quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Rap em Quadrinhos - O rapper Dexter foi retratado como Spawn (Soldado do inferno)


A dupla Load e W.Luod estão de volta com segunda parte da série "Rap em Quadrinhos".

A primeira edição a principio ia contar com 10 personagens, mas fez tanto sucesso que terminou com 20 personagens. Esta série basicamente consiste num "crossover" entre o artista e o herói.

Não sabemos quantos personagens vão ser nesta segunda parte, mas saiu a primeira.

O primeiro rapper a ser homenageado foi o RAEL como o Bishop, Heroi da Marvel.
O segundo rapper a ser homenageado foi o Dexter, como Spawn.




Palavras do Load:


Eu e o @w.loud escolhemos colocar o @dexter8anjo como Spawn no projeto #RapemQuadrinhos Dexter assim como personagem Spawn sobreviveu ao inferno, quem conhece sua historia sabe. E graças ao hip hop salvou sua própria vida e a de muitos, 509-E foi fundamental pro meu crescimento Dexter é referencia pra muitos com uma historia expiradora de superação e aprendizados!!

Sobre o Spawn:

Spawn é um personagem de quadrinhos criado por Todd McFarlane em 1992. Spawn era o agente da CIA Al Simmons, que após ser morto numa armadilha armada por seu chefe vai para o inferno. Lá, ganha poderes após negociar com o demônio Malebolgia para se tornar um "filho do inferno". Spawn depois revolta-se contra os demônios e passa a enfrentar as criaturas sobrenaturais e da Máfia. Além da série de HQ que tem o mesmo nome do personagem, Spawn estrela um filme, uma série de desenho animado no canal HBO, e vários jogos de video-game, tornando-se uma franquia conhecida. Além disso, McFarlane também fundou a McFarlane Productions, que fabrica todos os produtos relacionados ao herói, especialmente bonecos e esculturas, reconhecidos por seus grandes detalhamentos. Spawn contou também com participações de roteiristas famosos como Frank Miller (Sin City, 300 de Esparta), Alan Moore (V de Vingança, Watchmen), e Neil Gaiman (Sandman, Morte). Inicialmente, a arte da revista era feita pelo próprio McFarlane, que depois passou o lápis para Greg Capullo, passando a fazer apenas a arte-final. Anos depois, o traço ficou sob a responsabilidade de Angel Medina e Capullo passou a desenhar apenas as capas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Follow Us