domingo, 10 de novembro de 2019

DINAMITE | O som de São Paulo


Diversas equipes de bailes foram importantes no cenário black paulista como: Chick Show, Zimbabwe, Black White, Kaskatas, Black Mad e outras. Mas a Dinamite foi a que mais fomentou o rap em SP. Suas coletâneas de rap da equipe Dinamite – O som de Paulo ajudou muito na propagação do rap nas quebradas. Dificilmente alguém daquele tempo não teve pelo menos uma fita do Dinamite. 

Importante dizer que o modo de consumir música era muito diferente, quando essas equipes de baile começaram, a música black não era muito consumida via rádio, então muitas pessoas iam aos bailes para dançar e ouvir e conhecer as músicas. Existe diversos relatos de pessoas que conheceram gêneros black como: funk, disco, samba rock e o rap através destes bailes. Com o grande sucesso da Black Music, as equipes começaram a lançar coletâneas, gravadoras e a terem seus programas de rádio. Pra quem é novo, imagine que essas coletâneas tinham a mesma importância que as playlists de plataformas digitais tem hoje em dia. 

Naquele tempo ficávamos na escuta dos programas de rádio com uma fitinha para gravar nossas músicas favoritas. Não era fácil consumir rap em tempo que dinheiro pra lazer era mais que luxo. Muita gente ficava brava com a vinheta ou fala do locutor, mas eu nem ligava, até gostava...hahaha

O Donizete e sua equipe sempre estiveram atentos aos lançamentos gringos e toda semana tinha música nova na rua. A dinamite botou muita coletânea pirata na rua e muitos camelôs pirateavam seus piratas e assim o rap se propagava nas periferias de São Paulo. 


Se você tem 30 anos ou mais, com certeza lembra do Dinamite 97, 98 e 99 que foram o auge dessa coletânea. Até meados de 2003 você ainda encontrava pirata dessas edições e das novas claro. 

Falando de mim que tenho 31 por exemplo; a primeira lembrança que tenho de um som gringo é Thug Luv do Tupac feat. Bone Thugs N Harmony, o famoso rap do tiro. Este som estava na coletânea Dinamite 98. Está coletânea tocou nos carros e festas por anos! 

A Equipe Dinamite foi fundada no dia 5 de novembro de 1979 por Donizete Sampaio. 
O objetivo era fazer a diversão dos jovens, tocando músicas dançantes nacional e internacional. 
Seu primeiro point foi na Escola de Samba Caprichosos do Piquiri, mas a equipe fazia bailes em toda região norte de São Paulo. Depois a equipe começou a fazer bailes em todas regiões de SP, interior e alguns estados brasileiros. 
Assim como várias equipes de bailes, a Dinamite também teve seu programa de Rádio. A Dinamite teve programa na Rádio Record, Metropolitana, 105 FM e na RCP FM que era uma rádio pirata onde a Dinamite fazia toda sua propagada. 

Uma fita bem interessante é que segundo do DJ PORTA MALA, um dos grandes DJs da equipe que trabalhou por mais de 20 anos com eles, disse numa entrevista que ele foi programador do Donizete na rádio 105 fm quando a equipe estava lá. Num belo dia ele resolveu tocar rap nacional e ele diz que quase caiu um raio na antena da radio, pois o rap nacional não era aceito na rádio. Com muito custo e jeito ele foi colocando aos poucos e com o tempo chegou a ter meia hora de rap nacional e tal. Com o sucesso, a rádio passou a ter um programa de 1 hora e criou o Espaço Rap, mas aí não era com a Dinamite, mas uma produção própria da rádio difusora. 

Se liga na importância! O Espaço Rap é o programa de rap de maior importância de São Paulo e por que não do país? Já que muitos grupos de outros estados tocaram na rádio e fizeram sucesso. O programa existe até hoje e ainda é campeão de audiência, já que com a tecnologia pessoas de outros estados e brasileiros fora do país ouvem a rádio. Talvez, se o DJ Porta Mala não tivesse insistido, a 105 FM nunca teria se tornado a rádio paulista que mais tocou e ainda toca rap no país. 



Gravadora / Selo


Nos anos 90 o recurso monetário do baile foi destinado a descobrir novos talentos, surgindo a gravadora e selo TNT Record's. 
TNT tem em seu catálogo, mais de 100 registros de álbuns, eps ou coletâneas. 

Os artistas de maiores destaques foram: DJ Cuca, Nelson Triunfo, Ndee Naldinho, Grand Master Ney, Thaíde e Dj Hum, Baseado nas Ruas, Duck Jam & Nação Hip Hop, Comando DMC e outros. 
A gravadora gravou vários artistas da periferia de São Paulo fora do rap, entre eles estão: Botequim do Camisa, Negritude Junior, Sensação, Juventude do pagode e outros. 

Nos últimos anos, além dos bailes de nostalgia, a Dinamite chegou a organizar bailes de funk também e chegou até a gravar um DVD em 2009. A ultima movimentação que vi da equipe foi em 2016, organizando rolês de funk. 

Coletâneas 



Dinamite 10 anos 


Quando a equipe completou 10 anos ela lançou a coletânea Dinamite 10 anos e talvez seja o primeiro grande sucesso de venda da TNT. Ele tem 10 faixas e conta com músicas de Miles Davis, Schoolly D, Nice & Smooth e outros .

Youtube | Ouça aqui



Dinamite 15 anos 


A coletânea de 15 anos é muito clássica pra quem curtia as festas de quebrada. 
Nesta coletânea tinha Shaggy, Big L, Mad Lion, Apache Indian, Bone Thugs, Snoop Dogg e outros.

Youtube | Ouça aqui


Dinamite 98 

Está edição é muito relevante e precisa ser citada, pois ela só tem clássicos! 
Ela é gangsta, ela é underground, ela é melodia como dizíamos, céloko! só pedrada! 

Uh la-la-la-la com Alexia, Thug Luv com Tupac feat. Bone Thugs N Harmony, Love Sponge com Buju Banton, Jardcore com Born Jamericans, Ambitionz az a ridah com Tupac, Fulton Street com Leschea, Mr. Big Stuff com Queen Latifah, Gottta Get Nive com Mad Lion, Hold it down com Das Efx, Blowe com Krs-one, Twisted com Keith Sweet (essa rola lagrimas), I'll Be Missing You com Puff Daddy & Faith Evans feat. 112, Men in Black com Will Smith e Gettin Funky com Snoop Dogg & SWV. 

Youtube | Ouça aqui


A coletânea resistiu oficialmente até o ano de 2003, se houve alguma edição após este ano, foi pirata ou melhor, pirata do pirata. Já que...hahahaha.


A volta da RCP


A rádio que fez história nos anos 90 volta com toda força agora na internet pra você curtir os sons que embalaram os melhores bailes de São Paulo. A RCP Fm era a rádio que nunca pagava comédia e deixava todo mundo por dentro das melhores da black music 24 horas por dia. Idealizada pelo saudoso Donizetti Sampaio, que sempre foi um incentivador da boa musica negra, que através da sua equipe Dinamite o Som de São Paulo, fazia a trilha sonora dos bailes em todas as regiões de São Paulo, enxergou a oportunidade de fazer uma rádio diferente de todas que existiam. Surgia ai a RCP, nome que passou a ser cada vez mais frequente para aqueles que queriam curtir os sons que eram tocados nos bailes da Dinamite. A rádio é tão única que as siglas RCP, sempre foi motivo de discussão sobre o seu verdadeiro significado, resposta que jamais tivemos após inúmeras tentativas com o Donizetti, que sempre com uma boa gargalhada respondia que não tinha significado. Conclusão que chegamos que realmente "a" RCP ou "o" RCP é algo úníco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário