terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Grupo Pandora de Teatro apresenta COMUM em Mostra de Repertório comemorativa!


Grupo Pandora está comemorando 15 anos com uma grande Mostra de Repertório. De 25 de janeiro até 02 de fevereiro o grupo apresenta sua mais nova montagem: COMUM, com entrada gratuita!

Grupo Pandora apresenta COMUM no CEU Perus e na Ocupação Artística Canhoba

De 25 de janeiro à 02 de fevereiro de 2019, o Grupo Pandora de Teatro apresenta o espetáculo COMUM no CEU Perus e Ocupação Artística Canhoba - Cine Teatro Pandora como parte de uma Mostra de Repertório comemorativa que marca os 15 anos de trajetória do grupo.

Além do espetáculo COMUM, outras três obras integram a Mostra de Repertório: Nomes Para Furacões (2017), que acaba de encerrar a primeira temporada em Perus, Relicário de Concreto (2013) e Ricardo III Não terá lugar ou Cenas da Vida de Meierhold (2015).

O espetáculo COMUM estreou em 2018 com enorme sucesso de público e de crítica, e foi apresentado em diversos espaços importantes da cena teatral. Agora a montagem volta a ser apresentada como parte de programação de aniversário do Grupo Pandora.

O espetáculo COMUM tem como eixo norteador o período ditatorial brasileiro e a descoberta da vala clandestina do Cemitério Dom Bosco em 1990, local que fica a cerca de 2 quilômetros da sede do grupo em Perus - a Ocupação Artística Canhoba. Uma vala comum com mais de mil ossadas, onde foram identificados desaparecidos políticos e cidadãos mortos pela violência da ditadura militar.
A revelação da existência de uma vala clandestina dentro de um cemitério oficial, desencadeou um processo de busca da verdade sem precedentes no país. A vala comum do Cemitério Dom Bosco foi apresentada ao mundo como um dos muitos crimes cometidos pelo regime surgido com o golpe de estado de 1964, e trouxe a crueldade da ditadura militar à tona no começo dos anos 1990. Até ali, o desaparecimento de pessoas, os falsos tiroteios e atropelamentos, as marcas de tortura e dores da perda, pertenciam apenas ao universo dos familiares, sobreviventes e amigos.

Neste importante momento do país, o Grupo Pandora convida o público a  relembrar um período polêmico da história do Brasil que não deve ser esquecido.

A "Mostra de Repertório - Grupo Pandora de Teatro - 15 anos" faz parte do projeto "Reminiscências" contemplado pela 30ª edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro da Cidade de São Paulo.

Através desta Mostra de Repertório, o Grupo Pandora explora a possibilidade de apresentar parte de sua história construída ao longo de 15 anos. Os quatro espetáculos que compõem a mostra salientam aspectos relevantes da trajetória do grupo e contam sua história, através de seus processos criativos e encenações.  
Grupo Pandora de Teatro - Mostra de Repertório - 15 anos - Programação PERUS:

Espetáculo: COMUM (2018)
Sinopse: Três histórias ligadas à descoberta de uma vala comum clandestina criada no período da Ditadura Militar Brasileira. A busca de um filho por informações de seus pais desaparecidos políticos. O dilema de dois coveiros encarregados da criação de uma vala. Uma jovem estudante que se aproxima do ativismo político. 1970/1990 épocas distintas se entrelaçam nos fragmentos dessas histórias e evidenciam causas e consequências. Inspirado na história da vala comum do Cemitério Dom Bosco no bairro de Perus, São Paulo/SP. Duração: 110 min - Faixa etária: 12 anos
Quando: 25 de janeiro de 2019 - sexta-feira - às 18h
26 de janeiro de 2019 - sábado - às 18h
Local: CEU Perus - Endereço: Rua Bernardo José Lorena, s/n - Perus
Quando: 01 de fevereiro de 2019 - sexta-feira - às 20h
02 de fevereiro de 2019 - sábado - às 19h
Local: Ocupação Artística Canhoba - Endereço: Rua Canhoba, 299 - Perus

Espetáculo: Relicário de Concreto (2013)
Sinopse: Espetáculo inspirado nas memórias dos trabalhadores da Fábrica de Cimento Portland Perus e na Greve dos Queixadas. Jovem procura emprego em uma fábrica de cimento, vê-se enredado por uma atmosfera de sonho e memória, onde cenas de um passado não muito distante irão misturar-se à suas angústias e preocupações modernas.  Passado e presente apresentam-se em uma única trajetória lírica, poética na qual a dualidade Queixada/Pelego é extrapolada em cenas e fragmentos de uma complexa rede de relações. Duração: 75 minutos - Indicação: Livre
Quando: 08 de fevereiro de 2019 - sexta-feira - às 20h
09 de fevereiro de 2019 - sábado - às 19h
15 de fevereiro de 2019 - sexta-feira - às 20h
16 de fevereiro de 2019 - sábado - às 19h
Local: Ocupação Artística Canhoba - Endereço: Rua Canhoba, 299 - Perus

Espetáculo: Ricardo III não terá lugar ou cenas da vida de Meierhold (2015)
Sinopse: Um fuzilamento. Um ensaio de teatro. Um casal que conversa sobre a vida. Um filho que nasce. Uma peça censurada. Um chefe de Estado que prepara uma refeição aos artistas. Um ator com medo de interpretar o tirano “Ricardo III” de Shakespeare. Dramaturgia de Matéi Visniec inspirada no último pesadelo do encenador russo Vsévolod Meierhold antes de ser assassinado na prisão em 1940 por ordem do Generalíssimo, a peça trata da censura política, da vida de Meierhold e da força do teatro. Duração: 80 minutos - Indicação: Livre
Quando: 22 de fevereiro de 2019 - sexta-feira - às 20h
23 de fevereiro de 2019 - sábado - às 18h
01 de março de 2019 - sexta-feira - às 20h
02 de março de 2019 - sábado - às 18h
Local: CEU Perus - Endereço: Rua Bernardo José Lorena, s/n - Perus


Informações: grupopandoradeteatro@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow Us