Hip Hop/Funk e uma indicação ao Grammy Latino de melhor álbum na categoria Urban com Rael como único concorrente brasileiro. 

Sobre Pentagono
Pentagono foi  um grupo de rap de São Paulo com cinco integrantes: Rael, Apolo, Massao, Dodiman, Paulo M'Sário e DJ Kiko. Surgido em 2001, seu primeiro disco foi o Microfonicamente Dizendo (2004), rendendo indicação na categoria "Revelação" do Prêmio Hutúz, tradicional e mais importante no gênero rap, e também como as "Maiores Revelações da Década" no mesmo prêmio. Em 2008, a banda lançou seu segundo trabalho, o álbum Natural, que mescla o rap com pop e reggae. Junto com ele foi lançado um single, "É o Moio", que, executado nas rádios e na TV. O grupo anunciou o encerramento dos seus trabalhos em um show no dia 17 de outubro de 2013. Cada integrante do "Time do Loko" seguiu carreira solo ou trabalhando em novas parcerias.

Rael na Internet
Site Oficial: raeloficial.com 

Lab Fantasma na Internet