quinta-feira, 7 de março de 2019

Dança nas Bordas chega a 3ª edição com espetáculos e programação totalmente gratuita


De 21 de março a 13 de abril de 2019 acontece em São Paulo a 3ª edição do DANÇA NAS BORDAS, mostra de dança que reúne artistas que produzem dança nas periferias da capital paulista. A programação é TOTALMENTE GRATUITA e reúne workshops, exibição de vídeos, rodas de conversa, espetáculos de dança, oficinas e intervenções de diversos grupos e companhias. Organizado pela Cia. Diversidança, o evento acontece no Espaço Cultural CITA, que fica na Rua Aroldo de Azevedo, 20, Jardim Bom Refúgio. A Mostra tem apoio do PROAC Festival de Artes II da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

O Dança nas Bordas surge com a necessidade de fomentar a produção de dança da zona sul, além de convidados e artistas de outras periferias e municípios do Estado. O evento notabiliza-se por informar o público sobre as diferentes manifestações que a dança pode agregar exibindo uma programação eclética e recheada de diferentes formas de criar e pensar a dança, que, desta forma, comprova toda a diversidade e pluralidade que a produção periférica é capaz de realizar. Além dos espetáculos gratuitos, o Dança nas Bordas pode ser uma ferramenta de informação para profissionais e interessados em dança, pois traz desde assuntos como criação de trilha sonora para espetáculos a discussões sobre o que é ser artista, ou mesmo oficinas de dança e baile de dança de salão.

“O evento evidencia o que a periferia tem de melhor: artistas das danças urbanas, clássicas, contemporâneas, populares e de salão, que fomentam, produzem, articulam a linguagem nas bordas da cidade, por meio de apresentações, vivências, exibições e diálogos para toda a população, potencializando o legado da dança periférica em São Paulo”, explica Rodrigo Cândido, diretor geral, artístico, interprete-pesquisador da Cia Diversidança e idealizador do projeto.

Programação Dança nas Bordas - 3ª Edição

De 21 de Março á 13 de Abril de 2019

21 de Março de 2019, Quinta-feira

Especial Coletivo Olhares de Guiné e Cia Diversidança

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

17h - Workshop de criação de trilha sonora com Aghata Saan / 15 anos

18h - Workshop de técnicas básicas de câmera conceitualizando a produção de videodança com Ana Guerra e Bárbara Santos / 15 anos

19h - Roda de conversa “Ser artista e a produção de arte na periferia” com Camila Odara, Potira Marinho e Rodrigo Cândido / Livre

20h – Exibição dos vídeos do espetáculo “AFÔ, do Coletivo Olhares de Guiné: com Camila Odara, Felipe Santana, Guilherme Freitas, Júlia Lima, Potira Marinho, Rivaldo Ferreira, Victor Almeida. A exibição de vídeo será acompanhada de uma roda de conversa

20h40 – Abertura da exposição “Cia Diversidança, fragmentos de uma década” e discotecagem com Aghata Saan

Visitação de 22 de Março a 13 de Abril das 14h às 21h / Livre

Sala de Convivência – Espaço Cultural CITA

22 de Março de 2019, Sexta-feira

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

18h – “A Flor da Lua” solo de Marcus Moreno / Livre – O ponto de partida deste espetáculo é a passagem do tempo. Inspirado na obra da artista e ilustradora botânica Margaret Mee, o artista constrói os movimentos que compõe o espetáculo.

19h30 – Espetáculo “Sob os pés”, solo de Felipe Santana. O espetáculo é seguido da Roda de Conversa “Trajetória da profissionalização do artista da dança na zona sul” com Daniele Santos, Erico Santos, Felipe Santana e Mariane Oliveira com mediação de Rodrigo Cândido / Livre

23 de Março de 2019, Sábado

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

16h30 – “Dançando por alguns cantos...” intervenção com Cia Diversidança / Livre

A intervenção “Dançando por alguns cantos...” busca trazer á tona questões pertinentes aos processos artísticos dos artistas da dança. A obra traz questões

reflexivas sobre a produção de dança, que atualmente pulsa na cidade de São Paulo, tensionado a relação arte/trabalho, artista/trabalhador

Praça João Tadeu Priolli

18h - “ContraNarciso” espetáculo com Coletivo Limiar / 14 anos. O espetáculo propõe um corpo que é, em si, uma coletividade, um embate como entidade individual, para compreender cada indivíduo como criador e criação dos contextos em que se inserem, em conflito com o espaço, os outros e os objetos.

19h30 – Exibição de vídeo dança “Vídeo Ensaio II” com Raffab Ajá e “Por alguns cantos” com Leandro Caproni / Livre

24 de Março de 2019, Domingo

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

16h – “EntreTamboreS” com Grupo Batakerê / Livre

A intervenção é baseada nos blocos afros que usaram as ruas para tornarem visíveis

As belezas negras periféricas, expressando seus sentimentos através da musica e da dança. EntreTamboreS são corpos que impulsionados pelas ondas sonoras que repercutem do ecoar dos tambores, dançam, improvisam com os sons.

Praça João Tadeu Priolli

18h – Oficina de dança moderna com Marcelino Dutra / 16 anos

20h - “Vênus Negra – Um manual de como engolir o mundo” espetáculo com Zona Agbara / 12 anos. Espetáculo de dança que utiliza como uma de suas inspirações a história de Saartjie, a Vênus Negra, mulher negra que há dois séculos foi exibida em uma jaula na Europa por ter proporções avantajadas


29 de Março de 2018, Sexta-feira

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

17h30 – Oficina de Stiletto com Douglas Honorato / 16 anos. A modalidade é um estilo de dança que tem como base o universo feminino, unindo três características indispensáveis: a sensualidade, a elegância e, claro, o salto alto – do tipo agulha, preferencialmente. Stiletto compreende movimentos dos braços e das pernas e se inspira em ritmos como hip hop, jazz e vogue entre alguns ritmos a mais, sendo o último uma maneira de dançar criada pela comunidade LGBT nos Estados Unidos e popularizada na década de 1980 como uma mistura entre o clássico e o urbano.

19h30 – “Renascence – A (RE) Descoberta do EU corpo” espetáculo com Transense Cia de Dança / Livre

No palco enxergam-se diferentes corpos, de diferentes idades e diferentes possibilidades: numa atmosfera por vezes leve, vezes densa, esses corpos se encaixam e se comunicam na turbulência mais tranquila e cativante já vista.

21h – Roda de conversa e batalha All Style com participação do DJ Rodstyle: “O impacto das danças urbanas na juventude” com Camila Odara, Choks Oliver, Guilherme Freitas e Mi Spinelli com mediação de Rodrigo Cândido / Livre

30 de Março de 2019, Sábado

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

18h - “Depoimentos para fissurar a pele” solo de Djalma Moura (Coletivo Desvelo) / Livre - Iansã é o Orixá que dá corpo para esse trabalho. Inserida diretamente nas coreografias, os movimentos de palco concentram-se em seus arquétipos e analogias em relação á natureza – sejam elas dentro do aspecto animal ou de tempo – como os ventos, as tempestades, os raios, o búfalo.

19h30 – Exibição de vídeo dança “Reminiscência” com Danielle Rodrigues & Rafael Berezinski e “Partida” com Rafi Sousa / Livre

21h30 – “Igbáewe”, espetáculo da companhia Novo Corpo Cia de Dança / Livre –

Tem como investigação corporal para a dança o conhecimento dos orixás Iansã (os caminhos que os ventos de Iansã o levam) e Ossãe (os segredos das folhas e mistério da cabaça podem trazer), trazendo o poder da palavra IGBÁEWE que têm como significado etmonológico igbá – cabaça e ewe - folhas oriundos da cultura africana, dialeto em ioruba que agrupadas dão nome ao espetáculo.

31 de Março de 2019, Domingo

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

17h30 – “Rosas Danst Rosas” intervenção com Dentre Nós Cia de Dança / Livre

O espetáculo Rosas Danst Rosas é construído a partir de sequência de movimentos simples e repetitivos. Ao longo do espetáculo, o espaço constrói-se juntamente com a movimentação dos bailarinos pelo espaço cênico.

Praça João Tadeu Priolli

18h – Oficina de hip hop com Jaay Silva (João Paulo Silva) / 16 anos

20h – “Tranças de Teresa” espetáculo com Cia da Vila / Livre. Inspirado na obra do artista plástico Tunga, o espetáculo mostra as intersecções e relações contraditórias do amor e obras do artista.

05 de Abril de 2019, Sexta-feira

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

18h – “Iwosan” solo de Débora Marçal / 12 anos

Um corpo feminino, negro, periférico, ao nascer numa sociedade eminentemente machista, racista, heteronormativa, elitista e branca que não abre mão dos seus lugares de privilégios, tem por consequência o constante desafio da construção de identidade. Iwosan (cura em ioruba) transita pelas nuances deste conflito.

19h30 – Roda de Conversa e Baile de dança de salão com Deejay Juninho JJ e apresentações de Daiy Silva & Kleber Cirqueira, Denise Capelo & Leonardo Cordeiro, Jéssica Lima & Lucas Blaide e Juliana Freire & Ronaldo Mota: “As danças de salão, suas silhuetas e alternativas” com Jéssica Lima, Leonardo Cordeiro, Kleber Cirqueira e Ronaldo Mota com mediação de Rodrigo Cândido / Livre

07 de Abril de 2019, Domingo

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

17h – Oficina de dança contemporânea com Rivaldo Ferreira / 16 anos

19h – “Ô Saudade...” espetáculo com Rumos Cia Experimental / Livre - “Ô Saudade…” traz em seu enredo a migração nordestina; evidencia a figura do nordestino, que abandona sua terra para buscar novos caminhos e possibilidades, a despedida apaziguada pela esperança e o sentimento de saudade causado pelo distanciamento.

12 de Abril de 2019, Sexta-feira

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

18h30 – Roda de Conversa com apresentação do grand paux de deux “Dom Quixote”, com Larissa Paola e William Santos do Studio Diane Sousa: “A periferia e a dança clássica – situações e conjunturas”: Carol Almeida, Diane Sousa, Renatha Dornelas e Tábata Alves / Livre

20h30 - “Sangue” solo de Flip Couto / 14 anos

Discutindo a construção de um corpo negro, homoafetivo e positivo o trabalho cria um ambiente relacional de trocas tendo como ponto de partida os Bailes Black dos anos 70, festas de bairros, reuniões de famílias e as diversas relações afetivas presentes no dinâmico cotidiano das cidades. O auto depoimento é disparador de sensações, sonoridades, gestos, imagens e ritmos.

13 de Abril de 2019, Sábado

16h – “BANDO!” intervenção com Coletivo Desvelo / Livre

“BANDO!” propõe uma invenção nas relações entre mundos e nichos distintos. Como construir um bando em que cada integrante decide juntos seguir uma travessia, porém

lindando com suas particularidades? Quantas cabeças são necessárias para que o bando surja potente?

Praça João Tadeu Priolli

17h – “Filhxs --da--- Pº##@! - T O D A – Quando me mataram de vez” espetáculo com Coletivo Calcâneos / 12 anos

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA

18h30 – Cortejo com Bloco Afro É di Santo / Livre

Bloco Afro É Di Santo constitui-se como grupo de musicalidade afro percussiva que celebra as tradições negras com os tambores, as danças, os cantos, a religiosidade e ancestralidade negra.

Quintal - Espaço Cultural CITA

19h30 às 23h - Festa “PiriGOZA” da Cia Diversidança com DJ’s Bárbara Santos e Felipe Santana / 18 anos

Sala Cênica - Espaço Cultural CITA


DANÇA NAS BORDAS – PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Espaço Cultural CITA

Rua Aroldo de Azevedo, 20 - Jardim Bom Refugio, São Paulo / SP

Praça João Tadeu Priolli (Praça do Campo Limpo)

Rua Dr. Joviano Pachêco de Aguirre, 30 - Jardim Bom Refugio, São Paulo / SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário