NOTICIÁRIO PERIFÉRICO

As paraenses Anna Suav & Bruna BG lançam o single “Mercancías”

Anna Suav e Bruna BG - Foto de Belle Delmondes

A dupla paraense Anna Suav & Bruna BG lançaram na última quinta-feira (30/6) a música “Mercancías”, dando início à divulgação de seu novo projeto, o álbum visual “Ritual das Candeias”, produzido com o patrocínio de Natura Musical. A faixa chega acompanhada também por um videoclipe, que saiu no hoje (01/07).

Em “Mercancías” (“mercadorias”, em espanhol), as cantoras aliam a potência do rap a versos de poesia para denunciar um problema histórico no Norte do país: a exploração sexual de mulheres e meninas, que apresenta números cada vez mais crescentes, especialmente em lugares emblemáticos da Amazônia, como o arquipélago de Marajó (PA), onde estão concentrados os municípios mais pobres do estado e diversas denúncias de redes de prostituição.

“Essa é uma música que eu considero pesada, sombria, e não só na letra, mas também no instrumental. É uma experiência de mulheres daqui do Norte, que crescem escutando a lenda do boto, até entender que por trás dessa história tem algo muito mais real e perigoso”, comenta a cantora Bruna BG. “Acreditamos que esse single possa ser uma ferramenta de denúncia, com força para alcançar muitas pessoas e lugares e para chamar a atenção para o que se vive por aqui”.

“Se a mão que embala o berço é a mesma que põe o dedo / Se a mão que tem o terço amaldiçoa desde cedo / Na escuridão do quarto, cheira a talco, cheira a vela, cheira a falo e cheira a medo”, canta Anna Suav em uma das estrofes da música, ressoando a mensagem de alerta.

A composição é assinada pela dupla, e a canção conta ainda com direção musical do DJ Duh, produtor que já trabalhou com nomes como Emicida, Ivete Sangalo e Gaby Amarantos; produção musical de Donloco; e mixagem e masterização de Alejandra Luciani, que já atuou ao lado de Ava Rocha, Liniker e Elza Soares. A faixa foi gravada no estúdio Floresta Sonora, em Belém (PA).

O álbum “Ritual das Candeias” foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura do Pará (Semear), ao lado de nomes como Nic Dias, Sumano MC, Festival MANA e Mestras do Pará, por exemplo. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para mais de 69 projetos até 2020, como Manoel Cordeiro, Dona Onete, Pinduca, Felipe Cordeiro e Thaís Badú.


Postar um comentário

0 Comentários