Tem pra todo mundo hein!!! Que isso família, mais uma semana se iniciando, e com ela mais uma oportunidade de vocês conhecerem bons trabalhos nacionais que foram lançados recentemente. Hoje trazemos as indicações de Subterrâneo 12, Família Tríplice e Dan Feitosa. Bora conferir!


UNDERGROUNDAÇO ATÉ UMAZORAAAAAAAAAA, foi o que eu pensei quando dei play no álbum Subterrâneo 12. O grupo, de mesmo nome, é de Canoas/RS, e lançou no último mês de março seu primeiro álbum, que leva o mesmo nome do grupo. São seis faixas que apresentam um rap que é cria do underground, as letras abordam críticas sociais ao mesmo tempo estimulam a sempre lutar pela mudança e pelo que acredita. Está muito bem produzido o álbum, que tem Direção musical, mixagem e masterizaçã por DIO, Produção Executiva de Wender Zanon e Rodner Ruivo. O grupo ainda contou com a equipe Erico Noronha nas artes, Wender Zanon no Lyric Vídeo e Alice Tenório nas fotografias. A Subterrâneo 12 é formada por Rodner Ruivo, DIO, Enrique Dent, Peterson Ruivo e Vagner Ruivo, e é também responsável pelo selo Parada 12, que recentemente lançou a coletânea "Canoas é o RAP! Vol. 1", promovendo os novos artistas da cidade, e agora está com inscrições abertas para a coletânea "Rap nos trilhos", confira
A realização do disco de estreia da Subterrâneo 12 está acontecendo via Edital de Chamamento Público 235/2020 com recursos da Lei Aldir Blanc do município de Canoas, RS, Brasil. A descentralização de recursos proposta pela lei emergencial apoiou muitos artistas independentes de Canoas.


A segunda indicação foi uma surpresa, estava viajando na internet com o YouTube no aleatório e de repente começou a tocar e eu corri na aba pra saber o que era. Simplesmente não tem como dar pause depois, empolga, tem swing e qualidade.

Familia Triplice & Dennys Nowbeat - 1000GRAU

Pagodão + RAP, essa é a mistura que deu certo. O lançamento do grupo baiano Familia Triplice. Lançado em Abril, EP “1000 Grau” traz 5 faixas inéditas e bem quentes com uma proposta ousada, músicas mais dançantes e envolventes, sem deixar de lado os versos conscientes. 1000GRAU de fato traz a fusão de ritmos baianos, uma experiência muito legal pra quem ouve. As letras trazem a linguagem popular dos guetos e toda baianidade, com o intuito de animar e interagir com os ouvintes. A produção do álbum é encabeçada pela equipe da Selo Triplice (Produtora Independente) em Parceria com o Músico e produtor Denys Nowbeat, que acompanha o grupo a mais de 8 anos, nos vocais o trio: Junior MC, Rafael Rocha e Rilk MC. Mais informações da ficha técnica na descrição do EP no YouTube. 
Em 2020, Família Tríplice ficou em terceiro lugar dentre os 200 melhores discos da Bahia, o grupo tem uma grande caminhada de 13 anos que deve ser acompanhada de perto por vocês.


A terceira indicação vem da Zona Leste de São Paulo, Cidade Tiradentes na área. Don Feitosa lançou no fim do mês de Abril seu primeiro álbum. 
 
Dan Feitosa - Bairro Dormitório 

O álbum Bairro Dormitório me chamou muito atenção por conta dos beats e do flow de Dan Feitosa. A primeira vez que ouvi foi só aquela sensação de "poxa, como encaixou daora", depois com mais audições comecei a prestar mais atenção nas letras e percebi as letras retratando o cotidiano, o genocídio, o racismo, além de versos bem intímos que falam sobre espiritualidade. Bairro Dormitório conta com produção de Peso Duplo, Audio Combo, David Brehmer, Diaz. Cesar Hostil da gravadora #QGHOSTL, ficou responsável pela produção executiva de gravação, mixagem, masterização e produção de instrumental. Arte de capa e contra capa, foi produzida por Eduardo Credo.


É isso pessoal, boa semana, valorizem os trabalhos independentes!






1 Comentários

Postar um comentário